0 Jacarés, Moncada e o Presídio - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Jacarés, Moncada e o Presídio - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Jacarés, Moncada e o Presídio

Cuba, Nueva Gerona

Nosso guia segura jacarés na Isla de la Juventud, em Cuba

Nosso guia segura jacarés na Isla de la Juventud, em Cuba


Depois do mergulho mais ou menos de ontem, resolvemos ficar por terra firme hoje. Contratamos um carro com motorista e fomos conhecer algumas das maiores atrações terrestres da Isla de la Juventud: seus jacarés, o antigo presídio a algumas de suas praias

A Ana segura um filhote de jacaré em criadero na Isla de la Juventud, em Cuba

A Ana segura um filhote de jacaré em criadero na Isla de la Juventud, em Cuba


Começamos pelos répteis, a atração mais afastada de Nueva Gerona, a capital da ilha onde estamos hospedados. Foram uns 40 minutos para chegarmos na fazenda onde são criados jacarés na tentativa de repopular os antigos habitats. Ali eles quase foram extintos devido à caça ilegal. Proibidos de matar gado para consumir sua carne, os cubanos não resistem a uma carne de caça, entre elas a de jacarés.

Nosso guia segura jacarés na Isla de la Juventud, em Cuba

Nosso guia segura jacarés na Isla de la Juventud, em Cuba


Protegidos na fazenda, os jacarés se reproduzem como coelhos. Quer dizer, isso é só força de expressão. Na verdade, colocam ovos e, dependendo da temperatura de incubação, nascem fêmeas ou machos. Aí, são colocados em tanques e divididos por faixa etária, para que não se matem e se comam.

Visitando criadero de jacarés na Isla de la Juventud, em Cuba

Visitando criadero de jacarés na Isla de la Juventud, em Cuba


A gente circulou entre esses tanques e também entre os açudes, para onde vão os maiores. Esses, a gente só pode ver através da cerca, ameaçadores que são. Mas os pequenos, por mais que eles tentem se defender, podemos pegar com as mãos. Até hoje, só tinha visto isso, pegar jacarés, pela TV. Mas hoje a Ana não resistiu e deu para tirar boas fotos desses animais maravilhosos. Já andam (e nadam!) por aí desde a época dos dinossauros e isso prova o seu sucesso evolucionário e extrema adaptabilidade. Não seremos nós, uma espécie que mal tirou as fraldas, que acabaremos com eles!

Tentando interagir com jacarés na Isla de la Juventud, em Cuba

Tentando interagir com jacarés na Isla de la Juventud, em Cuba


De lá seguimos para as ruínas de um antigo presídio que teve como seu hóspede mais famoso ninguém menos que Fidel Castro. Cópia de um presídio americano de Illinois, são cinco enormes prédios circulares, cada um com 400 celas distribuídas em 4 andares e dispostas ao redor de um enorme pátio central. Uma visão impressionante, entrar nesses prédios, caminhar por esse pátio e tentar imaginar a vida ali antes da desativação.

A prisão onde ficou preso Fidel Castro na Isla de la Juventud, em Cuba

A prisão onde ficou preso Fidel Castro na Isla de la Juventud, em Cuba


Em 1953, pouco depois do golpe militar que levou Batista ao poder novamente, Fidel Castro perdeu suas esperanças nas vias pacíficas e partiu para o confronto. Para derrubar o ditador, imaginou um golpe de mestre: liderando 165 homens, tenta tomar o quartel de Moncada, o segundo maior do país, em Santiago de Cuba. Sua ideia foi atacar o quartel durante o carnaval quando, imaginava, boa parte dos soldados estariam bêbados e não oporiam muita resistência.

Fotografando o Presidio Model, na Isla de la Juventud, em Cuba

Fotografando o Presidio Model, na Isla de la Juventud, em Cuba


Mas não teve muita sorte. No caminho para o quartel, seu grupo acabou cruzando com uma patrulha do exército e o alarme foi dado. Perdeu o elemento surpresa. Boa parte de seus homens morreram na luta e os que foram capturados naquele dia eram sumariamente executados. Fidel escapou com um pequeno grupo, polícia e exército no seu encalço. Batista deu a ordem secreta: quando capturado, o líder deveria ser morto ali mesmo, na hora.

Visitando o Presidio Model, na Isla de la Juventud, em Cuba

Visitando o Presidio Model, na Isla de la Juventud, em Cuba


Mas, para sorte de Fidel, ele acabou capturado por um homem honesto, mais apegado às leis que às ordens secretas de um ditador. Ao invés de executá-lo, levou-o preso. Quando as notícias se espalharam e a imprensa se mobilizou para cobrir o fato, já não mais havia como executá-lo a sangue frio. Castro foi a julgamento enquanto o oficial que o prendeu foi colocado na geladeira por Batista, sendo eventualmente preso. Seis anos mais tarde, quando a revolução triunfou, uma das primeiras medidas de Castro foi mandar soltá-lo e incorporá-lo ao novo exército cubano.

APraia Paraiso, em Nueva Gerona, na Isla de la Juventud, em Cuba

APraia Paraiso, em Nueva Gerona, na Isla de la Juventud, em Cuba


Quanto à Castro, sendo advogado, fez a sua própria defesa. Foi aí que proferiu o mais famoso discurso de sua vida (e olha que foram muitos!), conhecido com “A História me absolverá!”. O discurso foi brilhante, comovendo juízes e população, mas não impediu que ele fosse condenado e enviado para a prisão na então chamada “Ilha dos Pinos”. Aí permaneceu por cerca de dois anos, junto com outros sobreviventes do ataque à Moncada. Em 1955 o governo Batista concedeu anistia aos presos políticos, na tentaiva de tentar legitimar seu governo. Nada que sensibilizasse Fidel. Ele partiu para o México onde passou a preparar novas tropas para tentar outra vez derrubar o regime de Batista. Mas isso já é outra história...

Local do nosso almoço na Praia Paraiso, na Isla de la Juventud, em Cuba

Local do nosso almoço na Praia Paraiso, na Isla de la Juventud, em Cuba


Bem mais recentemente, na década de 70, o governo cubano passou a receber milhares de estudantes estrangeiros, principalmente africanos, em escolas que construíu na Ilha dos Pinos. Para homenagear esses estudantes, Fidel resolveu mudar o nome da ilha para Isla de La Juventud. As tais escolas e seus estudantes se foram, mas o nome ficou.

No volante de um carro sexagenário em Nueva Gerona, na Isla de la Juventud, em Cuba

No volante de um carro sexagenário em Nueva Gerona, na Isla de la Juventud, em Cuba


E nós, depois do presídio e dos jacarés, resolvemos por algo mais light. Seguimos para a praia para passar o resto do dia. Mojitos, areia, água clarinha e morna e um delicioso almoço de peixe e não tínhamos do que reclamar. Um dia bem gostoso para que nunca mais esqueçamos da Isla de La Juventud. Amanhã já partiremos daqui. Avião para Havana e, lá no aeroporto mesmo, pegamos nosso carro e iniciaremos a longa viagem pelo país, rumo à Santiago. Primeira parada: Cienfuegos.

Jacarés maiores no criadero na Isla de la Juventud, em Cuba

Jacarés maiores no criadero na Isla de la Juventud, em Cuba

Cuba, Nueva Gerona, Praia, Bichos

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior Já na água, pronto para mergulhar na Isla de la Juventud, em Cuba

Do Aeroporto Para as Profundezas

Post seguinte Parada técnica com nosso carro, no caminho para Cienfuegos, em Cuba

Início de Jornada

Blog da Ana A Ana segura um filhote de jacaré em criadero na Isla de la Juventud, em Cuba

Um Dia na Isla de los Pinos

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet