0 No Centro de Port-au-Prince - Blog do Rodrigo - 1000 dias

No Centro de Port-au-Prince - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

No Centro de Port-au-Prince

Haiti, Port-au-Prince

Praça central de Port-au-Prince, capital do Haiti

Praça central de Port-au-Prince, capital do Haiti


Nossa ideia original era ter ficado hospedado no centro de Port-au-Prince, mas quis o destino que ficássemos no Le Perroquet, em Pétion-Ville (ainda bem!); era ter ido para o sul do país, para conhecer Jacmel, mas acabamos indo passar o dia na praia de Obama (ainda bem!); e era irmos passar um dia no centro, para verdadeiramente conhecer a capital do país, mas outra vez tínhamos uma oferta tentadora de mudar de programação.

Nossa moto-taxi furou o pneu no caminho para o centro de Port-au-Prince, capital do Haiti

Nossa moto-taxi furou o pneu no caminho para o centro de Port-au-Prince, capital do Haiti


O Eric e a Lana nos convidaram para ir passar o dia nas montanhas ao redor de Port-au Prince, mas teríamos de voltar à tempo de visitar a base brasileira da ONU no dia de hoje, já que amanhã cedo voaremos para o norte do país. Com isso, não sobraria tempo para vermos de perto o centro da cidade. Pensamos, pensamos e, pelo menos dessa vez, resolvemos manter nossos planos. Deixamos para ver as montanhas lá perto de Cap-Haitien e reservamos a manhã de hoje para uma volta em Port-au-Prince.

Solenemente ignorado, cartaz recomenda o uso de capacetes para motociclistas em Port-au-Prince, capital do Haiti

Solenemente ignorado, cartaz recomenda o uso de capacetes para motociclistas em Port-au-Prince, capital do Haiti


Para chegar até lá, a pé nem pensar. Muito longe! Alugar um carro com motorista, ou simplesmente um carro, fica muito caro. O aluguel de carros aqui no Haiti custa mais de 100 dólares ao dia! Fora que achar os caminhos na cidade não é fácil. Trânsito caótico e sem regras e um verdadeiro labirinto, com metade das ruas em reconstrução, de terra ou interrompidas. Um táxi normal também seria caro e o táxi coletivo, os chamados “taptap”, onde as pessoas se amontoam na carroceria, seria muito demorado. Restava, então, a opção dos mototáxis.

Comida preparada e vendida nas ruas centrais de Port-au-Prince, capital do Haiti

Comida preparada e vendida nas ruas centrais de Port-au-Prince, capital do Haiti


Comida preparada e vendida nas ruas centrais de Port-au-Prince, capital do Haiti

Comida preparada e vendida nas ruas centrais de Port-au-Prince, capital do Haiti


Quase em frente ao Le Perroquet tem um ponto de mototáxis. A cada vez que passávamos por lá, olhavam para nós esperançosos. Hoje, era a chance deles! Cheguei a pensar em pegarmos uma moto cada um. Mas além do preço em dobro, meu maior temor era perder a Ana nas ruas da cidade e nunca mais encontrá-la. Assim, se for para nos “perdermos” por aqui, que seja juntos! Decidido então, os dois na mesma moto! Na verdade, é a cena comum por aqui, duas, três e até quatro pessoas na mesma moto. Capacete, claro!, ninguém usa! Só nos outdoors da campanha de segurança, mas parece que ela não tem tido muito sucesso.

Praça central de Port-au-Prince, capital do Haiti

Praça central de Port-au-Prince, capital do Haiti


E assim foi, lá fomos eu e o motorista fazendo sanduíche da Ana no meio, ninguém de capacete, driblando o trânsito e os buracos nas ruas em direção ao centro da cidade. O negócio é confiar na habilidade e na buzina do motorista e na moto também! Aliás, a nossa logo furou o pneu e passamos um tempo até achar um borracheiro e depois, esperar o conserto. Depois do pit-stop, à toda velocidade até o Champs de Mars, praça central de Port-au-Prince.

Monumento ao heroi da independência na praça central de Port-au-Prince, capital do Haiti

Monumento ao heroi da independência na praça central de Port-au-Prince, capital do Haiti


Aí estão o principal museu da cidade, o monumento a Jean-Jacques Dessalines, herói da independência e o local onde era o Palácio Nacional, a antiga sede de governo que foi completamente destruída pelo terremoto de 2010. Tiramos nossas fotos, observamos o intenso movimento de pessoas e seguimos para a próxima parada: o tradicional Hotel Oloffson, aquele mesmo que tínhamos pensado em nos hospedar.

Estudantes caminham no centro de Port-au-Prince, capital do Haiti

Estudantes caminham no centro de Port-au-Prince, capital do Haiti


O hotel teve seus anos de ouro nas décadas de 50 e 60, quando recebeu gente como Jacqueline Kennedy, Mick Jagger e Graham Greene, autor do famoso livro “The Comedians”, que se passa no Oloffson. Desde então, foi testemunha de incontáveis golpes de estado e tragédias naturais, culminando com o grande terremoto de 2010 que destruiu tudo ao redor do Oloffson, mas deixou o hotel em pé. Nessa última década, vive um período de decadência, por estar em uma região considerada insegura por e para estrangeiros. Mas, sem dúvida, é uma decadência com muito charme e elegância!

Monumento no centro de Port-au-Prince, capital do Haiti

Monumento no centro de Port-au-Prince, capital do Haiti


Nós fomos lá almoçar, para conhecer e prestar nossas homenagens. Muito interessante, mas sem dúvida, hoje, o Le Perroquet é uma melhor opção.

O tradicional hotel Oloffson, no centro de Port-au-Prince, capital do Haiti

O tradicional hotel Oloffson, no centro de Port-au-Prince, capital do Haiti


Depois do almoço, de novo os três encima da moto, rumo à base brasileira da ONU, perto do aeroporto da cidade. Dessa vez, foi um trecho com emoção, já que passamos ao lado da segunda maior e mais perigosa favela da capital. Nosso motorista foi acelerado, sem cansar de nos dizer sobre o perigo da área. As multidões mal-encaradas com quem cruzávamos não tinham tempo de reação: olhavam aquela cena insólita com curiosidade, algo inesperado, o sanduíche de Ana na moto em velocidade. Quando finalmente pensavam, já estávamos longe. Enfim, não seria o melhor lugar para o pneu furar, hehehe. Ao final, entre mortos e feridos, passamos todos incólumes e chegamos à muito mais segura Minustah. Assunto para o próximo post...

Almoçando no hotel Oloffson, no centro de Port-au-Prince, capital do Haiti

Almoçando no hotel Oloffson, no centro de Port-au-Prince, capital do Haiti

Haiti, Port-au-Prince,

Veja todas as fotos do dia!

Gostou? Comente! Não gostou? Critique!

Post anterior Arte nas ruas de Pétion-Ville, bairro mais chique de Port-au-Prince, no Haiti

Pétion-Ville e o Le Perroquet

Post seguinte As bandeiras da ONU, do Brasil e do Haiti tremulam na base da ONU em Port-au-Prince, capital do país

Visita à MINUSTAH

Blog da Ana Veículos do batalhão de engenharia do Brasil, na base da ONU em Port-au-Prince, no Haiti

Brasil no Haiti

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 14/05/2013 | 12:16 por Guto Junqueira

    Faltou a foto do sanduíche da Ana na moto .... valeu, grande experiência!

    Resposta:
    Oi Guto

    Pois é, seria uma boa foto! Mas não tinha ninguém para tirar, infelizmente. Vai ficar só na minha memória, para sempre...

    Um grande abraço

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet