0 Kenai Península - Blog da Ana - 1000 dias

Kenai Península - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Kenai Península

Alaska, Homer, Seward

Muitas cores na bela paisagem da estrada entre Homer e Seward, na Península do Kenai, sul do Alaska

Muitas cores na bela paisagem da estrada entre Homer e Seward, na Península do Kenai, sul do Alaska


A Kenai Península é conhecida como o parque de diversões do Alasca, ou ao menos dos moradores de Anchorage e arredores. Eles vêm à península nos feriados e finais de semana para pescar, caçar, pedalar, escalar, fazer trekking, rafting e canoagem ou apenas sentar em uma cabana e ver a vida selvagem passar em um dos seus parques e reservas. Nela estão localizados o Kenai Fjords National Park, Kachemak Bay State Park e as rotas de acesso aos Parques Nacionais de Lake Clark e o famoso Katmai National Park.

Cisnes parecem enfeitar ainda mais a bela paisagem na estrada para Seward, na Península do Kenai, sul do Alaska

Cisnes parecem enfeitar ainda mais a bela paisagem na estrada para Seward, na Península do Kenai, sul do Alaska


O caminho de Anchorage para as cidades ao sul na península já é sozinha, uma atração. Após o a imensa baia tem o espetáculo da grande maré, que enche rapidamente criando uma longa e interminável onda que alguns corajosos (pela temperatura da água, não pela onda) podem até surfar! No “Windy Point” uma boa vista das montanhas e da baía e um pouco adiante em dias mais claros podem ser vistas as baleias belugas, no Beluga Point, além de golfinhos, pássaros e o que a sua sorte permitir. Alguns museus de mineração vão contando as histórias dos pioneiros que desbravaram a região, da construção da linha de trem que cruza de Seward a Fairbanks paralela à estrada, no mesmo caminho das montanhas.

Mesmo com chuca, também há incêndios no ALaska! (estrada para Seward, na Península do Kenai, sul do Alaska). Esse aí parece ter sido planejado...

Mesmo com chuca, também há incêndios no ALaska! (estrada para Seward, na Península do Kenai, sul do Alaska). Esse aí parece ter sido planejado...


Vizinho ao Kenai está o Katmai National Park, o paraíso dos ursos grizzlies e brown bears. Sabe aquela cena famosa dos ursos pescando salmão na beira de uma cachoeira? Pois é, é lá mesmo. Uma das cenas mais famosas do Alasca, que está em todos os informativos, revistas e folhetos turísticos e é conhecida provavelmente, por apenas 1 % da população local. O motivo? O lugar é (in)acessível apenas por uma longa e cara viagem de barco ou voos de avião, que custam entre 350 a 600 dólares, dependendo da época e tipo de tour. Até onde conseguimos pesquisar os voos mais baratos saem de Homer, que está mais próximo geograficamente da entrada do parque nacional e da pequena vila de King Salmon.

Estamos em 'Bear Country', em trilha na estrada para Seward, na Península do Kenai, sul do Alaska

Estamos em "Bear Country", em trilha na estrada para Seward, na Península do Kenai, sul do Alaska


Foi no Katmai, o santuário dos ursos grizzlies, que o famoso e controverso Grizzlie Man e sua namorada foram atacados e devorados por um urso, conhecido por ele como Mr. Brown. Infelizmente Mr. Brown também morreu, para não passar para sua prole o gosto por carne humana. Treadwell viveu durante 13 anos entre estes lindos e imprevisíveis animais, mas Mr. Brown era relativamente novo na área e não deve ter ido muito com a cara dele. Esta é uma longa e curiosa história, se quiser saber mais o cineasta alemão Werner Herzog fez um filme-documentário, o “Grizzlie Man”. O filme recebeu vários prêmios, embora ainda hajam controvérsias sobre a leitura psicológica e o enfoque que foi dado.

Cores de Outono predominam nessa época na estrada para Seward, na Península do Kenai, sul do Alaska

Cores de Outono predominam nessa época na estrada para Seward, na Península do Kenai, sul do Alaska


Outro parque nacional obrigatório é o Kenai Fiords National Park, coberto pelo imenso Harding Icefield, possui 607.805 acres de área preservadas e é o lugar que orcas, lontras, puffins, ursos e alces chamam de lar. Excursões de barco e caiaque entre os fiordes e os trekkings no Exit Glacier, são alguns dos programas mais procurados na pequena cidade de Seward.

Descendo a montanha como uma verdadeira rampa de gelo, a incrível Exit Glacier, região de Seward, na Península do Kenai, sul do Alaska. Com a chuva, o rio que nasce na geleira está furioso

Descendo a montanha como uma verdadeira rampa de gelo, a incrível Exit Glacier, região de Seward, na Península do Kenai, sul do Alaska. Com a chuva, o rio que nasce na geleira está furioso


Seward está localizada na Ressurection Bay, o fundo de um dos fiordes que forma o parque e é uma das mais distantes cidades na rota dos cruzeiros no Alasca. Imagino que seja um lindo lugar para conhecer de barco entre as altas paredes dos fiordes, se não estiver chovendo. Nós subimos de Homer para cá com tempo horrível, no caminho obras e alguns bravos alascans enfrentando o mau tempo em prol de uma boa pescaria.

Muita chuva no caminho para Exit Glacier, região de Seward, na Península do Kenai, sul do Alaska

Muita chuva no caminho para Exit Glacier, região de Seward, na Península do Kenai, sul do Alaska


Chegamos ao hotel no final da tarde e descobrimos que a cidade estava com dois avisos de segurança, as próximas 24 horas prometiam enchentes e tufões de ventos que poderiam chegar até 100 milhas/hora, o equivalente a 160km/h! Na beira do mar mal conseguíamos ver a baía, quanto menos os fiordes, e a chuva só piorava. Aqueles que puderam, cancelaram sua estadia e voltaram para Anchorage, uma moradora me disse que isso não é comum por aqui. Para nós encontrar o mau tempo dentro de um hotel aqui ou lá não faria diferença alguma, o problema seria a estrada. Ainda assim decidimos ficar e só saímos para jantar em um restaurante na rua principal, voltamos ao hotel e ficamos de olho nos sites meteorológicos para decidir os nossos próximos passos. Agora é cruzar os dedos e torcer para que a tempestade passe.

Muita água e corrente fprtíssima no rio que nasce na Exit Glacier, região de Seward, na Península do Kenai, sul do Alaska

Muita água e corrente fprtíssima no rio que nasce na Exit Glacier, região de Seward, na Península do Kenai, sul do Alaska

Alaska, Homer, Seward, parque nacional, Kenai, Katmai, Kachemak Bay

Veja todas as fotos do dia!

Faz um bem danado receber seus comentários!

Post anterior A praia de pedras da 'spit' de Homer, na Península do Kenai, no sul do Alaska

Homer e o Fim da Estrada

Post seguinte Um verdadeiro show de luzes e cores na nossa mais linda Aurora Boreal nessa passagem pelo Alaska, em Tok

Da chuva à Aurora!

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet