0 Roteiro no Canadá e Viagem à Quebec - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Roteiro no Canadá e Viagem à Quebec - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Roteiro no Canadá e Viagem à Quebec

Canadá, Montreal, Quebec

O palácio do Parlamento, em Quebec, no Canadá

O palácio do Parlamento, em Quebec, no Canadá


Hoje foi o dia de, pela primeira vez de verdade, colocar o pé na estrada aqui no Canadá. Por enquanto, só tínhamos dirigido da fronteira até Montreal, um percurso de menos de 50 quilômetros. Nossa viagem era até Ville du Quebec, ou simplesmente Quebec, a histórica cidade que emprestou seu nome à toda a província. Em linha reta, pouco mais de 200 km, mas nós viemos pelo caminho mais longo, tentando conhecer um pouco do interior da província, ver um pouco do país.

Skyline de Montreal, no Canadá

Skyline de Montreal, no Canadá


O Canadá é, me desculpem o chavão, um país de dimensões continentais. Com quase 10 milhões de quilômetros quadrados, deixa o Brasil, os Estados Unidos e a China no chinelo, só perdendo mesmo para a Rússia. Acontece que quase toda a população do país, assim como sua infraestrutura, fica concentrada numa estreita faixa territorial na parte sul, próxima à fronteira com os EUA. Aí estão todas as grandes cidades e regiões metropolitanas. No resto do país, a densidade populacional é ainda menor que a da Amazônia.

Canadá e suas províncias

Canadá e suas províncias


Pois é, e para quem acha que é a Amazônia que é inacessível, não conhece o norte do Canadá. Na Amazônia, pela água, se chega a qualquer lugar. Os rios são verdadeiras autoestradas dentro da mata. Aqui, só de avião mesmo. E é caro, quase proibitivo para simples mortais. Nós queríamos muito dar uma olhada neste norte do país. Mas a Fiona não chega lá, infelizmente. Uma oportunidade surgiu quando viajamos para a Groelândia. Existe uma nova rota de avião para lá, saindo do Canadá e com direito a uma escala em Nunavut, uma das províncias isoladas do norte. Mas iria sair tão caro, mas tão caro, que resolvemos ir pela Islândia mesmo.

A maior estrutura inclinada do mundo, no Estádio Olímpico em Montreal, no Canadá

A maior estrutura inclinada do mundo, no Estádio Olímpico em Montreal, no Canadá


Outra província que pensamos seriamente em visitar foi a Nova Escócia, na costa leste. Dizem ser ainda mais bonita que a Nova Inglaterra. Quando viajamos até o Maine com a Bebel, com mais umas cinco horas de estrada chegaríamos até lá. Mas o bom senso e a falta de tempo falaram mais alto e também esta província ficou para a próxima. Quando? Pois é, para alguma outra viagem, infelizmente…

A enorme esfera da Exposição de 67, em Montreal, no Canadá

A enorme esfera da Exposição de 67, em Montreal, no Canadá


Enfim, depois de tanto adiarmos, finalmente chegamos a este belíssimo país. Teremos a chance de conhecer as principais províncias e cidades aqui do lado leste, numa primeira etapa, e depois o lado oeste, quando estivermos subindo (e depois, descendo!) para o Alaska.

Paisagem bucólica entre Montreal e Quebeq, ao sul do Rio São Lourenço, no Canadá

Paisagem bucólica entre Montreal e Quebeq, ao sul do Rio São Lourenço, no Canadá


Do lado de cá, viajaremos por Quebec e Ontario. Parece pouco, mas não é! Ao contrário de Brasil e Estados Unidos, o Canadá tem poucos estados (apenas dez províncias e três territórios) e cada um deles é maior do que a maioria dos países da Terra. Ontario e Quebeq, por exemplo, têm o tamanho de Pará e Amazonas, respectivamente. Posto de outra maneira, apenas a província de Quebeq tem o dobro do tamanho de todos os países da América Central e Caribe somados!

Muitos lagos entre Montreal e Quebeq, ao sul do Rio São Lourenço, no Canadá

Muitos lagos entre Montreal e Quebeq, ao sul do Rio São Lourenço, no Canadá


No lado oeste, devemos passar por Alberta, Colúmbia Britânica, Yukon e, quem sabe, um pulinho nos Northwest Territories. Se tudo seguir como planejamos, até que vamos ver um pedacinho do país, hehehe! Mas o roteiro do lado oeste ainda não está fechado, não. Quem acabou ficando de fora também do nosso roteiro foram as províncias centrais do país. Por tudo o que pesquisamos, parece ser mais interessante cruzar o continente de leste a oeste pelo lado dos Estados Unidos. Então, depois de Toronto e Niágara, voltamos para o Tio Sam, para só voltar ao Canadá lá em Alberta.


Nosso roteiro planejado no Canadá. Clique aqui para ampliar o mapa e verificar como estamos apenas na ponta sul dos enormes estados de Quebec e Ontario

Aqui no leste do país, já determinamos nosso roteiro. No caminho estão as metrópoles de Montreal, Ottawa e Toronto, a cidade histórica de Quebec, os parques nacionais de Maurice e Mont-Tremblant e a região fronteiriça conhecida como 1000 Islands (com esse nome, tínhamos de ir conferir, né!), além das Cataratas de Niágara, claro!

Paisagem rural entre Montreal e Quebeq, ao sul do Rio São Lourenço, no Canadá

Paisagem rural entre Montreal e Quebeq, ao sul do Rio São Lourenço, no Canadá


Iniciamos hoje, então, essa nossa longa jornada pelo país. Começamos em Montreal mesmo, visitando as áreas do estádio olímpico e da exposição internacional de 67. A primeira possui a maior estrutura inclinada do mundo, bem ao lado do Velódromo que foi transformado em uma gigantesca estufa. A segunda, localizada em uma ilha fluvial em frente à cidade, foi transformada em parque. Fomos lá ver a gigantesca esfera que se vê de quase qualquer parte da cidade e demos de cara com os preparativos de um mega show que ocorreria ainda hoje. Mais uma das infinitas atividades de verão que se espalham por todo o país, atraindo milhares de pessoas.

Plantações floridas entre Montreal e Quebeq, ao sul do Rio São Lourenço, no Canadá

Plantações floridas entre Montreal e Quebeq, ao sul do Rio São Lourenço, no Canadá


Depois, estrada. Logo saímos da veloz autopista que conecta as duas maiores cidades da província para seguirmos pelo interior. Nosso objetivo era conhecer uma região cheia de lagos, ao sul do rio São Lourenço. São diversas pequenas cidades, sempre na beira de lagos que, nessa época do ano, servem para toda sorte de atividades aquáticas. No inverno, ao contrário, congelam completamente. Mas agora, barcos levando banhistas, pescadores e esquiadores passeiam por todos eles. Ao redor dos lagos, campos de golfe, clubes privados e cidades muito bem arrumadas, com pousadas e restaurantes charmosos. Entre os lagos, uma zona rural tomada por plantações e fazendas com aspecto bucólico. Enfim, uma linda região na qual poderíamos viajar por uma semana inteira, com certeza! Por pouco, não passamos a noite em North Hatley, uma dessas cidades. A tentação foi grande, pelo charme e tranquilidade do lugar. Mas, atrasados que estamos na nossa viagem, resolvemos seguir em frente, depois de um passeio pela orla do lago.

A bela e tranquila North Hatley, na orla de um dos lagos ao sul do São Lourenço, entre Montreal e Quebeq, no Canadá

A bela e tranquila North Hatley, na orla de um dos lagos ao sul do São Lourenço, entre Montreal e Quebeq, no Canadá


Daí seguimos para Quebec, onde já chegamos no final do dia. Seguimos diretamente para a cidade murada, (a única ao norte da Cidade do México!), onde queríamos encontrar hotel. Não foi tarefa das mais fáceis, nessa época do ano e em véspera de final de semana. Mas, com a ajuda da dona de um dos hotéis lotados, encontramos um, com uma belíssima vista da cidade baixa.

Entrando na cidade murada de Quebeq, no Canadá

Entrando na cidade murada de Quebeq, no Canadá


O muro que cerca o centro histórico de Quebec, no Canadá

O muro que cerca o centro histórico de Quebec, no Canadá


Foi só o tempo de nos instalarmos e já fomos para a rua, tentar começar a aproveitar essa verdadeira joia que é a cidade. Caminhamos pelo centro histórico da parte alta, tiramos fotos dos prédios iluminados e seguimos para fora dos muros, onde a balada é mais movimentada. Aí encontramos um delicioso e animado bar, com excelente música ao vivo e cerveja bem gelada. Tínhamos de brindar o início de nossa aventura canadense e, mas do que isso, o fato de termos chegado ao coração da América Francesa. Um espetáculo, na beleza, história, cultura e comida! Assunto para o próximo post...

Balada em Quebec, no Canadá

Balada em Quebec, no Canadá

Canadá, Montreal, Quebec, North Hatley

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior História da criação da cidade, no topo do Mont Royal, em Montreal, no Canadá

Mont Royal e a Celebração da Vida

Post seguinte Rua movimentada no centro histórico de Quebec, no Canadá

Au Coeur de L'Amérique Française

Blog da Ana Paisagem rural entre Montreal e Quebeq, ao sul do Rio São Lourenço, no Canadá

Cantons-des-l´Est

Comentários (2)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 02/08/2015 | 15:08 por Cristina

    Oi Rodrigo. Sou Cristina e moro em Belém do Pará.
    Achei o seu blog muito interessante.
    Vou para o Canadá no próximo domingo com meu filho e dois amigos e faremos um roteiro parecido com o seu. Obrigada por compartilhar a sua experiência.
    Só uma pergunta de quem é de uma terra muito quente: é o clima do Canadá nesta época? Qual é a temperatura média?

  • 11/06/2014 | 16:15 por Camila

    Estou fechando meu intercâmbio com Study Now intercâmbio (especializados no Canadá )intercâmbio, o atendimento deles é ótimo!!!

    Resposta:
    Legal Camila

    Vc vai adorer o Canadá!

    Boa viagem!

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet