0 Cartagena - Blog da Ana - 1000 dias

Cartagena - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Cartagena

Colômbia, Cartagena

Nas muralhas de Cartagena, na Colômbia

Nas muralhas de Cartagena, na Colômbia


Cartagena, nosso portal de saída e de entrada da América do Sul, sempre foi ambos, um paraíso e um pesadelo. Foram 18 meses explorando a América do Norte e finalmente era hora de chegarmos e enfrentarmos as burocracias portuárias para desembaraço da Fiona no Porto de Cartagena. Foram 18 meses viajando e finalmente era hora de sentirmos de perto a simpatia dos colombianos, a alegria do mundo latino que na Colômbia ganha força e nos recebe como se estivéssemos pisando novamente em casa.

Arte nas ruas de Cartagena, na Colômbia

Arte nas ruas de Cartagena, na Colômbia


Trabalhadores na cidade murada de Cartagena, na Colômbia

Trabalhadores na cidade murada de Cartagena, na Colômbia


Uma das portas da cidade murada de Cartagena, na Colômbia

Uma das portas da cidade murada de Cartagena, na Colômbia


Viajar por lugares onde já estivemos é sempre um prazer imenso! Imaginem vocês o que é estar em lugares novos todos os dias por mais de 1000dias?! Excitante, aventuresco, maravilhoso, um sonho! Mas isso nos exige um esforço de adaptação, que a esta altura já é natural e trabalha no nosso inconsciente. Mas nestes raros casos em que retornamos a um lugar que já visitamos, só de vermos as mesmas ruas, já sabermos onde fica o mercado, o bar, o restaurante e aquela rua lá no centro, nos acolhe e traz à nossa mente um conforto, quase como se estivéssemos de volta ao nosso lar.

As ruas charmosas da cidade amuralhada de Cartagena, na Colômbia

As ruas charmosas da cidade amuralhada de Cartagena, na Colômbia


Uma soneca em uma das janelas da muralha de Cartagena, na Colômbia

Uma soneca em uma das janelas da muralha de Cartagena, na Colômbia


Vendedora de frutas em Cartagena, na Colômbia

Vendedora de frutas em Cartagena, na Colômbia


Passeamos pela antiga Cartagena buscando os caminhos e lugares que já havíamos visitado, a Esquina San Diegana, a muralha e o Café del Mar. Neste ano e meio o nosso hotel mudou de dono e de nome, alguns restaurantes abriram, a praça centenário está quase terminando de ser reformada e a Batalha de Flores ainda nem começou. As ruas de Cartagena estavam mais vazias, mais tranquilas que nas animadas Festas Novembrinas que presenciamos naquele 2011, mas o espírito festivo e aqueles sorrisos gostosos que tínhamos guardados na memória continuam os mesmos.

Nosso bar do coração em Cartagena, na Colômbia

Nosso bar do coração em Cartagena, na Colômbia


Vendedora de doces em Cartagena, na Colômbia

Vendedora de doces em Cartagena, na Colômbia


A Ana tenta (e não consegue!) equilibrar a bacia de doces na cabeça, nas ruas de Cartagena, na Colômbia

A Ana tenta (e não consegue!) equilibrar a bacia de doces na cabeça, nas ruas de Cartagena, na Colômbia


Foram 5 dias em Cartagena, 2 deles em Playa Blanca enquanto esperávamos a liberação do contêiner da Evergreen no porto. Ficamos hospedados no Hostel Mamallena (70 mil pesos por casal em quarto com banheiro privado, wifi, lavanderia e bar), no bairro de Getsemaní, um hostel que recebe mochileiros do mundo inteiro, naquele clima de festa e animado, com novas descobertas a cada 2 minutos.

Nosso hostal em Cartagena, na Colômbia

Nosso hostal em Cartagena, na Colômbia


Cores fortes nas ruas de Cartagena, na Colômbia

Cores fortes nas ruas de Cartagena, na Colômbia


Comércio de chamadas telefônicas em Cartagena, na Colômbia

Comércio de chamadas telefônicas em Cartagena, na Colômbia


Os anfitriões mais divertidos e curiosos da pousada eram os animais que conviviam com tamanha fauna de viajantes na mais completa harmonia. Um coelho que agia como se fosse um cachorro, pulando no colo de todos, pedindo carinho e devorando todas as plantas do jardim, quando não estava fugindo do gatinho de apenas 3 meses em uma perseguição endoidada por toda a pousada. O gato negro e sábio dividia o espaço harmoniosamente com o pastor dinamarquês, branco, lindo e paciente com os filhotes que lhe importunavam assim como todos os bebês.

Amizade entre o cão e o coelho no Hostal Mamallena, em Cartagena, na Colômbia

Amizade entre o cão e o coelho no Hostal Mamallena, em Cartagena, na Colômbia


O gatinho sempre de olho no papagaio, no Hostal Mamallena, em Cartagena, na Colômbia

O gatinho sempre de olho no papagaio, no Hostal Mamallena, em Cartagena, na Colômbia


Dois dos mascotes do Hostal Mamallena, em Cartagena, na Colômbia

Dois dos mascotes do Hostal Mamallena, em Cartagena, na Colômbia


Em meio a tudo isso Alex, o papagaio, tentava se adaptar ao seu novo lar. Ele ainda não fala e é menos social que o coelho e o gato, caminhava por tudo e quando precisava sabia chamar a nossa atenção para ajudá-lo a subir na próxima árvore. Senti que ele, mesmo jovem, tem aquele espírito mais rabugento, talvez por ter perdido parte da sua asa e não poder voar... talvez simplesmente por que faz parte da sua personalidade.

Rua em Cartagena, na Colômbia

Rua em Cartagena, na Colômbia


Marcos e Tina chegaram um dia antes que nós e aproveitaram para conhecer bem a cidade. Enquanto Marcos e Rodrigo iam ao porto e ao DIAN para tirar os documentos e agilizar a papelada, eu e Tina passávamos o dia na pousada, trabalhando nos nossos blogs, trocando figurinhas e histórias de vida, entre o Brasil e a Suíça.

Com os suiços Marco e Tina, logo após recuperarmos os carros no porto em Cartagena, na Colômbia

Com os suiços Marco e Tina, logo após recuperarmos os carros no porto em Cartagena, na Colômbia


Aproveitamos as comidas de rua em uma praça de Getsemaní, tostones con todo, brochetas de pollo y carne, pastelitos de maíz e as preferidas empanadas argentinas eram nosso jantar ao lado dos locais enquanto uma academia de Rumba embalava as noites de terças e quintas dando aula de aeróbica e dança em frente à igreja. Eu até me animei e prestei o papelão de tentar acompanha-los, ótimo para dar umas risadas e perder várias calorias.

vendedor de mamoncillo, em Cartagena, na Colômbia

vendedor de mamoncillo, em Cartagena, na Colômbia


Na nossa última noite conseguirmos encontrar o Elith, um amigo colombiano que conhecemos aqui, reencontramos em Nova Iorque e voltamos a rever em terras colombianas. Essa América é muito pequena mesmo!

Reencontro com nosso amigo Elith, agora em Cartagena, na Colômbia

Reencontro com nosso amigo Elith, agora em Cartagena, na Colômbia


Eis que, com muita paciência e perseverança, finalmente Fiona e Bode (leia-se Boudi, o namorado suíço-americano da Fiona), estavam liberados!

Abrindo o contêiner da Fiona, no porto de Cartagena, na Colômbia

Abrindo o contêiner da Fiona, no porto de Cartagena, na Colômbia


Já desembarcada, a Fiona terá de esperar mais um doa no porto de Cartagena, na Colômbia

Já desembarcada, a Fiona terá de esperar mais um doa no porto de Cartagena, na Colômbia


Aparentemente o processo foi demorado, mas indolor. Rodrigo está cada vez mais experiente com os portos latinos e desta vez passou pelo processo sem tantas agonias. Hora de colocar o pé na estrada outra vez, agora rumo à Venezuela, mas não sem algumas surpresas pelo caminho.

Reencontro com o Marco e a Tina na estrada entre Cartagena, e Santa Marta, na Colômbia

Reencontro com o Marco e a Tina na estrada entre Cartagena, e Santa Marta, na Colômbia

Colômbia, Cartagena, cidade histórica, fronteira

Veja todas as fotos do dia!

Não nos deixe falando sozinhos, comente!

Post anterior Playa Blanca, na Colômbia

Playa Blanca e Islas Rosário

Post seguinte A simpática vila de Taganga, ao lado de Santa Marta, no litoral norte da Colômbia

Taganga

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 13/07/2013 | 08:49 por rose

    Amei esse blog! as fotos,os detalhes de cada viagem...Vou acompanahr sempre, jah quedescobri vcs..rsr tudo muito rico!

    Resposta:
    Oba! Bem vinda ao blog e aos 1000dias!
    Beijos!

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet