0 Linha do Equador - Blog da Ana - 1000 dias

Linha do Equador - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Linha do Equador

Brasil, Amapá, Macapá

Bem encima da linha do Equador (em Macapá - AP)

Bem encima da linha do Equador (em Macapá - AP)


Macapá, a capital do distante estado do Amapá, foi fundada pelos portugueses em meados do século XVIII. A primeira impressão é de uma cidade tranquila, que está em pleno desenvolvimento, com muitas construções em andamento. Macapá possui em torno de 350 mil habitantes, praticamente 70% da população de todo o estado. Banhada pelo Rio Amazonas, fica a poucos quilômetros da sua foz, o que faz um dos principais pontos de acesso para os surfistas da pororoca.

Entrada da Fortaleza de São José, em Macapá - AP

Entrada da Fortaleza de São José, em Macapá - AP


Chegamos tarde ontem e hoje cedo enquanto eu tirava o atraso no sono das madrugadas entre Belém e Marajó, o Rodrigo foi retirar a nossa filhota linda do Porto de Fortaleza do Igarapé. A Fiona estava lá, sã e salva depois de sua primeira viagem sozinha. Descarregamos toda a nossa bagagem na pousada para levá-la à concessionária para sua revisão dos 30mil km. Enquanto o Ro estava nessa função, eu estava em outra inacreditável. Eu acho que não comentei no post de Belém, mas quando chegamos lá resolvi mexer na minha “mala-armário” e colocar algumas roupas guardadas em uso. Quando eu abri a mala descobri que metade dela estava mofada! Vocês conseguem imaginar? Essa mala estava fechada e nós sempre cobrimos com lona as bagagens, para proteger da água da chuva que ainda entra na capota. Não sei dizer desde quando a água entrou na mala, por cima e por baixo, e como ela é meio impermeável não notamos! Enfim, em Belém eu coloquei todas estas roupas em uma lavanderia e as que não molharam e mofaram eu aproveitei para colocar no sol agora, aqui em Macapá. Pois é, sabem aquele dia de arrumar os armários? Olhem só a bagunça que virou.

Nossa tradicional bagunça, em quarto da pousada Ekinox, em Macapá - AP

Nossa tradicional bagunça, em quarto da pousada Ekinox, em Macapá - AP


Uma das nossas maiores preocupações para os próximos dias é a entrada do Rodrigo na Guiana Francesa. O estado francês exige visto dos brasileiros, já que muitos migram para lá para trabalhar e acabam se encostando nos benefícios trabalhistas (seguro-desemprego) dados pelo governo. Os oficiais da fronteira são muito rígidos e se seguirem literalmente as regras, podem não liberar o visto. Este deve ser retirado em São Paulo antes da viagem, porém ele é emitido com no máximo 3 meses de validade e nós passamos por São Paulo pelo menos 6 meses atrás. Resumo, o consulado francês sugeriu que tentássemos a sorte na fronteira e que o fato de eu ser cidadã européia (italiana) facilitaria a liberação do marido. Ainda pela manhã, o Rodrigo conseguiu contato com o Consul Honorário da França em Macapá, para os assuntos específicos entre Brasil e Guiana Francesa. Ele não decide visto algum, mas conhece quem decide e resolveu nos ajudar enviando um email para os responsáveis. Agora temos que esperar para ver no que dá.

Entrada de alojamento na Fortaleza de São José, em Macapá - AP

Entrada de alojamento na Fortaleza de São José, em Macapá - AP


Enquanto esperamos. resolvemos explorar a cidade. Fomos conhecer a orla, que tem ninguém mais ninguém menos do que o maior rio do mundo aos seus pés, o Rio Amazonas. O rio é um canal natural para navios cargueiros, petroleiros que levam e trazem minério do porto de Santana. Almoçamos “uma chapa” na orla observando o imenso rio de águas barrentas, brincando de adivinhar as suas margens opostas e observando a fila de navios que se formava.

Finalmente, o Rio Amazonas! (em Macapá - AP)

Finalmente, o Rio Amazonas! (em Macapá - AP)


Fomos buscar a Fiona na concessionária da Toyota onde fomos muito bem atendidos, pessoal simpaticíssimo que ficou super empolgado com o projeto da viagem. Até trocamos impressões e informações com um deles que morou em El Salvador e viajou bastante pelos vizinhos, Honduras, Guatemala e Panamá.

Fiona na concessionária, após a revisão dos 30 mil km, em Macapá - AP

Fiona na concessionária, após a revisão dos 30 mil km, em Macapá - AP


Macapá é a única capital brasileira que está na latitude zero e possui um monumento que marca este fato. O Marco da Linha do Equador é um lindo monumento que simboliza este paralelo tão presente em nossos livros e mapas, dividindo o hemisfério sul do hemisfério norte. Uma curiosidade é que o estádio de futebol da cidade, o Zerão, é cortado exatamente ao meio pela linha do equador.

Sol atrás do monumento da linha do Equador, em Macapá - AP

Sol atrás do monumento da linha do Equador, em Macapá - AP


No final da tarde fomos ao Forte São José, primeira construção da cidade, foi em torno dele que Macapá se desenvolveu. Comemorando este ano seus 299 anos, a fortaleza é uma das maiores e mais bem preservadas estruturas deste tipo que já visitamos. Uma bela vista para o rio e a luz do sol poente deixaram este cenário ainda mais bucólico, fácil de imaginar a boa vida dos soldados que ali viveram, sem ter nunca entrado em uma batalha.

Dentro da Fortaleza de São José, em Macapá - AP

Dentro da Fortaleza de São José, em Macapá - AP


Mais tarde resolvemos jantar no restaurante Canto do Baiano. O Rodrigo queria o tucunaré na manteiga, famoso aqui na região, mas acabou cedendo à gula ao suculento filhote recheado com banana e castanha-do-pará, hummm! Ainda bem que é um baiano já bem macapaense.

Fortaleza de São José, vigiando o Rio Amazonas, em Macapá - AP

Fortaleza de São José, vigiando o Rio Amazonas, em Macapá - AP

Brasil, Amapá, Macapá, Rio Amazonas, linha do equador, latitude zero, Forte São José

Veja todas as fotos do dia!

Não se acanhe, comente!

Post anterior Vista para o rio no Forte do Presépio, em Belém - PA

Belém do Pará

Post seguinte Na orla do rio Amazonas, em Macapá - AP

Tempo ao tempo

Blog do Rodrigo Fortaleza de São José, em Macapá - AP

Macapá!

Comentários (5)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 02/12/2012 | 21:00 por Leandro Pantoja

    Olá, sou macapaense e estou morando em Belém (estudando)estou com muita saudade de macapá, fiquei horas vendo as fotos, viagem bonita, o meu curso me impossibilita de ir frequentemente ao Amapá, mato a saudade pela internete. Tenho vontade de embarcar em uma aventura dessas com minha linda noiva Jéssica, parabens pela viagem...Abraços

    Resposta:
    Oi Leandro! Espero que o post tenha te ajudado a matar pelo menos um pouquinho das saudades da sua terra deliciosa. Adoramos Macapá! Obrigada pela companhia e precisando de dicas para planejar a sua aventura com a Jéssica é só nos escrever! Bjos!

  • 31/08/2011 | 14:50 por ildeni dos reis oliveira

    olá adorei o trabalho e a aventura de vocês, parabéns foram muitos corajosos, por percorrerem aquela estrada em um periodo tão chuvoso, e cheio de atoleiros, sei bem que vocês já vieram numa época até boa, pois conheço muito bem aquela estrada e por volta do ano de 1990 era mesmo quase intrafegável, uma viagem de macapá para oiapoque durava cerca de duas semanas ou até mais, sem exagero.Enfim amei as fotos tiradas e o que foi comentado a respeito daquela br, vi que vocês se preociparam, com situção precária do estado e sobre o meio ambiente, abraços bjs.

    Resposta:
    Olá Idelni! Chegar aí e não perceber esse movimento de vendas e transformação da floresta é quase impossível. Entendemos que existe uma necessidade do povo, mas acaba que quem paga o pato é a floresta, ou seja, as futuras gerações. Bem vinda ao blog, espero que curta os 1000dias junto conosco! Bjs!

  • 01/07/2011 | 02:36 por joao batista

    Muito legal suas fotos e seus comentarios.
    parabens.
    Conheço a regiao, pois estive visitando o macapá e o Oiapoque em 2009 antes da inicio da construção da ponte. Fui de macapá trajeto de carro e retornei de onibus.
    Adorei seus comentarios pois me fizeram lembrar tambem de minha aventura.
    abração
    joao

    Resposta:
    Olá João, o blog acaba sendo bem descritivo por este motivo, queremos q todos viagem conosco! Os que já foram e os que ainda planejam ir um dia! Bem vindo ao blog. Beijos!

  • 26/05/2011 | 20:25 por Ramon Silva

    Olá parabéns pelo trabalho de vocês, se é que podemos chamar isso de trabalho e sim uma aventura.Já morei em Oiapoque, trabalhei na construção daquela rodovia, e só quem passou por ali sabe o que aquelas estradas escondem.E nada melhor do que vocês pra mostrar o que o Amapá e o nosso Brasil em de melhor.Secesso e que Deus o acompanhem sempre

    Resposta:
    Olá Ramon! Uma aventura deve ter sido abrir aquela rodovia! Meu Deus! rsrsrs! Essa viagem é o nosso sonho que acabou virando um trabalho. Td bem, bem mais prazeroso, mas muito bacana! Só falta ganhar dinheiro! rsrs! Bem vindo e espero vê-lo sempre por aqui! Bjs!

  • 11/04/2011 | 13:12 por José Meira Filho

    Parabéns,seu trabalho é muito legal nos mostra coisas que muita gente nunca nem ouvio falar; Gostei

    Resposta:
    Obrigada José! É tanta coisa que descobrimos mesmo, que o mínimo que poderíamos fazer é compartilhar com vocês. Bjs!

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet