0 O Mais Zen dos Animais - Blog do Rodrigo - 1000 dias

O Mais Zen dos Animais - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

O Mais Zen dos Animais

Brasil, Pernambuco, Itamaracá, Paraíba, Jacumã (Tambaba)

Peixe_Boi submerso em seu tanque, na ilha de Itamaracá - PE

Peixe_Boi submerso em seu tanque, na ilha de Itamaracá - PE


Nosso primeiro passeio em Itamaracá hoje foi uma visita ao Projeto Peixe-Boi, ao lado do forte de Orange. A atração principal é, claro, esse simpático mamífero aquático, mas há também material sobre alguns "primos" do peixe-boi, como baleias, golfinhos, lontras e focas.

Ossadas de golfinhos no Projeto Peixe-Boi, na ilha de Itamaracá - PE

Ossadas de golfinhos no Projeto Peixe-Boi, na ilha de Itamaracá - PE


Mas o que nos interessava mesmo, pelo menos ali, eram os peixes-boi. Havia vários deles em tanques. É sempre meio deprimente ver bichos grandes demais para tanques, gaiolas ou jaulas pequenas demais. Mas, para nosso "orgulho nacionalista", os tanques daqui pelo menos são maiores que os tanques dos primos americanos do peixe-boi, os manatees, que vimos no aquário de Miami, no início dos 100dias.

Tanque com dupla de Peixes-Boi, na ilha de Itamaracá - PE

Tanque com dupla de Peixes-Boi, na ilha de Itamaracá - PE


Falando em manatees, depois do filminho que vimos ficamos sabendo muito mais sobre peixes-boi. Há três espécies: o marinho africano, o marinho americano e o amazônico. O marinho americano vive da costa brasileira à costa americana, onde são conhecidos por manatees. Mas os marinhos também só bebem água doce e por isso, apesar de viverem no mar, estão sempre perto dos estuários. Todos eles são herbívoros e gentis. O único predador é o homem (prá variar...). O problema é que ele não tem medo do seu predador, o que facilita muito a sua caça.

Visitando o Projeto Peixe-Boi, na ilha de Itamaracá - PE

Visitando o Projeto Peixe-Boi, na ilha de Itamaracá - PE


Essa ausência total de medo, seus hábitos herbívoros, seu ritmo preguiçoso de comer, dormir, comer e aquela cara bonachona fazem do peixe-boi o animal mais zen da natureza. Perto dele, coalas e bichos-preguiça são "amedrontadores"!

As muralhas da enorme Fortaleza de Orange, na ilha de Itamaracá - PE

As muralhas da enorme Fortaleza de Orange, na ilha de Itamaracá - PE


De lá fomos visitar o Forte Orange, um enorme forte português que foi construído sobre outro, holandês, naquela época em que ambos brigavam por essas terras, em meados do séc XVII. É o maior forte que já vi no Brasil, mas infelizmente ele está fechado para visitas já há alguns meses. Parece que estão fazendo pesquisas arqueológicas lá dentro.

Observando os canhões do Forte de Orange, na ilha de Itamaracá - PE

Observando os canhões do Forte de Orange, na ilha de Itamaracá - PE


Ainda deu tempo de dar uma caminhada, mesmo com o tempo chuvoso, pela praia meio farofa do sul da ilha. Maré baixa, bancos de areia e lagoas se misturavam, compondo um bonito cenário, apesar do céu cinzento.

Passeando nas praias de Itamaracá - PE durante a maré baixa

Passeando nas praias de Itamaracá - PE durante a maré baixa


Voltamos para o hotel, empacotamos nossas coisas e ainda demos uma banda no norte da ilha. O sol apareceu, a água do mar ficou verde, a areia ficou branca e tudo ficou mais bonito. Mas já estávamos de partida. Próxima parada: Paraíba.

Céu azul, areias brancas e mar esverdeado na ilha de Itamaracá - PE

Céu azul, areias brancas e mar esverdeado na ilha de Itamaracá - PE


Aliás, engraçado isso. Por duas vezes, hoje, falei para alguém: "Estamos indo para a Paraíba". Pelo costume, isso soa algo especial nos meus ouvidos. Avião, aeroporto, férias... É, não aqui. Preciso me acostumar que a Paraíba é logo ali, meia hora de carro.

E assim foi. Meia hora depois estava na Paraíba. E mais meia hora chegava à Jacumã, litoral sul do estado. É aqui que vamos ficar por dois dias, ao lado de praias lindas como a do Coqueirinho e a famosa Tambaba, de nudismo (ou "naturismo", como eles preferem).

Mirante da praia de Tambaba, em Jacumã, distrito de Conde - PB

Mirante da praia de Tambaba, em Jacumã, distrito de Conde - PB


Instalados na simpática Pousada dos Mundos que fica ao lado de um rio na praia de Tabatinga, eu e Ana ainda tivemos tempo, com o dia virando noite, de tomar um banho de mar, seguido de um mergulho no rio, complementado por um banho de piscina e finalizado por um banho de chuveiro. Se cada um deles, por si só, já foi uma delícia, imagina tudo encadeado... E como a Ana bem lembrou, foi nosso primeiro banho de mar do ano. Foi como passar o reveillon de novo! Até pedidos para Iemanjá fizemos.

A pedra furada, vista do mirante de Tambaba em Jacumã, distrito de Conde - PB

A pedra furada, vista do mirante de Tambaba em Jacumã, distrito de Conde - PB


Para amanhã, temos de escolher dois de três: passeio de caiaque pelo rio, caminhada pela praia até Coqueirinhos e andar pelados em Tambaba. Ó, dúvida cruel!

Brasil, Pernambuco, Itamaracá, Paraíba, Jacumã (Tambaba), Conde

Veja todas as fotos do dia!

Faz um bem danado receber seus comentários!

Post anterior Arte rupestre em baixo relevo, tradição Itacoatiara, em Ingá - PB

A Incrível Pedra de Ingá

Post seguinte Nudismo na praia de Tambaba, em Jacumã, distrito de Conde - PB

Nu com a Mão no Bolso

Blog da Ana Visitando o Projeto Peixe-Boi, na ilha de Itamaracá - PE

Projeto Peixe-Boi

Comentários (2)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 06/01/2011 | 01:47 por Peterson

    Olá!
    Conheci a Ana aqui na Positivo. São 2h da manhã, daqui a pouco volto para lá, mas não consigo parar de ler o blog de vocês... morei em várias cidades do Brasil antes de enraizar em 'Curita', dá uma alegria danada ver suas fotos.
    Parabéns e abraço.

    Resposta:
    Oi Peterson
    Legal que vc esteja gostando! Viajar é mesmo uma delícia! Principalmente pelos lugares que estamos passando.
    Vc viu tb o blog da Ana? Lá ela vai postando fotos diferentes, além de ser a perspectiva dela da viagem (www.1000dias.com/ana).
    Abraços

  • 05/01/2011 | 16:41 por Dona Helen

    Voces vinham num crescendo empolgante que fazia
    a gente seguir, impacientes.,até o dia seguinte para
    ver as novas explorações e novidades nunca vistas
    antes neste país e,aí,lá se foram pro bem bom!Eu sei
    que ninguém é de ferro, mas, ficarei aguardando no-
    vos momentos eletrizantes !!
    Bjs. Mama

    Resposta:
    Ei mama!
    Nem só de momentos eletrizantes se vive uma viagem! O litoral da Paraíba é lindo. O que falta de aventura, sobra de saúde e beleza! Mas tem coisas diferentes tb. Até de caiaque nós andamos!
    Bjs

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet