0 Fim da Travessia! - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Fim da Travessia! - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Fim da Travessia!

Bolívia, Salar de Uyuni

Nosso providencial guia pelo Salar de Coipasa, na Bolívia, rumo à fronteira com o Chile

Nosso providencial guia pelo Salar de Coipasa, na Bolívia, rumo à fronteira com o Chile


Falamos com algumas pessoas e estudamos alguns mapas, mas a rota entre Llica e a fronteira chilena na cidade de Colchane não era das mais "sinalizadas". Um emaranhado de pequenas estradas e trilhas mais a travessia de parte do Salar de Coipasa, ao norte do Salar de Uyuni.

Imagem refletida, ou miragem, no Salar de Coipasa, na Bolívia

Imagem refletida, ou miragem, no Salar de Coipasa, na Bolívia


Não adiantava ficar enrolando muito na pequena cidade e resolvemos partir sabendo a direção para a qual deveríamos seguir. A idéia era: quem tem boca chega à Colchane! O maior problema é que não adianta ter boca se você não encontra "ouvidos" pelo caminho, apenas bifurcações e mais bifurcações. Enfim, várias delas adiante, encontramos os primeiros "ouvidos", um trio de garotos numa cidade fantasma. Enquanto eles tentavam nos explicar passaram dois jipes ao longe. Eles mesmos nos advertiram: "Sigam aqueles carros!". Fomos ao encalço do primeiro, mas ele logo nos disse que não iria para lá e nos aconselhou a seguir o segundo, muito mais à frente. Deu certo trabalho, mas o alcançamos também. Ele iria até a fronteira! Tínhamos arrumado nosso guia!

Enorme vulcão ao lado do Salar de Coipasa, na Bolívia

Enorme vulcão ao lado do Salar de Coipasa, na Bolívia


Fomos seguindo esse jipe pelas estradas até o Salar. Até lá, acho que teríamos chegado sozinhos, com um certo trabalho. A partir desse ponto, vamos margeando a planície de sal, ao lado das montanhas que fazem fronteira com o Chile. Vários terrenos minados, devidamente sinalizados, nos rodeavam. Fruto das centenárias cicatrizes entre os dois países, desde a Guerra do Pacífico. Por aqui, não seria muito seguro errar o caminho e tentar um "atalho".

Campo minado na Bolívia, perto da fronteira chilena, no Salar de Coipasa

Campo minado na Bolívia, perto da fronteira chilena, no Salar de Coipasa


Em alguns trechos cortávamos o salar que é bem menos liso que o Uyuni. Além disso, fora das rotas seguras, pode ser movediço, sal misturado com água, gelo e barro (alguém já tinha visto "barro" branco?). Por fim, o nosso "guia" saiu da rota principal e cortou o salar por um caminho bem alternativo. Tivemos até de recorrer ao 4x4, pela primeira vez desde que deixamos o Chile. Por fim, chegamos ao lado de lá, à pequena cidade de Pisiga, fronteira com o Chile. Lá, o nosso amigo nos explicou que o atalho foi para desviar de um ponto onde a água interrompeu a rota principal. Pois é, sem ele não sei até onde chegaríamos...

Atravessando o belo Salar de Coipasa, na Bolívia, rumo à fronteira chilena

Atravessando o belo Salar de Coipasa, na Bolívia, rumo à fronteira chilena


A nossa 41a passagem de fronteiras nesses 1000dias foi das mais burocráticas, muitos papéis para preencher. Mas, no fim, o chileno deu um refresco e resolveu não inspecionar toda nossa bagagem. Ufffff... que trabalho que daria. Assim, estávamos de volta ao Chile e ao asfalto!

De volta ao Chile e ao asfalto, no caminho para Iquique

De volta ao Chile e ao asfalto, no caminho para Iquique

Bolívia, Salar de Uyuni, Llica, Salar de Coipasa, Pisiga, Colchane

Veja mais posts sobre Llica

Veja todas as fotos do dia!

Diz aí se você gostou, diz!

Post anterior A Fiona em pleno Salar de Uyuni, na Bolívia

Atravessando o Salar de Uyuni

Post seguinte Finalmente, chegando ao Oceano Pacífico (em Iquique, no norte do Chile)

Chegando ao Pacífico!

Blog da Ana Visitando a cidade fantasma de Humberstone, próximo à Iquique - Chile

O Norte Atacameño

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 30/08/2011 | 20:45 por Lurdes

    Olá Ana e Ro,um abraço do tamanho desta viagem e tb pela pela beleza da natureza ,mostrada e descrita por vcs.........quando passarem pelo meu Rio Grande ,vão ter que parar aqui e tomar um mate bem demorado srsrsrsrsrsrs.Lurdes

    Resposta:
    Oi Lurdes
    Vamos marcar esse encontro sim, vai ser um prazer!!!
    Beijos

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet