2 Uma Volta no Lake Tahoe - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Uma Volta no Lake Tahoe - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Uma Volta no Lake Tahoe

Estados Unidos, Califórnia, Lake Tahoe

Um maravilhoso fim de tarde no Lake Tahoe, visto do lado de Nevada, nos Estados Unidos

Um maravilhoso fim de tarde no Lake Tahoe, visto do lado de Nevada, nos Estados Unidos


O Lake Tahoe é um dos mais concorridos e conhecidos destinos turísticos no estado da California. Talvez seja pela sua beleza cênica, talvez pelo fato de ali se poder desenvolver atividades nas quatro estações do ano, o fato é que o lago já se tornou um destino preferido há mais de 100 anos.

Um belíssimo fim de tarde na Emerald Bay, baía do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Um belíssimo fim de tarde na Emerald Bay, baía do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Com uma forma meio ovalada, mas cheio de baías, Lake Tahoe é o maior lago alpino da América do Norte. Por definição (arbitrária!), um lago alpino está localizado acima dos 5 mil pés, ou cerca de 1.525 metros de altitude. Pois o Lake Tahoe está a 1.900 metros de altura, o que o coloca com folga nessa classificação. Os seu cerca de 35 km de comprimento e 20 km de largura já o fazem enorme, mas é a sua profundidade de mais de 500 metros que realmente chama a atenção: o segundo lago mais profundo dos Estados Unidos, bem à frente dos enormes lagos na fronteira com o Canadá e atrás apenas do Crater Lake, que visitamos há poucos dias.

Lindo fim de tarde no Lake Tahoe, cercado de montanhas nevadas, na Califórnia, nos Estados Unidos

Lindo fim de tarde no Lake Tahoe, cercado de montanhas nevadas, na Califórnia, nos Estados Unidos


Para um lago com essas medidas, não é surpresa que sua formação tenha a ver com os movimentos tectônicos. O choque de enormes placas muitos quilômetros abaixo da superfície da Terra levantaram a Sierra Nevada, ao leste e a cordilheira Carlson, a oeste. No meio, uma enorme planície, uma bacia, boa parte dela preenchida pelas águas do lago. Séculos de chuvas e nevascas acumularam água suficiente para encher o lago. Dezenas de riachos nas numerosas montanhas ao seu redor garantem o suprimento de água, enquanto apenas um rio, o Truckee, serve de escape. Interessante é que esse rio desemboca no Lake Pyramid que, por sua vez, não possui nenhuma saída. Assim, as águas do Lake Tahoe jamais chegam ao oceano! Outra consequência de ter uma fonte tão pura de água (chuva, neve e riachos vindos diretamente das montanhas nevadas) é que as águas do lago tem uma grande visibilidade. Por fim, a grande profundidade impede uma maior variação da temperatura do lago, que não esquenta tanto no verão e, ao contrário de lagos menores, jamais congela no inverno. Portanto, é navegável durante todo o ano!

Emerald Bay, canto mais famoso do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Emerald Bay, canto mais famoso do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Pois era exatamente através da navegação que os diversos resorts e pequenas vilas que foram se estabelecendo na sua costa se comunicavam até o meio do século passado. Cruzeiros pelo Lake Tahoe já eram famosos na década de 20 e um deles, no horário noturno, garantia música e dança até o sol raiar. Programa de gente bacana!

Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Aos poucos, as estradas foram sendo construídas e o lago passou a ser inteiramente circulável por automóvel. Certamente, não é mais aquela aventura de 100 anos atrás, quando verdadeiros rallies eram organizados entre os carros da época, para ver quem chegava ao lago antes, saindo de San Francisco, mas as belezas de quem faz esse percurso continuam as mesmas. Dar a volta no lago significa transitar entre dois estados, Califórnia e Nevada, pois Lake Tahoe fica bem na divisa entre eles. Para os melhores resorts e durante o dia, melhor o lado californiano. Mas, para quem gosta de cassinos ou quer ver um inesquecível pôr-do-sol, o lado de Nevada é insuperável.

Carro fantasiado de morro de neve ao lado do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Carro fantasiado de morro de neve ao lado do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Durante o verão, os programas incluem caminhadas pelas montanhas e os esportes náuticos. A água pode ser um pouco fria, mas muita gente aproveita para nadar em suas praias de águas limpas. Durante o inverno, tudo gira em volta da neve. São diversos resorts de esqui que atraem pessoas de todo o mundo em busca da infraestrutura oferecida. Em comum nas duas estações, as muitas possibilidades de hotéis e restaurantes.

A bela vista do nosso quarto de hotel no Squaw Valley, região do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

A bela vista do nosso quarto de hotel no Squaw Valley, região do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Estalagtites de gelo se formam em casa no Squaw Valley, região do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Estalagtites de gelo se formam em casa no Squaw Valley, região do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Para nós, que sempre buscamos um precinho mais camarada, a escolha natural seria a cidade de South Lake Tahoe, na divisa entre os dois estados. É aí que se concentram as redes de motéis mais conhecidas com preços acessíveis. Um pulinho para o lado de lá da fronteira e aí estão os grandes cassinos com seus hotéis conjugados, sempre com uma boa oferta de hospedagem e comida. Afinal, é no jogo que eles gostam de te tirar o dinheiro.

Brunch com vista para o Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Brunch com vista para o Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Bem, não é exatamente a nossa praia. E nesse caso, a sorte nos ajudou bastante. Nós, que durante as últimas semanas, sempre encontramos tantas portas fechadas por causa da estação, dessa vez acertamos o timing. A temporada de verão já terminou há algum tempo e a de esqui só começa semana que vem. Então, vários dos bons resorts estavam com ótimas promoções. Assim, pudemos ficar, praticamente pela metade do preço, em um dos mais famosos, no Squaw Valley, noroeste do lago. Foi aí que se realizaram as Olimpíadas de Inverno de 1962. Num resort com espaço para centenas de pessoas, éramos praticamente os únicos clientes. Andar pelos longos corredores do hotel, de noite, até me lembrava o clássico filme com Jack Nicholson no papel de louco sanguinário, “O Iluminado”. Quem se lembra?

Muita neve em marina no Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Muita neve em marina no Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Pois bem, meio esquisito de noite, mas de manhã era um prazer abrir as janelas do quarto e dar de cara com as montanhas nevadas. Elas estão prontinhas para receber os esquiadores a partir da próxima semana! Nosso resort faz parte da antiga vila olímpica e serão dezenas de restaurantes e lojas abertos em poucos dias. Todo mundo na correria para deixar tudo pronto. Para nós, foi um exercício imaginativo tentar ver aquelas ruas e calçadas sem movimento borbulhando de gente. Quem sabe uma outra vez? Mas algo me diz que eu gosto mais assim, do jeito que conhecemos...

Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Ontem, saímos de carro para a clássica volta em torno do lago. Sem paradas, deve durar pouco menos de duas horas. Obviamente, o ponto alto são exatamente as paradas, o que faz da volta um programa para o dia inteiro. E o nosso dia começou com um brunch (sempre saindo tarde...) na beira do lago, na cidade de Lake Tahoe. Marina coberta pela neve, assim como as montanhas que circundam o lago. Paisagem de cartão postal! Foi quando começamos a entender, na prática, porque a região é tão famosa.

Mirante para a Emerald Bay, canto mais famoso do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Mirante para a Emerald Bay, canto mais famoso do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Depois, começamos nossa volta no sentido anti-horário. Essa é a costa mais pitoresca do lago, várias praias de pedras cobertas pela neve intercaladas por parques estaduais com florestas de pinheiros. Aqui e ali, mirantes para observação da paisagem.

Um belíssimo fim de tarde na Emerald Bay, baía do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Um belíssimo fim de tarde na Emerald Bay, baía do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Ali na ponta sudoeste do lago, chegamos à mais famosa baía de Lake Tahoe, a Emerald Bay. Do alto de um promontório, pode-se observar toda a baía e boa parte do lago. Painéis informativos contam a história de ocupação do lago, seu processo de formação e como o turismo se desenvolveu por lá. Certamente, é o mirante mais visitado e fotografado da região.

Na orla do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Na orla do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Para aqueles com vontade de se exercitar um pouco, pode-se descer por uma trilha de pouco mais de uma milha até a orla do lago. A distância nem é tão grande, mas a volta é subida! Também é preciso administrar o gelo e a neve no caminho. Em alguns trechos, mais patina-se do que se anda, hehehe. Mas tudo vale a pena quando chegamos lá embaixo, bem ao lado de uma antiga mansão construída na década de 20 no estilo nórdico. É a Viking Holme (Baía Viking), aberta durante o verão para visitas. Nessa época, só podemos andar por seus jardins e pátios internos. Muito interessante, mas nada supera o próprio visual do lago, ali na baía. Naquela hora da tarde, luz, cores, sombras, reflexos, montanhas e árvores se combinavam em um cenário inesquecível. Lindo!

Pátio interno do Vikingsholm Castle, na Emerald Bay, sul do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Pátio interno do Vikingsholm Castle, na Emerald Bay, sul do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Um maravilhoso fim de tarde no Lake Tahoe, visto do lado de Nevada, nos Estados Unidos

Um maravilhoso fim de tarde no Lake Tahoe, visto do lado de Nevada, nos Estados Unidos


Seguimos pelo nosso tour ao redor do Lake Tahoe e logo atravessamos a fronteira. A entrada em Nevada é inconfundível, os grandes cassinos construídos exatamente do outro lado da rua onde começa o estado. Passamos rápido por ali para podermos subir um pouco a costa leste do lago, de onde pudemos assistir a um magnífico sol se pondo atrás da Sierra Nevada, lá no lado californiano. O céu foi se pintando de rosa e roxo e todas essas cores e seus tons sendo refletidos nas águas do lago. Realmente, muito especial!

Olha só o tipo de trânsito que a Fiona está cruzando na região do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Olha só o tipo de trânsito que a Fiona está cruzando na região do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Socializando com uma esquiadora cross-country, na região do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Socializando com uma esquiadora cross-country, na região do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


A parte final da volta foi dada no crepúsculo e depois, de noite mesmo. Voltamos para o nosso hotel do “Iluminado” e, oito horas mais tarde, acordávamos novamente com aquela paisagem de sonho nas nossas janelas.. A primeira tarefa do dia era arrumar umas coisinhas da Fiona: uma das luzes de freio estava queimada, o que aqui nos EUA é multa certa; e uma das dobradiças da porta da capota tinha arrebentado e tivemos que trocá-la. Depois de 110 mil km, não podemos nem reclamar...

A bela paisagem tomada pela neve na região do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

A bela paisagem tomada pela neve na região do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Fiona enfrenta estradas cobertas pela neve na região do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Fiona enfrenta estradas cobertas pela neve na região do Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Depois, a diversão! Seguimos por uma pequena estrada que sobe nas montanhas, recomendação de um amigo curitibano. Paisagem fantástica, cruzando florestas cobertas de neve. Não só as florestas, mas a estrada também! A Fiona, devidamente tracionada, tratou de enfrentar a neve, sem acelerar muito, claro! Seguimos até onde era possível. Até um ponto onde uma porteira fechada impedia continuarmos. Adiante, era neve demais! Proibido para carros, mas uma festa para esquiadores e para aquelas motos de neve, com trenós no lugar das rodas! A gente encontrou e conversou longamente com uma esquiadora, que nos deu várias dicas do esporte (ainda vamos tentar!). Foi engraçado também ver a Fiona cruzando uma das tais motos na neve. Acho que igual aquela, ela jamais imaginou que iria cruzar, hahaha

O magnífico Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

O magnífico Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Momento de contemplação em frente ao Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Momento de contemplação em frente ao Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos


Voltamos para o lago, fomos até uma praia tomada pela neve e, por fim, até o alto de outra montanha para assistir o entardecer. De novo, um show. Amanhã cedo, já no nosso caminho para o sul para conseguir cruzar a Sierra Nevada (vamos para Yosemite!), passaremos ao longo do Lake Tahoe mais uma vez. Mais chances de fotografar essa região deliciosa e realmente muito bonita. Esses dias por aqui foram de encher os olhos...

Celebrando a vida no Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Celebrando a vida no Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Estados Unidos, Califórnia, Lake Tahoe, trilha, Lago, Sierra Nevada, Emerald Bay

Veja todas as fotos do dia!

Faz um bem danado receber seus comentários!

Post anterior Cão meio triste com a neve em estrada próxima à Susanville, na Sierra Nevada, Califórnoa, nos Estados Unidos

Mt. Lassen, a Neve e Novos Amigos

Post seguinte A bela paisagem da Sierra Nevada, a caminho do Yosemite, na Califórnia, nos Estados Unidos

Do Lake Tahoe para Yosemite

Blog da Ana O magnífico Lake Tahoe, na Califórnia, nos Estados Unidos

Lake Tahoe

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 20/11/2012 | 17:07 por mabel

    Cada vez mais "apaixonada" pela Califórnia. Muito lindo!!! Acho que as paisagens dos calendários não são somente do Canadá rsrsrsr

    Resposta:
    Oi Mabel

    De maneira nenhuma! As "paisagens dos calendários" estão espalhadas por todo o continente! Aqui na California, por exemplo, varios calendários poderiam ser feitos, Hehehe

    Abs

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet