0 Punta Gallinas, Aqui Começa a América do Sul - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Punta Gallinas, Aqui Começa a América do Sul - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Punta Gallinas, Aqui Começa a América do Sul

Colômbia, La Guajira

Exatamente no ponto mais ao norte da América do Sul, em Punta Gallinas, península de La Guajira, na Colômbia

Exatamente no ponto mais ao norte da América do Sul, em Punta Gallinas, península de La Guajira, na Colômbia


Acordamos hoje bem cedo, praticamente junto com o sol. Estávamos num quarto sem paredes e numa cama sem lençóis, então ficou mais fácil madrugar, hehehe. Na verdade, dormimos em umas redes maravilhosas, bem espaçosas, penduradas em um galpão aberto. Cheiro delicioso de deserto no ar, afinal, estávamos no meio do deserto. Bem fresquinho de noite e madrugada, mas começa a esquentar cedo.

O nosso quarto na península de La Guajira, na Colômbia

O nosso quarto na península de La Guajira, na Colômbia


A Ana ainda dorme no nosso quarto na península de La Guajira, na Colômbia

A Ana ainda dorme no nosso quarto na península de La Guajira, na Colômbia


Nós dormimos em um rancho que se especializou em receber turistas. Essa noite, além de nós, estavam lá o Marco e a Elisiana, um simpaticíssimo casal italiano que está na Colômbia para assistir a um casamento em Cartagena. Aproveitaram para dar uma esticada e conhecer a península de La Guajira.

Café da manhã com o Marco e a Elisiana, nossos amigos italianos, num rancho no norte da península de La Guajira, na Colômbia

Café da manhã com o Marco e a Elisiana, nossos amigos italianos, num rancho no norte da península de La Guajira, na Colômbia


Com o Marco e a Elisiana no rancho em que dormimos, no norte da península de La Guajira, na Colômbia

Com o Marco e a Elisiana no rancho em que dormimos, no norte da península de La Guajira, na Colômbia


Café da manhã na península de La Guajira, na Colômbia

Café da manhã na península de La Guajira, na Colômbia


Tomamos o café da manhã juntos, com vista para o deserto, de um lado, e um braço de mar do outro. Paisagens magníficas! Ali do lado, tinha uma árvore maravilhosa, toda inclinada para um lado, fruto do vento que nunca para. Difícil imaginar uma árvore mais fotogênica. Uma árvore dessas, solitária, no meio do deserto e com vista para o mar. Faz a gente parar e pensar...

A mais bela e sábia das árvores, na península de La Guajira, na Colômbia

A mais bela e sábia das árvores, na península de La Guajira, na Colômbia


Braço de mar ao lado de nosso rancho na península de La Guajira, na Colômbia

Braço de mar ao lado de nosso rancho na península de La Guajira, na Colômbia


Muita estrada nos esperava hoje e tivemos que começar bem cedo. Despedimo-nos dos amigos italianos, que iriam embora de barco, e fomos de Fiona em direção à Punta Gallinas, a pontinha norte da península em que estávamos que, por sua vez, já era a ponta norte da península La Guajira que é a ponta da América do Sul. Resumindo, estávamos indo para onde nasce o nosso continente, a terra elevando-se sobre o Mar do Caribe.

O farol que marca o início da América do Sul, em Punta Gallinas, península de La Guajira, na Colômbia

O farol que marca o início da América do Sul, em Punta Gallinas, península de La Guajira, na Colômbia


1000dias chega à Punta Gallinas, península de La Guajira, na Colômbia, o ponto mais ao norte da América do Sul

1000dias chega à Punta Gallinas, península de La Guajira, na Colômbia, o ponto mais ao norte da América do Sul


Vinte minutos e estávamos lá, na praia mais ao norte de Sudamerica. Na verdade, estamos tão ao norte por aqui que estamos acima de todo o Panamá e Costa Rica, Na verdade, estamos numa latitude maior até que Manágua, capital da Nicarágua. Quando falei isso para o Marco, o suíço (não confundir com Marco, o italiano!), ele não quis acreditar. Mas foi conferir no mapa e voltou mesmo impressionado.

Punta Gallinas, extremo norte da América do Sul, está mais ao norte que Panamá, Costa Rica e até de Manágua, capital da Nicarágua!

Punta Gallinas, extremo norte da América do Sul, está mais ao norte que Panamá, Costa Rica e até de Manágua, capital da Nicarágua!


O Marco e a Tina saboreiam seu café da manhã na sombra do farol de Punta Gallinas, península de La Guajira, na Colômbia, ponto mais ao norte da América do Sul

O Marco e a Tina saboreiam seu café da manhã na sombra do farol de Punta Gallinas, península de La Guajira, na Colômbia, ponto mais ao norte da América do Sul


Aliás, adivinha quem encontramos quando chegamos ao farol que marca Punta Gallinas? Exatamente, os nossos amigos suíços! Eles tinham dirigido para lá bem cedinho e estavam tranquilamente tomando seu café da manhã no ponto extremo da América do Sul. Ao me ver, foi a primeira coisa que ele me disse: “Você estava certo! Estamos mais ao norte que Manágua!”.

A Fiona no topo da América do Sul, em Punta Gallinas, península de La Guajira, na Colômbia

A Fiona no topo da América do Sul, em Punta Gallinas, península de La Guajira, na Colômbia


Punta Gallinas, península de La Guajira, na Colômbia, o ponto mais ao norte da América do Sul

Punta Gallinas, península de La Guajira, na Colômbia, o ponto mais ao norte da América do Sul


No rústico farol, uma mapa pintado na parede da casinha mostra aonde estamos, para não deixar dúvidas. Tem até um desenho de uma galinha, por causa do nome daqui. Ponto obrigatório de fotos para todos que chegam tão longe nesse continente.

Piscina natural no extremo norte da América do Sul, em Punta Gallinas, península de La Guajira, na Colômbia

Piscina natural no extremo norte da América do Sul, em Punta Gallinas, península de La Guajira, na Colômbia


A Fiona no ponto mais ao norte da América do Sul, em Punta Gallinas, península de La Guajira, na Colômbia

A Fiona no ponto mais ao norte da América do Sul, em Punta Gallinas, península de La Guajira, na Colômbia


Mas nós queríamos ir um pouco além! Caminhamos até a praia em frente ao farol, a primeira praia da América do Sul. Ali, uma bonita piscina natural se forma e, além dela, uma ponta de coral avança sobre o mar. O verdadeiro início do continente! A ponta da ponta da ponta da ponta! É claro que tinha de ir lá para tirar uma foto. Daquele ponto privilegiado, até dava para ver Manágua, um pouco mais ao sul e, do outro lado da América do Sul, a Terra do Fogo, aonde ainda vamos chegar! Hehehe, talvez não visse com meus olhos, mas a imaginação via isso tudo!

Ao longe, uma das muitas salinas da península de La Guajira, na Colômbia

Ao longe, uma das muitas salinas da península de La Guajira, na Colômbia


Meio de transporte na península de La Guajira, na Colômbia

Meio de transporte na península de La Guajira, na Colômbia


Chegava a hora de nos despedir, em definitivo, do Marco e da Tina. Será mesmo? Depois de tantas despedidas, já estávamos até sem graça de dizer adeus. Melhor um “até logo”. Mas desse vez, acho que será por um bom tempo. Enquanto nós entramos na Venezuela amanhã, eles vão passar alguns dias por aqui e depois, vão atravessar a Colômbia rumo ao Equador. Vamos ver o que o destino nos reserva...

sertão do Brasil? Não! Península de La Guajira, na Colômbia

sertão do Brasil? Não! Península de La Guajira, na Colômbia


A belíssima península de La Guajira, na Colômbia

A belíssima península de La Guajira, na Colômbia


Bom, a Venezuela é para amanhã, mas para hoje ainda tínhamos muita coisa. Primeiro, muitas horas cruzando o deserto novamente, dessa vez na direção sul. Outra vez, passamos por paisagens impressionantes, aquela vastidão infinita que há muito não víamos.

Nossos guias, Edwin e Alex, na península de La Guajira, na Colômbia

Nossos guias, Edwin e Alex, na península de La Guajira, na Colômbia


Chegando ao bel[issimo Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia

Chegando ao bel[issimo Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia


O simpáticos Edwin e Alex nos guiando com maestria enquanto nós tentávamos aprender o máximo com eles sobre sua cultura indígena e sobre a história e geografia da região, Muito bem humorados, os dois eram ótima companhia e demos muitas risadas juntos. Até paramos em um mirante para tirarmos fotos com eles para depois enviarmos por e-mail. Não é todo dia que eles guiam brasileiros em seu próprio carro por aqui.

O mar azul de Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia

O mar azul de Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia


Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia

Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia


Muitas horas de trilhas e caminhos depois, chegamos à Cabo de La Vela. É uma vila de pescadores em frente a uma baía de águas verdes e tranquilas, protegidas por um cabo. É a cidade mais visitada da península, pela beleza da praia, e tem várias pequenas pousadas. A gente almoçou em uma delas e, enquanto a comida não ficava pronta, até deu tempo para um relaxante mergulho no mar. Como diria o anúncio: não tem preço!

Pilón de Azucar, perto de Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia

Pilón de Azucar, perto de Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia


Pequena capela no topo do Pilón de Azucar, perto de Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia

Pequena capela no topo do Pilón de Azucar, perto de Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia


De barriga cheia, seguimos para uma das maiores atrações da cidade e de La Guajira: uma montanha em forma de pirâmide com o nome de Pilón de Azucar. Fica a beira mar e tem uma trilha que leva a seu topo, onde há uma pequena capela e uma imagem de Nossa Senhora.

No topo do Pilón de Azucar, perto de Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia

No topo do Pilón de Azucar, perto de Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia


No topo do Pilón de Azucar, perto de Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia

No topo do Pilón de Azucar, perto de Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia


Convite irresistível para subir! Ainda mais com a vista que imaginávamos ter lá de cima. Pois é, por mais otimistas que tenhamos sido, ficamos surpreendidos com a beleza da paisagem. Absolutamente maravilhosa, para qualquer lado que se olhasse. O único cuidado era com o forte vento, que quase nos fazia alçar voo.

A incrível beleza da paisagem vista do topo do Pilón de Azucar, perto de Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia

A incrível beleza da paisagem vista do topo do Pilón de Azucar, perto de Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia


Ficamos ali, a tirar fotos e admirar ao nosso redor durante um bom tempo. O final em grande estilo da nossa viagem por esse lugar mágico chamado La Guajira. Que bom que o destino nos convenceu a vir até aqui e, que bom que demos ouvidos a ele!. Há muito tempo que não nos sentíamos tão bem em um lugar como nos sentimos aqui. Desertos são mesmo especiais, ainda mais quando temos o ar condicionado da Fiona por perto, hehehe.

A incrível beleza da paisagem vista do topo do Pilón de Azucar, perto de Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia

A incrível beleza da paisagem vista do topo do Pilón de Azucar, perto de Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia


Descemos do Pilón de Azucar e dirigimos mais um bom tempo, outra vez cortando caminho pelo deserto e driblando as partes encharcadas. Enfim, chegamos à estrada principal, aquela que acompanha a linha de trem. Aí, uma interminável reta até o asfalto e mais 40 minutos até a estrada principal. O Edwin e Alex desceram aí, para pegar um ônibus de volta a Riohacha e nós viramos para leste, em direção à Venezuela, cada vez mais perto. Nós dormimos em Maicao, a última cidade colombiana antes da fronteira. Amanhã é dia dos 1000dias entrarem em terras bolivarianas...

Imagem da Virgem no topo do Pilón de Azucar, perto de Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia

Imagem da Virgem no topo do Pilón de Azucar, perto de Cabo de La Vela, litoral ocidental da península de La Guajira, na Colômbia

Colômbia, La Guajira, Punta Gallinas, Cabo de la Vela, Maicao, Pilón de Azúcar, desero

Veja todas as fotos do dia!

Quer saber mais? Clique aqui e pergunte!

Post anterior As paisagens grandiosas da península La Guajira, na Colômbia, no extremo norte da América do Sul

La Guajira, a Ponta da América do Sul

Post seguinte Presença quase onipresente nas ruas do país (em Coro, cidade histórica na Venezuela)

Em Terras Bolivarianas

Blog da Ana Meio de transporte na península de La Guajira, na Colômbia

Punta Gallinas

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet