0 O Magnífico Rio Celeste - Blog do Rodrigo - 1000 dias

O Magnífico Rio Celeste - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

O Magnífico Rio Celeste

Costa Rica, Tenorio

Admirando a surpreendente Cascata do Rio Celeste, no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica

Admirando a surpreendente Cascata do Rio Celeste, no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica


Choveu boa parte da noite e o dia amanheceu com mais água ainda. Bem cedo descemos para o nosso café, com o intuito de chegar no parque quando ele abrisse, às 08:00. A Ana chegou a ficar na dúvida se iria, enfrentar mais uma trilha barrenta, a chuva e, ao final, só encontrar um rio cor de barro. Mas resolveu tentar, pelo menos ir até a entrada do parque e perguntar como ficava a cor do rio num dia desses...

Driblando o barro em trilha no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica

Driblando o barro em trilha no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica


No café, lá estavam o caal de suiços e o alemão. O Marcel e a Liz prontos para o parque e o alemão Lutz pronto para ir embora, decepcionado com o tempo. Queria sol. Não adiantou a moça do hotel dizer que aquela chuva não era o bastante para mudar a cor do rio. Ele queria era sol mesmo. Partiu para o litoral.

A primeira visão da Cascata do Rio Celeste, no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica

A primeira visão da Cascata do Rio Celeste, no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica


Os outros, nós e os suiços, fomos para o parque. Eu e a Ana ainda passamos um tempo na portaria, aproveitando do wifi deles para poder postar algo. A simpática Liz, sabendo das dificuldades da Ana com o joelho, deixou com ela seu par de sticks de caminhada. Um anjo em nosso caminho, disse a Ana.

Visitando a maravilhosa Cascata do Rio Celeste, no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica

Visitando a maravilhosa Cascata do Rio Celeste, no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica


Enfim, fomos enfrentar a chuva fina e o barro. A trilha é boa parte plana, sempre entre a floresta exuberante. As subidas, dá para tirar de letra. Pouco mais de um quilômetro até a primeira grande atração: a fantástica cachoeira do Rio Celeste. A primeira vez que a vemos é incrível, aquele poço azul no meio do verde da vegetação. Aos poucos, os olhos vão se acostumando com aquela visão de conto de fadas. A gente chega até a borda para se maravilhar com a paisagem. O tempo chuvoso e falta do calor do sol não estimulam muito o banho. Aliás, o banho ali está proibido, infelizmente. E não dá nem para tentar se fazer de bobo. Havia quase uma dezena de operários ali construindo um novo mirante para observação. Tiramos nossas fotos e seguimos...

Uma das lagoas formadas pelo Rio Celeste no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica

Uma das lagoas formadas pelo Rio Celeste no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica


A próxima parada é num mirante para o vulcão. Hoje, apenas neblina. Seguimos a trilha, sempre ao lado do rio azul. Passamos por um ponto onde a água parece ferver com tantas borbulhas. Sinal que o vulcão ali perto ainda vive e expele seus gases e químicos. Aliás, é isso que dá a cor ao rio!

Área de borbulhas e fortes odores no Rio Celeste, no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica

Área de borbulhas e fortes odores no Rio Celeste, no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica


Percebemos isso um pouco mais adiante quando chegamo ao encontro de dois rios que formam o Rio Celeste. Um deles vem carregado de cobre e o outro de ácido sulfúrico. O encontro gera uma reação química que precipita o sulfato de cobre, que é o que dá cor ao Rio Celeste. É incrível ver o "azul" aparecer ali, na nossa frente!

O ponto em que, por uma reação química, o rio se torna 'celeste' no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica

O ponto em que, por uma reação química, o rio se torna "celeste" no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica


Mas a trilha ainda não acabou. Seguimos mais um pouco, agora para outro lado, e chegamos aos poços termais. Piscinas de água quente ao lado do rio de águas frias e azuis ali do lado. Fantástico! Parte da água do rio entra nas piscinas naturais também. A água fria e a quente demoram a se misturar e nadar nelas é uma confusão tátil. "Manchas" de água fria e quente atravessam nosso corpo. Os braços em água quente, as pernas em água gelada. E vice-versa! Muito legal!!! Fora a paisagem que nos rodeia, a mata punjante de vida da Costa Rica.

Banho em águas termais ao lado do rio gelado no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica

Banho em águas termais ao lado do rio gelado no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica


Depois do banho, acelerados de volta para a entrada do parque. A Ana sempre comos bastões de caminhada, cuidando para não forçar os joelhos. Na entrada, encontramos novamente o Marcel e a Liz e muito lhes agradecemos a ajuda. Eles seguiriam suas explorações do país enquanto eu e a Ana tínhamos um outro destino: a Nicarágua!

1000dias na Cascata do Rio Celeste, no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica

1000dias na Cascata do Rio Celeste, no Parque Nacional Tenorio, no norte da Costa Rica

Costa Rica, Tenorio, trilha, Parque, Rio Celeste

Veja todas as fotos do dia!

Comentar não custa nada, clica aí vai!

Post anterior Banho de mar matinal em Santa Teresa, no litoral do Pacífico na Costa Rica

Em Busca do Rio Celeste

Post seguinte Surfistas aproveitam o belo fim de tarde em praia Madero, em San Juan del Sur, na Nicarágua

Chegamos à Nicarágua!

Blog da Ana

Fronteira Costa Rica e Nicarágua

Comentários (3)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 25/05/2013 | 18:21 por Daniel

    Olá!

    Estou indo para a Costa Rica mes que vem e vou fazer este passeio para conhecer o Rio Celeste. Vcs fecharam com alguma agencia ou fizeram por conta própria? Se sim, qual o nome?

    obrigado

    Resposta:
    Oi Daniel

    Como estamos viajando de carro, fomos por conta própria. Mas são diversas agências que oferecem esse passeio, que é lindo, por sinal! Vc não vai ter dificuldade em encontrar uma, não!

    Abs

  • 16/12/2011 | 10:42 por Luis

    Rodrigo, houle é expressão do surfista que não é do local onde está surfando.Mineiro surfando na Costa Rica é houle. E houle mineiro...nunca ví. Uhhhú!!!!
    Cara, vcs estão pegando chuva praticamente desde a Colombia.
    É época de chuva na região toda? Ou a tempo está bagunçado mesmo?
    Muito interessante a reação dos 2 rios.Esta eu nunca tinha ouvido. Me lembra as aulas de química. O Sulfato de Cobre tem mesmo um azul magnífico.

    Resposta:
    Ô Luis, vc está me achando um houle tão houle que nem sabe o que houle quer dizer! Hehehe. Na verdade, mesmo sendo mineiro, eu aprendi o significado de "houle" já criança, vendo os filmes de Sessão da Tarde, o Elvis Presley novinho indo surfar no Hawaii e enfrentando a ira dos locais! Belos filmes! Encima de uma prancha, em qualquer mar do mundo, não poderia haver alguém mais houle do que eu, mesmo! E olha que eu tento me disfarçar...

    Então, esta época, normalmente, já era para a chuva ter diminuído mesmo. É o tempo que está bagunçado! Aqui e em todos os lugares, né? Na costa do Pacífico, até que pegamos sol. Nas montanhas, vc sabe, pode chover qualquer época do ano. A vantagem do Chirripó é que estamos acima das nuvens. Já na costa do atlântico, essa época é de chuvas mesmo. Por isso que deixamos para visitá-la na volta!

    E vc, quando vem para cá? Será que não nos encontramos por aqui em Ago-Set? E quando vai ser publicado seu relato da viagem ao Chile? Não deixe de me avisar, hein?

    Grande abraço

    P.S O Rio Celeste é mesmo de deixar o queixo cair! Fico imaginando como seria a cor se o sol estivesse brilhando...

  • 15/12/2011 | 20:12 por Lurdes

    Olá Ana e Rodrigo,é magnífico mesmo,eu não tinha conhecimento.Ana,suas dores são recompensadas por toda esta beleza natural,um abraço Lurdes

    Resposta:
    Olá Lurdes!

    A visão do Rio celeste é mesmo inacreditável! Parece uma pintura, aquela cor azul no meio do verde.

    Com certeza, as dores da Ana foram mais do que recompensadas!

    Bjs

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet