0 A Cordilheira de Sal - Blog da Ana - 1000 dias

A Cordilheira de Sal - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

A Cordilheira de Sal

Chile, San Pedro de Atacama

O deserto do Atacama no Vale da Morte, no Deserto do Atacama - norte do Chile

O deserto do Atacama no Vale da Morte, no Deserto do Atacama - norte do Chile


Formada há 23 milhões de ano, a Cordilheira de Sal é composta de rochas sedimentárias de diversos minerais, dentre eles o sal, o gesso e a argila. Estas camadas de pedra afloraram na elevação dos Andes e ficaram escarpados, na posição vertical, e foram esculpidos pelo vento em diferentes formas, cores e brilhos, compondo uma paisagem distinta e digna de Hollywood.

Um dos mirantes no Vale da Morte, no Deserto do Atacama - norte do Chile

Um dos mirantes no Vale da Morte, no Deserto do Atacama - norte do Chile


Pegamos o início do pôr-do-sol no mirante, onde podemos ver parte do Valle de La Luna, um dos rincões mais secos do planeta e seguimos para o vizinho, Vale da Morte, também localizado na Cordilheira de Sal a 4km de São Pedro. O vento estava absurdo e frio, mas não alterava em nada o espetáculo.

O canyon que dá acesso ao Vale da Morte, no Deserto do Atacama - norte do Chile

O canyon que dá acesso ao Vale da Morte, no Deserto do Atacama - norte do Chile


Do alto víamos pequenos seres se aventurando nas pranchas de sandboard nas dunas de 120m de altura do outro lado do vale. Para os experts em surf, snow ou mesmo o sandboard deve ser mesmo emocionante! Um belo exercício, pois descer já não é fácil, imaginem subir! É uma forma diferente e mais radical de conhecer o vale para aqueles que tem prática e disposição.

Fim de tarde no Vale da Morte, no Deserto do Atacama - norte do Chile

Fim de tarde no Vale da Morte, no Deserto do Atacama - norte do Chile


Para dar um pouco mais de emoção, nós resolvemos descer o vale pela encosta das dunas, um caminho pouco utilizado pelos carros de turismo. Só fomos por que vimos alguns rastros de carros, mas ali se a duna resolve descer, ou a Fiona atolar, estaríamos em maus lençóis.

A paisagem desértica do Vale da Morte, no Deserto do Atacama - norte do Chile

A paisagem desértica do Vale da Morte, no Deserto do Atacama - norte do Chile


Visto do alto o vale inóspito e escarpado já é maravilhoso, quando adentramos no corredor de pedras é que podemos sentir ainda mais a sua grandiosidade, ou a nossa pequeneza. Ao fundo vemos a cordilheira, Licancabur, Juriques e o nosso pequeno grande amigo, o Cerro Toco. Aqui tudo é imenso, todo o cenário tem proporções andinas! Montanhas imensas e vales profundos enganam nossos olhos e fazem desse cenário real, um filme de ficção no mundo das maravilhas.

Fotografando a própria sombra, em mirante no Vale da Morte, no Deserto do Atacama - norte do Chile

Fotografando a própria sombra, em mirante no Vale da Morte, no Deserto do Atacama - norte do Chile

Chile, San Pedro de Atacama,

Veja mais posts sobre

Veja todas as fotos do dia!

Gostou? Comente! Não gostou? Critique!

Post anterior Caminhada no Cerro Toco, na região de San Pedro de Atacama, no Chile

Aos 5000m!

Post seguinte Amanhecer nos Geisers del Tatio, na região do Atacama, no norte do Chile

Geisers El Tatio

Blog do Rodrigo Observando as diversas camadas geológicas à mostra em paredes do Vale da Morte, no Deserto do Atacama - norte do Chile

No Vale da Morte

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet