0 Au Voir, Martinica - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Au Voir, Martinica - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Au Voir, Martinica

Martinica, Fort-de-France, Santa Lúcia, Castries, Saint-Pierre, Soufriere

Catedral de Fort-de-France, capital da Martinica

Catedral de Fort-de-France, capital da Martinica


Hoje a Ana acordou animada para um banho de lama. A lama trazida lá do Desolation Valley, em Dominica. Então, aqui na Martinica, com lama da Dominica, na nossa última manhã antes de seguirmos para Santa Lucia, fomos pegar uma praia na frente do hotel, ela toda cinza, enlameada. As pessoas não entendiam nada, ver aquele estranho ser cruzando a estrada, hehehe.

Indo para a praia coberta de lama vulcânica, em St. Pierre, na Martinica

Indo para a praia coberta de lama vulcânica, em St. Pierre, na Martinica


Bem, passamos uma hora por lá, nadamos e caminhamos e seguimos viagem para a capital, Fort-de-France, de onde parte o ferry para Santa Lucia.

Tomando sol com lama vulcânica, em praia de St. Pierre, na Martinica

Tomando sol com lama vulcânica, em praia de St. Pierre, na Martinica


A cidade, ou pelo menos o centro, fica completamente morto aos domingos. Nós caminhamos um pouco em frente ao Fort Saint Louis, que deu origem à cidade, atravessamos o parque La Savane e fomos ver e fotografar a catedral e o prédio da biblioteca, o principal marco arquitetônico da cidade.

Prédio da biblioteca, marco arquitetônico de Fort-de-France, capital da Martinica

Prédio da biblioteca, marco arquitetônico de Fort-de-France, capital da Martinica


Na verdade, há outro também, uma igreja que fica na parte alta da cidade, na periferia. Uma réplica em menor escala da Sacre Coeur de Paris. Tínhamos passado por lá na nossa viagem entre o sul e o norte da ilha, há dois dias.

A igreja Sacre Coeur de Balate, muito parecida com a original parisiense, na periferia de Fort-de-France, capital da Martinica

A igreja Sacre Coeur de Balate, muito parecida com a original parisiense, na periferia de Fort-de-France, capital da Martinica


Interior da igreja Sacre Coeur de Balate, em Fort-de-France, na Martinica

Interior da igreja Sacre Coeur de Balate, em Fort-de-France, na Martinica


Por fim, deixei a Ana muito bem instalada num dos poucos restaurantes abertos na cidade e segui para o aeroporto, para devolver o carro. Tudo porque, no Domingo, até as lojas de aluguel de carro estão fechadas no centro. Sem nenhum trânsito, pouco mais de meia hora e eu já estava de volta, de táxi. Juntos, mochilas nas costas, atravessamos novamente o Savane e fomos para o terminal.

Atravessando o parque La Savane, o principal de Fort-de-France, capital da Martinica

Atravessando o parque La Savane, o principal de Fort-de-France, capital da Martinica


Menos de duas horas mais tarde chegávamos à Castries, capital de Santa Lucia. Outra ilha bastante montanhosa no nosso caminho! Entre as montanhas, as famosas “Pitons”, duas incríveis montanhas com formato piramidal, o cartão postal mais famoso do país. Ficam no sul, na cidade de Soufriere, e foi para lá que seguimos diretamente, logo após alugar um carro no aeroporto “local” de Castries.

Atravessando o parque La Savane, o principal de Fort-de-France, capital da Martinica

Atravessando o parque La Savane, o principal de Fort-de-France, capital da Martinica


Era o único local com locadoras abertas num domingo de tarde. De lá partem os voos para as outras ilhas do Caribe e será daí que voaremos para Saint Vincent dia 23. Teremos um bom tempo por aqui e começaremos pela parte sul da ilha, onde estão as Pitons e o turismo de aventura. A parte norte, onde estão a maioria dos resorts que atraem milionários do mundo inteiro, visitaremos mais tarde.

O Fort S. Luis, que deu origem á cidade de Fort-de-France, capital de Martinica

O Fort S. Luis, que deu origem á cidade de Fort-de-France, capital de Martinica


Chegamos em Soufriere já de noite e na praia em frente ao hotel havia uma festa local. Logo tentamos nos misturar, mas não tinha jeito de não chamarmos a atenção. Eu era o único moreno na festa. De loira, tinha a Ana. Os outros, eram como se estivéssemos na Tanzânia ou na Nigéria. Muito legal, o nosso pedaço da África na América!

O Fort S. Luis, que deu origem á cidade de Fort-de-France, capital de Martinica

O Fort S. Luis, que deu origem á cidade de Fort-de-France, capital de Martinica


No escuro, lá estava o impressionante vulto da Petit Piton, do outro lado da praia. Tentamos, de todas as maneiras, fotografá-la. Mas não conseguimos. Mas a visão era maravilhosa! Estamos ansiosos pela luz do sol, para podermos ver essa incrível montanha com as cores que o dia traz. Agora de noite, já deu para ver que vai ser muito mais bonito que imaginávamos!

Praia ao lado do Fort S. Louis, em Fort-de-France, capital de Martinica

Praia ao lado do Fort S. Louis, em Fort-de-France, capital de Martinica

Martinica, Fort-de-France, Santa Lúcia, Castries, Saint-Pierre, Soufriere, Praia

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior Prédio histórico de St. Pierre, antiga capital de Martinica

Curtindo St. Pierre

Post seguinte As famosas montanhas Piton, em Soufriere, no sul de Santa Lúcia, no Caribe

Praia, Pitons e o Maravilhoso Snorkel

Blog da Ana Visita à ponta sul de Santa Lúcia, em Vieux Fort

Santa Lúcia, a Helena do Caribe!

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet