0 Passagem em Camaguey - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Passagem em Camaguey - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Passagem em Camaguey

Cuba, Trinidad de Cuba, Camaguey

Meio de transporte em Camaguey, em Cuba

Meio de transporte em Camaguey, em Cuba


A principal estrada de Cuba é a que corta todo o país, de leste a oeste, ligando as duas maiores cidades da ilha: Havana e Santiago de Cuba. Nesses últimos dias, ficamos um pouco afastados desse eixo rodoviário, já que Cienfuegos e Trinidad estão ao sul da estrada, que corta o país mais ou menos pelo seu centro. Outras das principais cidades do país também estão ao longo desta estrada. Santa Clara, local da mais famosa batalha de Che Guevara e onde foi enterrado seu corpo depois de ser encontrado na Bolívia e Camaguey, terra do mais famoso carnaval de Cuba. Segundo o Pepe, que nos ajudou a organizar a viagem pelo país, reservar Casas de Hóspedes e decidir o roteiro, essas são duas cidades “de passagem”, na rota que leva à Santiago.

Nosso café da manhã de despedida de Trinidad, em Cuba

Nosso café da manhã de despedida de Trinidad, em Cuba


Esperando o trem passar, na viagem entre Trinidad e Camaguey, em Cuba

Esperando o trem passar, na viagem entre Trinidad e Camaguey, em Cuba


Mas eu guardava muitas boas lembranças de Camaguey, da viagem que fiz pelo país há dez anos com um amigo. Passamos em Santa Clara também, para ver o memorial de Che, mas isso sim achei meio sem graça. Já em Camaguey, tivemos a sorte de passar aí justo na época do carnaval. Cidade em festa e cheia de brasileiros, frequentadores assíduos dos cursos universitários da cidade. Talvez até por isso que o carnaval seja tão animado por lá! Bom, deixando as memórias de lado, foi aí que planejamos ficar por uma noite, para cortar a longa viagem rumo à Playa Santa Lucía, já na costa norte da ilha.

Charretes de passageiros, visão comum nas estradas de Cuba (viagem entre Trinidad e Camaguey)

Charretes de passageiros, visão comum nas estradas de Cuba (viagem entre Trinidad e Camaguey)


O cartaz que nos esperava no andar de baixo da Casa de Hóspedes em Camaguey, em Cuba

O cartaz que nos esperava no andar de baixo da Casa de Hóspedes em Camaguey, em Cuba


Depois do último café da manhã em Trinidad, servido no telhado da nossa Casa de Hóspedes, botamos o pé na estrada novamente, primeiro por caminhos vicinais e depois pela principal estrada do país. Em comum, o pouco movimento de carros e o “muito movimento” de carroças e bicicletas. Dessa vez, até um trem do precário serviço ferroviário do país encontramos. Obstáculos vencidos, chegamos à Camaguey e localizamos nossa Casa de Hóspedes, meio afastada do centro histórico da cidade. O problema é que não havia ninguém por lá, a casa fechada. E no vizinho de baixo, um “simpático” cartaz nos desencorajava a pedir ajuda por lá. Mas o Rafa tem celular e localizamos a dona da nossa casa. O que aconteceu foi que o dono da Casa de Hóspedes em Santiago, depois de não entender direito os nossos planos, resolveu “avisar” seus colegas de Camaguey e de Santiago que não passaríamos mais por esses lugares, cancelando nossas reservas. Ao tentar ajudar seus companheiros, acabou atrapalhando nossa vida.

Compras no mercado de Camaguey, em Cuba

Compras no mercado de Camaguey, em Cuba


O motorista do nosso bicitáxi nos leva pelas ruas de Camaguey, em Cuba

O motorista do nosso bicitáxi nos leva pelas ruas de Camaguey, em Cuba


Bom, ao menos aqui em Camaguey, tudo se resolveu e nos instalamos ali mesmo. Depois, o Rafa que anda meio mal do estômago, foi comprar vegetais para preparar uma sopa num mercado ali perto. Enquanto ele fazia a sopa, eu e a Ana já seguimos para o centro histórico, com a promessa de nos encontrarmos mais tarde. Um pouco longe para seguirmos à pé, a solução foi tomarmos um bicitáxi, meio de transporte muito comum na cidade. Oportunidade de fotos e muita diversão para nós!

Belo fim de tarde nas ruas do charmoso centro histórico de Camaguey, em Cuba

Belo fim de tarde nas ruas do charmoso centro histórico de Camaguey, em Cuba


Fachada bem conservada no centro histórico de Camaguey, em Cuba

Fachada bem conservada no centro histórico de Camaguey, em Cuba


Já no centro da cidade, passamos a usar nossas pernas novamente. Apesar de bem menos turística que Trinidad, a cidade é linda, cheia de prédios históricos de arquitetura interessantes e ruas charmosas. A nossa corrida era contra o tempo, pois o sol se abaixava rapidamente e a luz estava maravilhosa para fotos. A Ana, morrendo de saudades da nossa Nikon, tirou o máximo da nossa pequena Lumix, conseguindo fotos incríveis da cidade e do entardecer.

Rua de Camaguey, em Cuba

Rua de Camaguey, em Cuba


Nossa caminhada atingiu o ápice na magnífica praça Juan de Dios, onde parecia que tínhamos nos teletransportado para o séc XIX, por causa das construções e do clima pacato de cidade pequena. Uma delícia! Melhor ainda porque quem se “teletransportou” junto conosco foi uma cerveja geladíssima. Assim, muito bem acompanhados, assistimos a noite chegar de camarote. Um dos momentos mais especiais da nossa viagem pelo país até agora. Eu sempre soube que Camaguey não me decepcionaria, hehehe!

Entardecer na Plaza Juan de Dios, em Camaguey - Cuba

Entardecer na Plaza Juan de Dios, em Camaguey - Cuba


Feliz da vida no fim de tarde na magnífica praça Juan de Dios, em Camaguey - Cuba

Feliz da vida no fim de tarde na magnífica praça Juan de Dios, em Camaguey - Cuba


Além da noite, chegaram também o Rafa e a Laura, infelizmente já sem aquela luz maravilhosa para a Laura tirar suas tradicionais fotos maravilhosas com sua Canon poderosa. Juntos, passeamos mais um pouco pelas ruas semi-iluminadas do centro, mas sempre com a sensação de segurança total que caracteriza este país. Neste caminho, um encontro e conversa muito interessante com um casal que faz uma longa viagem de bicicleta dupla por vários continentes. Ele belga e ela chinesa, puxam com um reboque a mala deles, muito menor do que as nossas. Bom, é que a gente tem a Fiona para nos ajudar, né?

Um belga e uma chinesa. Encontro com o casal que está dando a volta em vários continentes de bicicleta! (em Camaguey - Cuba)

Um belga e uma chinesa. Encontro com o casal que está dando a volta em vários continentes de bicicleta! (em Camaguey - Cuba)


Depois das fotos para registrar o encontro (os cubanos também estavam interessadíssimos neles), voltamos para casa. Dessa vez, conseguimos encaixar o Rafa, a Laura e a Ana no mesmo bicitáxi, enquanto eu ía do lado, correndo, apostando corrida com o motorista deles. Foi bem divertido!

A Ana, Rafa e Laura voltam para casa de bicitáxi, pelas ruas de Camaguey, em Cuba

A Ana, Rafa e Laura voltam para casa de bicitáxi, pelas ruas de Camaguey, em Cuba


Amanhã, chegamos à costa norte da ilha para ver como é o mar “do lado de lá”. Passamos algumas horas ali e seguimos para Santiago, outra vez na costa sul, onde devemos chegar já de noite. Fim da nossa jornada através desse incrível país. Quer dizer, mais ou menos... Eu e a Ana voltaremos para Havana de ônibus. Depois, teremos mais alguns dias para ver o lado oeste da ilha, enquanto o Rafa e a Laura voltam para a vida dura no Brasil.

A Ana, Rafa e Laura voltam para casa de bicitáxi, pelas ruas de Camaguey, em Cuba

A Ana, Rafa e Laura voltam para casa de bicitáxi, pelas ruas de Camaguey, em Cuba

Cuba, Trinidad de Cuba, Camaguey,

Veja todas as fotos do dia!

Quer saber mais? Clique aqui e pergunte!

Post anterior Admirando a beleza do mar próximo à Playa Ancón, em Trinidad - Cuba

Ainda na Deliciosa Trinidad

Post seguinte Fumando um legítimo charuto cubano na Casa de La Trova, em Santiago de Cuba

Praias e Charutos

Blog da Ana Belo fim de tarde nas ruas do charmoso centro histórico de Camaguey, em Cuba

Um Dia em Camagüey

Comentários (2)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 16/01/2015 | 10:30 por Magá

    Olá Rodrigo e Ana....

    Esses dias estava dirigindo na minha cidade (Ribeirão Preto) e a vossa caminhonete entrou na minha frente... e imaginei "nossa que sonho vivenciar 1/10000 das experiências que vcs devem ter passado"....
    Então decidi tirar umas férias (destinos: 5 dias em Cuba e 5 dias no Panamá). Procurando informações na net acabo caindo no blog de vcs e lendo todos os posts de ambos, sei que terei muito pouco tempo, mas por ora é o que dá.... entre todas visitadas, qual a praia mais indicada?

    Resposta:
    Oi Magá!

    De Ribeirão? Puxa... é aí que moram meus pais e eu tb vivi por aí por muitos anos! Então, volta e meia, a Fiona (nossa camionete) passeia pelas ruas da cidade, hehehe!

    Então, 5 dias em Cuba? Nossa, é muito corrido! A praia mais famosa de lá é Varadero, É linda, mas sinceramente, não tem muito a ver com o país não. Só tem turista. Se eu fosse vc, passaria uns dias em Havana mesmo (maravilhosa!) e depois iria para Trinidad, uma cidade histórica pequenina e muito charmosa. Mas não tem praia! Mas tem muito mais cara de Cuba que Varadero

    No Panamá, aí sim, eu iria para uma praia. Tem umas mais perto da capital, do lado do Pacífico. Talvez sejam mais fáceis de vc ir, considerando que só tem 5 dias. Mas se puder ter um pouco mais de trabalho, vá para Bocas del Toro, do lado do Atlântico. É lindo! Se vc tivesse um pouco mais de tempo, iria recomendar as ilhas de San Blás. São o paraíso na Terra. Mas acho que ficaria muito corrido...

    Abs e boa viagem!

  • 10/11/2014 | 21:26 por Camila

    Olá, Rodrigo! Vou passar 21 dias em Cuba em fevereiro/15, chegando na quarta anterior à quarta-de-cinzas. Já tinha feito um roteiro começando por Havana, indo pra Viñales, e então seguindo Cienfuegos, Trinidad, Camaguey e Santiago, porém me dei conta que passaria a segunda e a terça do carnaval em Viñales, que imagino não ter a menor graça... Já estava revisando o roteiro, quando li que o carnaval em Cuba acontece em julho. É isso mesmo? Ou em julho há uma festa "a mais", como a nossa "micareta"? hehe Você mencionou o carnaval em Camaguey em outra oportunidade... Foi no período normal do carnaval ou em julho? Desde já, muito obrigada! E parabéns pelo projeto, pelo blog, pela visão bonita da nossa América...!

    Resposta:
    Oi Camila

    Puxa, agora vc me pegou! Acho que o carnaval principal é mesmo em Julho e o melhor lugar para se estar nessa época é em Santiago. Em Fevereiro e Março, se houverem festas, não são grandes. O carnaval mais famoso do Caribe, nessa época do ano, é em Trinidad e Tobago, aquele país pertinho da Venezuela.

    Bom, caso haja carnaval nessa época do ano, certamente Vinales deve ser bem tranquilo. Onde deve ser bem legal é em Trinidad. Lá, mesmo fora de feriado ou de festas, a cidade é sempre muito musical. Se vc quiser algo mais parecido com o nosso carnaval, só mesmo lá ou em Havana, que é uma cidade grande e se encontra de tudo.

    Vc já conhece Cuba? Se não, tenho certeza que vai adorar! O povo de lá é simplesmente incrível!

    Boa viagem e espero ter podido ajudar

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet