0 Um Dia em Reykjavik - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Um Dia em Reykjavik - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Um Dia em Reykjavik

Islândia, Reykjavik

Banhistas nas águas quentes da Blue Lagoon, na região de Reykjavik, na Islândia

Banhistas nas águas quentes da Blue Lagoon, na região de Reykjavik, na Islândia


Inicialmente, nosso plano era ir para a Groelândia no início de Junho, quando já estaríamos em Nova Iorque. Mas, como expliquei no post anterior, pelos altos preços de uma viagem independente, acabamos por optar por um pacote de passagens e hotéis. Só que estamos bem no intervalo dos pacotes de inverno e de verão. Para ter alguma chance de ver a famosa aurora boreal, tínhamos de tentar chegar lá no inverno e a nossa última chance era no pacote que começava dia 26 de Abril. Perdendo esse, só no final do ano. Ou então, pacote de verão, sem nenhuma chance de ver as “luzes do norte”. O problema passou a ser chegar à Islândia a tempo de pegar o voo para a Groelândia. Foi quando descobrimos que era possível viajar para a Islândia saindo diretamente Orlando!

Enfrentando o frio para entrar na Blue Lagoon, na região de Reykjavik, na Islândia

Enfrentando o frio para entrar na Blue Lagoon, na região de Reykjavik, na Islândia


Pois bem, viemos de Orlando ontem de noite e chegamos em Reykjavik às sete da manhã. Como nosso voo para a Groelândia era só no final da tarde, ganhamos um dia na capital da Islândia. Depois, na volta da Groelândia, teremos mais uma semana inteira por aqui e aí sim teremos tempo para ver o país.

Tomando banho nas águas quentes da Blue Lagoon, na região de Reykjavik, capital da Islândia

Tomando banho nas águas quentes da Blue Lagoon, na região de Reykjavik, capital da Islândia


Corrida como está nossa viagem, mal tivemos tempo para planejar o que fazer ou ver por aqui. Começamos a resolver isso ainda no aeroporto. Na oficina de turismo, conseguimos vários livros e mapas do país, para planejar nossa viagem da semana que vem. E, para hoje, eles nos indicaram que fôssemos à Blue Lagoon, ou Lagoa Azul, um lago de águas quentes de cor azulada, muito popular entre turistas e islandeses, que adoram relaxar em suas águas mesmo quando a temperatura do lado de fora está abaixo de zero. Para facilitar as coisas, há um ônibus diretamente do aeroporto para lá. Mais tarde, o mesmo ônibus pode nos levar à cidade, onde está o aeroporto doméstico de onde parte nosso voo para a Groelândia. Mais prático que isso, impossível!

Banho quente de cachoeira na Blue Lagoon, na região de Reykjavik, capital da Islândia

Banho quente de cachoeira na Blue Lagoon, na região de Reykjavik, capital da Islândia


E assim fizemos. De mala e cuia seguimos para a Blue Lagoon, um moderno complexo construído ao lado dessa maravilha da natureza. Antes de ver a lagoa, fomos ao vestiário para trocar de roupa e tomar banho. Depois, já de calção, fomos enfrentar os 3 graus que fazia lá fora para podermos entrar na tal lagoa. Ainda no interior envidraçado e aquecido do prédio, enquanto tomávamos coragem para enfrentar o frio, admiramos a impressionante beleza desse lago azul e esfumaçado à nossa frente, com várias cabecinhas de pessoas que já estavam instaladas dentro dele.

Rosto coberto de argila rica em mineirais, na Blue Lagoon, na região de Reykjavik, capital da Islândia. Dizem que faz bem para a pele!

Rosto coberto de argila rica em mineirais, na Blue Lagoon, na região de Reykjavik, capital da Islândia. Dizem que faz bem para a pele!


A Islândia está localizada justamente sobre o encontro de duas enormes placas tectônicas. O atrito entre elas, cada uma movendo-se para um lado, gera uma enorme energia sob o solo da ilha. Algumas vezes, essas energias titânicas se revelam na forma de terremotos. Outras vezes, em grandes erupções vulcânicas. Outra forma de manifestação, essa bem menos violenta, são as centenas de fontes de água quente espalhadas pelo país. A Blue Lagoon é apenas a mais famosa e popular delas e os islandeses souberam bem aproveitar esse fenômeno.

Tomando vinho na Blue Lagoon, na região de Reykjavik, capital da Islândia

Tomando vinho na Blue Lagoon, na região de Reykjavik, capital da Islândia


Nós também, correndo para a água. Lá ficamos pelas próximas duas horas, tempo dividido em caminhadas pelo lago, banhos de cachoeira, sessões de saunas seca e à vapor, degustação de vinho com água até o pescoço e até um tratamento para a pele com uma argila recolhida do fundo do lago, rica em minerais.

Dia gelado e água quentinha na Blue Lagoon, na região de Reykjavik, capital da Islândia

Dia gelado e água quentinha na Blue Lagoon, na região de Reykjavik, capital da Islândia


Difícil foi vencer a preguiça e a inércia para sair daquele paraíso Queríamos aproveitar cada minuto, ainda mais que o dia estava feio e frio, o que fazia a água quente ainda mais aconchegante. Mas precisávamos ir, pois tínhamos um compromisso em Reykjavik! Pois é, mal chegamos ao país e já tínhamos um compromisso por lá. Que chique!

Chegando à Reykjavik, capital da Islândia

Chegando à Reykjavik, capital da Islândia


Pegamos o ônibus para o aeroporto doméstico, já bem no centro da cidade e ali guardamos nossas mochilas. Algum tempo depois, foi nos buscar o Sighmatur, nosso amigo islandês que conhecemos no barco ente Manaus e Santarém em Maio de 2011, há exatamente um ano. Ele estava no final de sua viagem de 80 dias ao redor do globo e foi quem nos ensinou que, para chegar à Groelândia, teríamos de passar por Islândia ou Dinamarca.

Almoçando com o Sighvatur, em Reykjavik, na Islândia

Almoçando com o Sighvatur, em Reykjavik, na Islândia


Nossa, como o tempo passou rápido! E que diferença vê-lo aqui, agasalhado no frio islandês, depois de tê-lo visto no calor amazonense. É... realmente, Amazonas e Islândia são duas galáxias diferentes! Unidas por 1000dias de jornada. Ou, no caso dele, por apenas 80!

Reencontro com o Sighvatur, em Reykjavik, na Islândia

Reencontro com o Sighvatur, em Reykjavik, na Islândia


Ele nos levou num restaurante joia para almoçarmos. Botamos a conversa em dia, o tanto quanto possível no pouco tempo que tínhamos. Além disso, com um mapa do país em mãos, ele nos sugeriu um roteiro de viagem ao redor da ilha, para os sete dias que teremos por aqui. Melhor do que qualquer guia que comprássemos numa livraria.. Que ótimo! Depois, nos levou de volta ao aeroporto. Já estávamos encima da hora para nosso voo para Nuuk, a menor capital do mundo r, ainda assim, a maior cidade da longínqua Groelândia. Ainda não consigo acreditar que estamos indo para lá...

Nosso voo da Islândia para a Nuuk, capital da Groelândia

Nosso voo da Islândia para a Nuuk, capital da Groelândia

Islândia, Reykjavik, Lago, Blue Lagoon

Veja todas as fotos do dia!

Diz aí se você gostou, diz!

Post anterior Groelândia e Islândia, lá no alto da América do Norte

Viagem ao Ártico

Post seguinte Pronta para viajar para a Groelândia!

Chegando à Groelândia

Blog da Ana Gelo cobre pequena baía em Ilulissat, na Groelândia

Groelândia

Comentários (2)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 16/05/2012 | 18:26 por LucioSp

    Que viagem espetacular!! Parabéns pelo textos que posta no blog, pois sao muito bem escritos!!! Boa viagem.

    Resposta:
    Oi Lucio

    Legal que gosta dos textos! Também, com tudo o que vemos por aqui, o que não falta é assunto! Aliás, ainda não tivemos tempo para postar sobre a Islandia. Mas não esquecemos não! Logo logo os textos e fotos desse país fantástico vão estar no ar!

    Abs

  • 16/05/2012 | 11:19 por gabebritto

    Essa plaquinha NUUK deve dar um frio na barriga! =)

    Resposta:
    Fala Brito!

    "Reykjavik" já tinha me dado um frio na barriga. Mas "Nuuk" foi realmente especial! Nem parecia verdade, hehehe!

    Estou louco para postar as fotos e histórias de lá. Groelândia me lembra muito um post seu!

    Vamos tentar intercalar os posts de lá com os da volta aos Estados Unidos, na nossa estratégia de tentar ficar um pouco mais atualizados nos blogs... Tá difícil!

    Abs

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet