0 Maui nos Dá as Boas-vindas! - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Maui nos Dá as Boas-vindas! - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Maui nos Dá as Boas-vindas!

Hawaii, Maui-Kihei

Criança faz malabarismo com fogo durante festa na praia de Little Beach, ao sul de Kihei, em Maui, no Havaí

Criança faz malabarismo com fogo durante festa na praia de Little Beach, ao sul de Kihei, em Maui, no Havaí


O voo entre as vizinhas Big Island e Maui, no pequeno bimotor da empresa regional, dura cerca de meia hora. Foi com tristeza que vimos a Big Island ficar para trás, tantas coisas ainda por ver e fazer, mas com felicidade sobrevoamos Maui, nossa segunda ilha nesse tour pelo Havaí. Aqui, amanhã de noite, se juntarão a nós a Laura e o Rafa, nossos queridos padrinhos e companheiros de viagem em ilhas no meio dos oceanos.

Maui e as ilhas adjacentes, no Havaí

Maui e as ilhas adjacentes, no Havaí


Maui é a segunda ilha mais nova do Havaí, após a caçula Big Island. Já se afastou do hotspot que cria as ilhas do arquipélago, mas não ainda a uma distância suficiente para garantir que seus vulcões estejam extintos. Pelo menos, não tecnicamente, mas que já estão bem preguiçosos, isso estão. Tanto que a taxa com que a ilha é “derretida” pelo mar já é bem mais alta do que a taxa de criação de novas terras por seus combalidos vulcões. Tanto é assim que a erosão causada pelo oceano já dividiu a ilha original em quatro ilhas menores. Maui é o nome da maior ilha desse grupo, ainda formada por dois grandes vulcões e uma extensa planície que une esses dois gigantes. Mais algumas dezenas de milhares de anos e o mar tomará isso de volta também e a atual Maui será novamente dividida. Lá do alto, chegando de avião, dá para perceber bem essa geografia. E olhando o mapa do Hawaii, é quase possível ouvir Maui dizer para a Big island: “Você se acha grande? Aproveite o vigor da juventude, pois eu sou você amanhã...”

Um dos vulcões que formou a ilha de Maui, no Havaí

Um dos vulcões que formou a ilha de Maui, no Havaí


Maui pode não ser mais a maior ilha do arquipélago, mas certamente é a mais chique. A quantidade de campos de golfe que se vê lá de cima é um bom indicativo disso. Uma das consequências (ou causas?) disso é que tudo aqui é mais caro. Dos hotéis aos restaurantes, da gasolina ao entretenimento. É a ilha dos ricos e famosos e a quantidade de ferraris que se vê nas ruas impressiona. Com muito custo, achamos um hotel um pouco mais em conta, desses das grandes cadeias americanas, localizado na cidade de Kihei, na costa oeste da ilha. Vamos usá-la como base para todas as nossas explorações de Maui, já que as distâncias aqui não são tão longas como na Big Island.

Chegando à ilha de Maui, no Havaí

Chegando à ilha de Maui, no Havaí


Nosso avião pousou no aeroporto de Kahului, do outro lado da planície que liga (ou separa?) os dois antigos vulcões e ali mesmo pegamos o nosso carro. É um jipão do mesmo modelo do que tínhamos em Big Island, só que agora é branco. Na verdade, era um jipe menor, mas tanto choramos que eles fizeram um upgrade para nós, sem aumentar o preço. Por aqui, não precisaremos da tração, mas do tamanho sim. Afinal, a partir de amanhã à noite, seremos quatro. Quanto ao nosso roteiro na ilha, uma conversa com o rapaz da companhia de carros confirmou o que já havíamos pensado: com apenas quatro dias, nem vale a pena dar um pulo nas ilhas vizinhas de Molokai ou Lanai; Maui já tem atrações suficientes.

Chegando à Maui, no Havaí

Chegando à Maui, no Havaí


Mal chegamos ao nosso hotel e o telefone tocou. Era o Sidney, nosso grande amigo que nos recebeu tão bem em San Francisco. Quis o destino que, mesmo sem saber, marcássemos uma viagem para o Havaí exatamente na mesma época. Ele está viajando para cá com a Ane, sua irmã com quem também estivemos em San Francisco, com o Marco, um amigo que também conhece a Ana, lá do Brasil, além de outro pessoal, americanos mesmo. Mas ao invés de viajarem pelas quatro ilhas, como nós, vão se concentrar apenas na Big island e no Kauai. A gente quase se encontrou no aeroporto de Kona, mas lá no Kauai esse reencontro não vai escapar!

Tarde movimentada na Little Beach, ao sul de Kihei, em Maui, no Havaí

Tarde movimentada na Little Beach, ao sul de Kihei, em Maui, no Havaí


Pois é, o Sidney ligava para perguntar aonde estávamos. Eles tinham acabado de chegar à Kona. Outra coincidência deliciosa, vamos chegar praticamente no mesmo horário em Kauai e o encontro já está marcado, no aeroporto mesmo. Vai ser joia! Antes de desligar, o Sidney ainda nos deu uma bela dica: ele já esteve aqui em Maui, em outra viagem, e se lembrou que todos os domingos rola uma festa noturna bem legal, numa praia chamada Little Beach. Outra vez a sorte, ela fica pertinho do nosso hotel!

Maravilhoso fim de tarde com p céu avermelhado, na Little Beach, ao sul de Kihei, em Maui, no Havaí

Maravilhoso fim de tarde com p céu avermelhado, na Little Beach, ao sul de Kihei, em Maui, no Havaí


Assim, já tínhamos programa para hoje! Chegamos ao hotel, instalamo-nos no nosso quarto cavernoso (o preço em conta tem seu “preço”!) e fomos aproveitar um happy hour no restaurante do hotel vizinho, bem em frente à praia. Sushis pela metade do preço e cervejas com preços abaixo do extorsivo, o que não é coisa fácil por aqui. Muito bem alimentados, seguimos então para a praia da festa.

Maravilhoso fim de tarde com p céu avermelhado, na Little Beach, ao sul de Kihei, em Maui, no Havaí

Maravilhoso fim de tarde com p céu avermelhado, na Little Beach, ao sul de Kihei, em Maui, no Havaí


A Little Beach fica no meio de um parque estadual. O carro chega até um estacionamento de onde caminhamos uns 300 metros até Big Beach, uma longa praia de areias amareladas. Já final de dia, as pessoas estavam saindo da praia, mas estranhamente, o estacionamento ainda estava bem cheio. Sinal de que os donos dos carros estavam em outro lugar! É, a tal festa faz sucesso mesmo!

Criança faz malabarismo com fogo durante festa na praia de Little Beach, ao sul de Kihei, em Maui, no Havaí

Criança faz malabarismo com fogo durante festa na praia de Little Beach, ao sul de Kihei, em Maui, no Havaí


A Little Beach fica ao lado da Big Beach. Para chegar até lá, caminhamos até o fim da praia, subimos um barranco e descemos do lado de lá. É uma praia para os amantes do nudismo, mas nesse dia de festa, é invadida também por aqueles que usam sunga, bermuda ou um biquíni. Fica todo mundo ali, peladões e os vestidos, socializando como se fosse a coisa mais normal do mundo. E ali naquele ambiente, para falar a verdade, parece normal mesmo! O sol se pondo de um lado, pintando o céu com cores espetaculares, e um pessoal fazendo uma batucada bem gostosa do outro, clima totalmente Hawaii.

Garota mostra suas habilidades pirotécnicas durante festa na praia de Little Beach, ao sul de Kihei, em Maui, no Havaí

Garota mostra suas habilidades pirotécnicas durante festa na praia de Little Beach, ao sul de Kihei, em Maui, no Havaí


O sol de pôs e sua luz foi substituída pela luz das tochas de fogo. Homens, mulheres e até um menino se revezaram, por mais de uma hora, em malabarismos com fogo, um verdadeiro show de luzes e perícia que emprestava um tom ainda mais tropical e praiano à festa. Foi muito joia! Maui não poderia ter nos recebido de maneira mais simpática. A tal ilha mais chique do Havaí também tem o seu lado relax. Só precisamos achá-lo! E hoje, graças ao Sidney, nós achamos!

Rapaz se apresenta durante festa noturna na praia de Little Beach, ao sul de Kihei, em Maui, no Havaí

Rapaz se apresenta durante festa noturna na praia de Little Beach, ao sul de Kihei, em Maui, no Havaí

Hawaii, Maui-Kihei, Praia

Veja todas as fotos do dia!

Comentar não custa nada, clica aí vai!

Post anterior Com o David e a Eliane, do nosso B&B em Kona, na Big Island, no Havaí

Cook, Kamehameha e a Despedida da Big island

Post seguinte Chegando à Oneloa Bay, em West Maui, no Havaí

Uma Volta em West Maui

Blog da Ana Criança faz malabarismo com fogo durante festa na praia de Little Beach, ao sul de Kihei, em Maui, no Havaí

Aloha Maui!

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet