0 Daniel Boone, Asheville e os Moicanos - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Daniel Boone, Asheville e os Moicanos - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Daniel Boone, Asheville e os Moicanos

Estados Unidos, North Carolina, Asheville

A bela igreja metodista de Asheville, na Carolina do Norte, Estados Unidos

A bela igreja metodista de Asheville, na Carolina do Norte, Estados Unidos


Saímos do Mammoth Cave National Park, no Kentucky, em direção à Carolina do Norte. Queríamos chegar até uma estrada chamada Blue Ridge Parkway, a mais conhecida estrada cênica do país. É um caminho que percorre boa parte dos Apalaches, a cadeia de montanhas paralela à costa do Atlântico e que serviu, durante mais de um século, como uma barreira natural à colonização branca do interior do continente.

A pomposa arquitetura do centro histórico de Asheville, na Carolina do Norte, Estados Unidos

A pomposa arquitetura do centro histórico de Asheville, na Carolina do Norte, Estados Unidos


Tanto lemos e ouvimos falar dessa estrada e de suas belezas que foi por ela que decidimos subir a costa leste dos Estados Unidos. Certamente, não é o caminho mais rápido, pois a estrada é estreita e cheia de curvas. Mas a ideia ali não é a da velocidade, mas exatamente a de ter tempo de admirar uma das regiões mais belas do país, montanhosa, cheia de florestas e vales, repleta de parques e pequenas cidades charmosas.

Caminhando pelo centro histórico de  Asheville, na Carolina do Norte, Estados Unidos

Caminhando pelo centro histórico de Asheville, na Carolina do Norte, Estados Unidos


Certamente vou falar muito da estrada e de sua história nos próximos posts, pois vamos passar uns cinco dias percorrendo e explorando a região, entre os estados da Carolina do Norte e da Virginia. E já começamos isso ontem, viajando até a cidade de Asheville, a mais conhecida cidade na rota.

A bela igreja metodista de Asheville, na Carolina do Norte, Estados Unidos

A bela igreja metodista de Asheville, na Carolina do Norte, Estados Unidos


No caminho, entre vales e montanhas cobertas por florestas, passamos pelo território inicialmente desbravado por um certo Daniel Boone. Os mais velhos certamente se lembrarão de um enlatado americano que passava nas nossas TVs na década de 70, contando as histórias e lendas dessa personagem que realmente existiu. Com seu chapéu de pele de castor e sua machadinha, Boone criou fama de desbravador, numa época em que todo o território a oeste dos Apalaches era território indígena. Abriu rotas, fundou cidades e, enfim, encarnou o espírito americano da conquista do oeste, numa época (final do século XVIII) em que “oeste” ainda significava Kentucky e Tennessee, e não Texas ou Arizona.


Clip de abertura do seriado "Daniel Boone"

Eu era pequeno na época dessa série de TV, mas nunca me esqueci da música e da abertura de cada episódio. Graças ao YouTube, pude dar boas risadas revendo isso, depois de me emocionar na estrada vendo placas e sinais de onde teria passado e vivido Daniel Boone. Mas me lembro muito bem de um outro filme, que ainda hoje me emociona, principalmente na sua antológica cena final: “O Último dos Moicanos”. Pois é, tanto o filme como a história se passam por aqui, nos Apalaches. É a mesma época de Daniel Boone, e a linda fotografia do filme até lhe valeu um Oscar. Boa parte filmada nas cercanias de Asheville, a cidade onde chegamos ontem e passamos o dia de hoje.


A emocionante cena final do filme "O Último dos Moicanos", filmado nos Apalaches

Descubro agora que, assim como Boone, os moicanos também existiram. Mas, ao contrário do que afirma o livro e o filme, eles nunca foram extintos. Ao contrário, estão aí até hoje, embora tenham sido deslocados mais para oeste. Aliados dos americanos em suas guerras contra os franceses, ainda na época de colônia, e também contra os ingleses, na guerra de independência, acabaram se dando mal, traídos pelos “amigos”. Mas, felizmente, não chegaram a desaparecer...

A catedral católica de Asheville, na Carolina do Norte, Estados Unidos

A catedral católica de Asheville, na Carolina do Norte, Estados Unidos


Com moicanos e Boone na cabeça, passamos o dia de hoje explorando a simpática Asheville, cidade que figura em vários rankings de melhores lugares para se viver nos Estados Unidos. Para quem gosta de música, boa comida e linda arquitetura, isso é certamente verdade!

Deliciosa e apimentada comida mexicana requintada, em Asheville, na Carolina do Norte, Estados Unidos

Deliciosa e apimentada comida mexicana requintada, em Asheville, na Carolina do Norte, Estados Unidos


Driblando a chuva que teimava em cair, caminhamos por suas ruas, admiramos o prédio neoclássico da prefeitura e as pomposas edificações das igrejas católica e metodista. Esbaldamo-nos num restaurante de cozinha mexicana refinada e depois, uma suculenta sobremesa em casa especializada.

Uma das milhares de cervejas artesanais americanas, em Asheville, na Carolina do Norte, Estados Unidos

Uma das milhares de cervejas artesanais americanas, em Asheville, na Carolina do Norte, Estados Unidos


De noite, entre diversos pubs com boa música, escolhemos um em que havia uma jam session. Pessoas se alternavam no palco, sem nenhum tipo de ensaio, muitas vezes sem se conhecer, formando bandas ou grupos de até sete pessoas. A música, típica da região, era o folk, músicos fazendo milagres com seu violinos, guitarras, baixos e outros instrumentos de corda. Um espetáculo! Enfim, depois desse dia gostoso por aqui, estamos prontos para pegar a estrada amanhã. E que estrada!

Balada com jam session com muita música Folk, em Asheville, na Carolina do Norte - EUA

Balada com jam session com muita música Folk, em Asheville, na Carolina do Norte - EUA

Estados Unidos, North Carolina, Asheville, Apalaches, Blue Ridge Parkway

Veja todas as fotos do dia!

Diz aí se você gostou, diz!

Post anterior Visitando a Mammoth Cave, a maior caverna do mundo, em Kentucky, nos Estados Unidos

A Maior Caverna do Mundo

Post seguinte Vista do Apalaches na Blue Ridge Parkway, na Carolina do Norte - Estados Unidos

Blue Ridge Parkway

Blog da Ana A bela igreja metodista de Asheville, na Carolina do Norte, Estados Unidos

Asheville e o Folk!

Comentários (2)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 23/09/2012 | 15:48 por Jorge Martins

    Esse caminho lembra-me qdo. passamos em Knoxville e precisei ir a um hospital. Havia ido antes a "Land Between the Lakes", um parque maravilhoso entre o KY e TN e lá usara como repelente uma mistura de óleo e citronela que sempre usei aqui. Os insetos adoraram e fui muito picado. Por causa das picadas tive de ir a um hospital, mas não atrapalhou muito a viagem não. Nesse parque, minha esposa "tropeçou" numa cobra imensa e nunca corremos tanto. Histórias dentro da história.
    Abços.
    JH

    Resposta:
    Oi Jorge

    Pois é, os insetos americanos nunca ouviram falar de citronela, hehehe. Uma boa dica é sempre tomar um copo de cerveja. De álcool eles não gostam!

    Já as cobras, nem cerveja adianta! O negócio é ficar longe delas mesmo!

    Abs

  • 31/05/2012 | 18:43 por Guto Junqueira

    Valeu lembrar Daniel Boone e a musiquinha de abertura!
    Abraço, Guto

    Resposta:
    Pois é!

    Lembrei muito de vc, aqui na terra do Daniel Boone!

    Grande abraço

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet