0 Mergulhos Rapa Nui - Blog da Ana - 1000 dias

Mergulhos Rapa Nui - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Mergulhos Rapa Nui

Chile, Ilha de Pascoa, Ilha De Pascoa, Hanga Roa

Água absolutamente cristalina, com visibilidadde de 60 metros durante mergulho na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico

Água absolutamente cristalina, com visibilidadde de 60 metros durante mergulho na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico


Mergulhos na Costa do Pacífico Sul-Americana são certa raridade, as águas frias são pouco convidativas e são poucos os lugares que se especializaram neste esporte. Na Colombia o Litoral Pacífico não é muito desenvolvido turisticamente, no Equador Montañita é um dos principais pólos para o esporte, mas passamos por lá na pior época, frio e pouca visibilidade. Pouco mais ao sul já no Perú, Mâncora também está se desenvolvendo para o mergulho. Agora quando falamos de pontos imperdíveis para qualquer mergulhador que se preze, Galápagos é hors concours! Um mergulho de nível mundial com uma das maiores biodiversidades marinhas de todos os mares do planeta.

Mergulhando nas águas claríssimas da Ilha de Páscoa, em pleno Oceano Pacífico

Mergulhando nas águas claríssimas da Ilha de Páscoa, em pleno Oceano Pacífico


Mas, e um pouco mais ao sul? Bem, aos mais viciados e destemidos a costa chilena oferece algumas chances de explorar este incrível ecossistema. O que muitos esquecem é que temos, aqui pertinho, uma das ilhas mais isoladas do planeta, com águas mornas, animais endêmicos e uma das maiores visibilidades do planeta: a ilha de Páscoa!



Centenas de mergulhadores visitam a Ilha de Páscoa todos os anos em busca de suas águas roxas com visibilidades que alcançam mais de 60 metros. A temperatura varia de 18°C a 24°C, ótimo para águas “pacíficas”, deixando os mergulhadores confortáveis para explorar o relevo vulcânico nos arredores da ilha, com formações de grandes paredes, pináculos, arcos e cavernas submarinos.

Explorando corais e cavernas durante mergulho na Ilha de Páscoa, em pleno Oceano Pacífico

Explorando corais e cavernas durante mergulho na Ilha de Páscoa, em pleno Oceano Pacífico


A ilha oferece algumas operadoras, a mais famosa delas é a Mike Rapu, com bons preços, equipe simpática e sempre lotada. Eu e o Ro sempre queremos a turma alternex, menos movimentada e também muito profissional, onde podemos fechar uma programação mais customizada para conhecer os pontos de mergulho mais avançados da ilha, por isso escolhemos a Atariki Rapa Nui.

A caminho de mais um mergulho na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico

A caminho de mais um mergulho na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico


Os chilenos, antes mesmo de poder se certificar pela mundialmente aceita PADI, devem passar por cursos ministrados pela Armada Chilena. A marinha é responsável pela emissão de certificados de mergulho recreacional tanto para alunos, quanto para instrutores e estes devem renovar o seu permiso regularmente. Quanto a nós, turistas, qualquer curso será bem recebido, afinal o que as operadoras querem é trabalhar e cair na água.

Uma das águas mais limpas e claras de todo o continente, na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico

Uma das águas mais limpas e claras de todo o continente, na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico


Conversando com o pessoal da Atariki sobre nossa experiência como mergulhadores tek e os mergulhos que gostamos de fazer (todos basicamente), dois pontos foram escolhidos: o Alcantillado e os Motus.

Explorando corais e cavernas durante mergulho na Ilha de Páscoa, em pleno Oceano Pacífico

Explorando corais e cavernas durante mergulho na Ilha de Páscoa, em pleno Oceano Pacífico


O Alcantillado é um paredão de pedra que cai a 36m de profundidade desde uma plataforma a 13m. Seguimos um jardim de corais até a beira da parede onde despencamos ao lado de um imenso jardim de corais maravilhoso, com formas delicadas e muitos corais brancos.

Mergulhando nas águas claríssimas da Ilha de Páscoa, em pleno Oceano Pacífico

Mergulhando nas águas claríssimas da Ilha de Páscoa, em pleno Oceano Pacífico


Aos 33 metros cruzamos um arco e entramos em uma caverna com uma saída vertical em tubo passando por prateleiras de corais repletas de crustáceos, carangueijos, lagostas e camarões. Mergulho lindo!

Explorando corais e cavernas durante mergulho na Ilha de Páscoa, em pleno Oceano Pacífico

Explorando corais e cavernas durante mergulho na Ilha de Páscoa, em pleno Oceano Pacífico


No segundo mergulho voltamos ao Alcantillado, mas nos damos mais tempo para explorar o topo da parede e os detalhes dos corais em um mergulho mais raso. Este é o ponto preferido da maioria dos mergulhadores aqui da ilha!

Mergulhando nas águas claríssimas da Ilha de Páscoa, em pleno Oceano Pacífico

Mergulhando nas águas claríssimas da Ilha de Páscoa, em pleno Oceano Pacífico


O segundo mergulho foi dois dias depois em um ponto conhecido como Motus. Motu significa “ilha” no idioma Rapa Nui, Moto Nui é a maior das ilhas ao sul da Ilha de Páscoa, o lugar mais ocidental do Chile. O cume de uma montanha submarina que se eleva a 2.000m desde o fundo do mar, Moto Nui é um lugar sagrado na cultura ancestral Rapa Nui. É o local onde se dava o culto Tangata Manu (Cerimônia do Homem Pássaro), parte da religião que era praticada pelos habitantes da ilha entre a fase dos Moais e 1860, quando a população se converteu ao cristianismo.

Ilhas onde chocavam os manutaras e para onde nadavam os participantes do festival do homem-pássaro, em frente ao vulcão Rano Kau (em Rapa Nui (ou Ilha de Páscoa), ilha chilena no meio do Oceano Pacífico)

Ilhas onde chocavam os manutaras e para onde nadavam os participantes do festival do homem-pássaro, em frente ao vulcão Rano Kau (em Rapa Nui (ou Ilha de Páscoa), ilha chilena no meio do Oceano Pacífico)


Água absolutamente cristalina, com visibilidadde de 60 metros durante mergulho na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico

Água absolutamente cristalina, com visibilidadde de 60 metros durante mergulho na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico


Próximo ao Motu Nui está o Motu Kao Kao, uma ponta de pedra com 20m de altura que desce aos 70m de profundidade. Chegando aos Motus, mesmo em um dia nublado e com chuva, não acreditávamos no que estávamos vendo sob o nosso pequeno barco de madeira: Água ROXA! Não precisamos nem do sol para ter a noção de que estávamos prestes a cair em uma das águas mais limpas que já mergulhamos nos mares da América.

Uma das águas mais limpas e claras de todo o continente, na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico

Uma das águas mais limpas e claras de todo o continente, na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico


Nos preparamos para um mergulho profundo onde chegamos a 47m de profundidade e um total de 41 minutos de mergulho, com um pouco de narcose. Este pináculo está recoberto de corais brancos onde se escondem várias espécies marinhas, muitas moréias, camarões e pequenos peixes. Ao longe ainda tivemos a sorte de cruzarmos com um cardume de atuns amarelos, que nos seguiram curiosos por alguns minutos.

Um atum nos acompanha durante mergulho na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico

Um atum nos acompanha durante mergulho na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico


Estes mesmos corais brancos, tão lindos e delicados, são extraídos de áreas mais rasas da ilha há décadas pelos artesãos para a confecção de artesanatos vendidos aos turistas. Esta extração e comercialização desenfreada está afetando o ecossistema marinho da ilha, que já sofre com menor quantidade de peixes.

Mergulhando em banco de corais na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico

Mergulhando em banco de corais na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico


O espetáculo garantido por este mergulho portanto não está na na fauna marinha, mas sim na incrível paisagem. Com mais de 60 metros de visibilidade enxergamos em meio à imensidão azul aquela coluna rochosa adornada pela natureza. É uma visão inesquecível!

Explorando uma enorme parede com mais de 40 metros de altura durante mergulho na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico

Explorando uma enorme parede com mais de 40 metros de altura durante mergulho na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico


O segundo mergulho já foi próximo ao Motu Iti, um pináculo menor e quase totalmente submerso próximo de Motu Nui. Mergulho mais raso, porém muito bonito por entre paredes, pedras e jardins de corais. Saímos da água com lábios roxos de frio, mas esticados de orelha a orelha, tamanha a felicidade! Roberto, instrutor, e o jovem Joaquim, primeiro dive master rapa nui, não podiam esconder a alegria de nos proporcionar essa experiência.

Nossos companheiros de mergulho ao lado da ilha do homem-pássaro na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico

Nossos companheiros de mergulho ao lado da ilha do homem-pássaro na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico


Tudo bem que escolhemos logo os dois melhores pontos de merguho da ilha, mas deixamos vários outros pontos para trás. Nem preciso dizer que mesmo sem ter ido embora, já queremos voltar à Ilha Rapa Nui.

A caminho de mais um mergulho na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico

A caminho de mais um mergulho na Ilha da Páscoa, território chileno no meio do Oceano Pacífico

Chile, Ilha de Pascoa, Ilha De Pascoa, Hanga Roa, Mergulho, dive, Rapa Nui, Motus, Alcantillado

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior Parada para admirar a vista desde as encostas do vulcão Maunga Terevaka, na Ilha de Páscoa, no sul do Oceano Pacífico

Trekking Arqueológico

Post seguinte A cratera do vulcão Rano Kau, em Rapa Nui (ou Ilha de Páscoa), ilha chilena no meio do Oceano Pacífico

Orongo e o Tangata Manu

Blog do Rodrigo Ao longo da trilha na costa norte da ilha, encontro com ruínas da antiga civilização da Ilha de Páscoa, no sul do Oceano Pacífico

Mergulhando e Caminhando em Rapa Nui

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 14/12/2015 | 12:07 por mamai

    Em breve serei eu e meu par!!!!

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet