0 Pico da Bandeira, a Cada 10 Anos - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Pico da Bandeira, a Cada 10 Anos - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Pico da Bandeira, a Cada 10 Anos

Brasil, Minas Gerais, Alto Caparaó, Espírito Santo, Pedra Menina

No cume do Pico da Bandeira, PN do Caparaó - MG/ES

No cume do Pico da Bandeira, PN do Caparaó - MG/ES


Abril de 1990. Depois de mais de 25 anos, finalmente o Brasil é governado por um presidente eleito de forma direta, pelo povo. Logo na primeira semana de seu governo, uma de suas medidas acaba com sua popularidade, alcançada durante a campanha presidencial: o confisco das poupanças. Mas houve outra medida, pouco conhecida das pessoas, que me causou mais raiva ainda do nosso eloquaz presidente.

Cachoeira do Aurélio, na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

Cachoeira do Aurélio, na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES


Eu, meu primo Haroldo e os amigos Renato e Sakanaka, aproveitando um feriado, rodamos 800 km lá de Campinas, onde estudávamos, até Alto Caparaó, principal porta de acesso ao Parque Nacional do Caparaó e ao Pico da Bandeira somente para descobrir que o parque havia sido fechado para uma reestruturação no IBAMA. Nenhuma visita seria permitida, apesar do parque e do tempo estarem em ótimas condições. Ordem do amado presidente.

Aproximando-se das Duas Meninas, na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

Aproximando-se das Duas Meninas, na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES


Após várias conversas com pessoas locais, todas insatisfeitas com o fechamento do parque, botamos em prática nosso plano B. Era madrugada quando invadimos o parque pelo rio que corre abaixo da portaria. Amanhecia e já estávamos bem acima, vencendo a enorme subida que leva até a Tronqueira, ponto mmais alto de acesso por carro. Tínhamos o parque apenas para nós, mas sempre com medo que fôssemos descobertos. Não fomos, dormimos no Terreirão, ponto de acampamento mais alto e chegamos ao pico na madrugada seguinte, bem a tempo de ver o nascer-do-sol mais bonito que já vi na minha vida. Apesar da proibição do nosso valente presidente.

Visão do acampamento da Pedra Queimada, local de início da trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

Visão do acampamento da Pedra Queimada, local de início da trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES


Novembro de 1999. Quase dez anos depois daquele inesquecível nascer-do-sol, estava no cume do Bandeira novamente. O companheiro dessa vez era o primo Dadinho. Era quase meio-dia, a vista era magnífica mas as nuvens vinham se aproximando. Decidimos subir também o Pico do Cristal. No meio do caminho, atravessando a crista que liga as duas montanhas, a neblina tomou conta de tudo. Tão forte que fez desaparecer uma montanha inteira. Por mais que tentássemos, simplesmente não achamos mais o Pico do Cristal. Incrível! Resolvemos voltar e logo achamos uma bonita trilha descendo o morro. Fomos seguindo por ela, toda a paisagem escondida atrás da neblina, a trilha meio diferente, mas o importante era descer. Finalmente, a neblina se abriu um pouco e lá embaixo vimos as casinhas do Terreirão. Êpa! Não era o Terreirão! Para nossa surpresa e grande tristeza, era outro lugar. Concluímos ser a Casa Queimada, acampamento do lado capixaba do parque. Ufff... não tinha remédio, precisamos subir tudo novamente, até quase o cume do Bandeira para pegar a trilha correta e descer do lado mineiro.

Observando a paisagem e as montanhas na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

Observando a paisagem e as montanhas na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES


Outubro de 2010. Estranha coincidência; mais dez anos se passaram e cá estava eu no Bandeira novamente. Sem nunca ter planejado assim, verifiquei que essa montanha que tanto adoro me atrai a cada dez anos. Para minha felicidade, percebo que estou na mesma forma de 20 ou 10 anos atrás. Exceto pelos cabelos brancos, o tempo não tem passado muito por mim, hehehe.

Feliz da vida no cume do Pico da Bandeira, PN do Caparaó - MG/ES

Feliz da vida no cume do Pico da Bandeira, PN do Caparaó - MG/ES


Desta vez, estou acompanhado da minha amada esposa. Não precisamos invadir o parque, e optamos por subir pelo lado capixaba, pela mesma Casa Queimada que eu havia observado, decepcionado, 10 anos antes. A subida foi ótima e conto com mais detalhes no próximo post.

Descansando no cune do Pico da Bandeira, PN do Caparaó - MG/ES

Descansando no cune do Pico da Bandeira, PN do Caparaó - MG/ES


Na chegada ao lado mineiro, fim da nossa travessia, eu vinha pensando nessa história de vir a cada 10 anos, e me vangloriando pela boa forma. Foi quando encontramos com dois senhores, perto dos seus 60 anos, em ótima forma. Conversa vem, conversa vai, um deles me conta sobre o seu pai, o Seu Jaber Werner, de 94 anos! Ele também estava ali e quando o filho o chamou, veio correndo, literalmente, até nós. Conversamos bastante com ele, que nos contou que sobe o Bandeira desde 1930, há 80 anos! A última vez tinha sido com quase 80 anos de idade. Desde então, não foi mais tão alto no parque, mas continua frequentando. Vendo ele se movimentando lá na Tronqueira, e conversando animadamente conosco, não tive dúvidas. Se ele quiser subir mais uma vez, sobe!

Com os novos amigos, Cícero, Ademar e o nonagenário Jaber Werner (esbanjando saúde), na Tronqueira, na trilha mineira de acesso ao Pico da Bandeira, no PN do Caparaó - MG/ES

Com os novos amigos, Cícero, Ademar e o nonagenário Jaber Werner (esbanjando saúde), na Tronqueira, na trilha mineira de acesso ao Pico da Bandeira, no PN do Caparaó - MG/ES


E assim, as minhas três subidas, a cada 10 anos, perderam boa parte do seu charme e valor. Percebi que estou ainda no início da caminhada, que tenho muito por fazer até realmente poder me orgulhar da minha boa forma. No mínimo, mais quatro subidas ao pico, sempre a cada 10 anos. Para quem me conhece, sabe que agora isso virou um desafio. Podem me cobrar daqui a dez anos...

Visão das montanhas quase chegando à Tronqueira, na trilha mineira de acesso ao Pico da Bandeira, no PN do Caparaó - MG/ES

Visão das montanhas quase chegando à Tronqueira, na trilha mineira de acesso ao Pico da Bandeira, no PN do Caparaó - MG/ES


Enfim, sinto-me muito aventurado de ter estado no cume do Bandeira mais uma vez, agora com a Ana. E mais ainda de ter conhecido este senhor, o Jaber, que se tornou um exemplo de vivacidade e boa forma, já nonagenário. É como quero estar quando chegar lá.

Brasil, Minas Gerais, Alto Caparaó, Espírito Santo, Pedra Menina, trilha, Parque, Montanha, Trekking, Serra do Caparaó, Pico da Bandeira

Veja todas as fotos do dia!

Diz aí se você gostou, diz!

Post anterior Cachoeira da Fumaça vista de longe, no parque estadual em Ibitirama - ES

Rondando a Serra do Caparaó

Post seguinte Reverenciando o Pico da Bandeira, na trilha capixaba de acesso ao pico, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

Cruzando a Serra do Caparaó

Blog da Ana Pico do Cristal ao fundo, na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

Travessia Serra do Caparaó

Comentários (3)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 27/08/2015 | 22:51 por Marton

    Boa noite,

    Eu e um colega de trabalho agendamos a hospedagem em Alto Caparaó nos dias 18, 19 e 20 de setembro, para subirmos o Pico da bandeira à noite. Gostaríamos de convidar interessados para montar um grupo maior. Ficaremos hospedados na Pousada Serra do Caparaó que fica bem próxima da entrada do Parque. Já subi uma vez de dia, mas à noite vai ser a primeira. Alguém anima?

  • 08/03/2011 | 16:34 por arnor

    Foi um passeio formidavel, parabens.

    Resposta:
    Obrigado, Arnor. Formidável, mesmo, é o Parque Nacional do Caparaó! E também as pessoas que, mesmo idosas, são sempre jovens!
    Abs

  • 11/01/2011 | 15:57 por Paulo Sakanaka

    Puxa, Rodrigo! Você tirou essa história de nossa viagem ao Caparaó do fundo do baú, heim? Realmente foi inesquecível: todo o parque para nós! Grande abraço!

    Resposta:
    Grande Sakanaka!
    Há quanto tempo! Por onde andas?
    Aquela nossa viagem foi mesmo incrível! Nuna mais esqueci e guardo aquelas lembranças com muito carinho e orgulho. Ter o parque todo só para nós foi maravilhoso! Melhor ainda foi assistir o nascer-do-sol lá de cima, um dos mais bonitos da minha vida.
    Um grande abraço e mande notícias

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet