0 Atravessando o Canyon de Somoto - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Atravessando o Canyon de Somoto - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Atravessando o Canyon de Somoto

Nicarágua, León, Somoto

Explorando o espetacular Canyon de Somoto, na Nicarágua

Explorando o espetacular Canyon de Somoto, na Nicarágua


Saímos ontem de León ainda com meu computador meio capenga, infelizmente. O trabalho com as fotos e o uso da internet estão bem mais complicados, mas estou dando um jeito. Aparentemente, a solução será comprar um novo. Quem sabe Papai Noel não traz um?

Despedida do James, inglês que viaja de moto do Alaska à Patagônia, em León, na Nicarágua

Despedida do James, inglês que viaja de moto do Alaska à Patagônia, em León, na Nicarágua


A gente se despediu do James e do Kevin, que viajam de moto do Alaska à Patagônia e seguimos para a tranquila viagem até Somoto, já bem próxima da fronteira com Honduras. No caminho, pausa para fotos do vulcão Momotombo, o mais famoso do país, com seu cone quase perfeito. Ele fica bem em frente à capital Manágua, o grande lago separando a capital do vulcão. A gente passava agora do outro lado do Momotombo, o Lago de Manágua por detrás do vulcão. Aliás, para nós, agora, nada mais normal do que algum(ns) vulcão(ões) no horizonte. Estranho mesmo é quando não estamos vendo nenhum!

Gado pasta tranquilamente aos pés do magnífico vulcão Momotombo, visto de perto de León, na Nicarágua

Gado pasta tranquilamente aos pés do magnífico vulcão Momotombo, visto de perto de León, na Nicarágua


Na pacata Somoto, cidade sem grande apelo turístico, a gente logo se instalou no hotel no Parque Central e contatamos um guia para nos levar ao canyon no dia seguinte (hoje!). Embora o canyon já tenha alguns milhões de anos de idade, ele só foi "descoberto" para o turismo há uma década. Antes disso, só fazia a felicidade dos habitantes locais. Os mesmo que hoje guiam os turistas em caminhadas para conhecer essa maravilha da natureza.

Finalmente, chega o nosso ônibus que nos levará à entrada do Canyon de Somoto, na Nicarágua

Finalmente, chega o nosso ônibus que nos levará à entrada do Canyon de Somoto, na Nicarágua


Hoje, então, lá fomos nós guiados pelo simpático e competente Roibin. São três passeios possíveis e nós optamos pleo mais longo, 6 horas de caminhada atravessando todo o canyon. Deixamos o carro na casa dele, quase na saída do canyon, e seguimos de ônibus até o ponto onde se entra no vale, alguns quilômetros rio acima.

Caminhando no Canyon de Somoto, na Nicarágua

Caminhando no Canyon de Somoto, na Nicarágua


Com o Roibin, nosso guia, no início da travessia do Canyon de Somoto, na Nicarágua, perto da fronteira com Honduras

Com o Roibin, nosso guia, no início da travessia do Canyon de Somoto, na Nicarágua, perto da fronteira com Honduras


A área é um parque protegido, financiamento vindo de Luxemburgo. Começamos caminhando ao lado do rio, mas logo já o estamos atravessando e depois, nadando por suas águas. Em alguns pontos, o canyon se fecha bastante formando verdadeiras gargantas com paredes de quase 100 metros de altura. Visual memorável!

Vacas atravessam o rio Coco, no Canyon de Somoto, na Nicarágua, perto da fronteira com Honduras

Vacas atravessam o rio Coco, no Canyon de Somoto, na Nicarágua, perto da fronteira com Honduras


Admirando o Canyon de Somoto, na Nicarágua, perto da fronteira com Honduras

Admirando o Canyon de Somoto, na Nicarágua, perto da fronteira com Honduras


Até a metade do caminho não encontramos ningém, exceto simpáticas vacas que atravessavam o rio em fila indiana. Por falar nisso, as águas são transparentes, mas não se pode beber. As vacas por ali são um bom motivo para isso... Bem na metade do caminho, encontramos a trilha de quem opta por um caminho mais curto. É quando começou a aparecer outros turistas.

Feliz da vida na caminhada pelo Canyon de Somoto, na Nicarágua

Feliz da vida na caminhada pelo Canyon de Somoto, na Nicarágua


Atravessando o Canyon de Somoto, na Nicarágua

Atravessando o Canyon de Somoto, na Nicarágua


É bem aí também que encontramos os maiores trechos estreitos, onde o único meio de locomoção é nadando. Sensação de estar entrando em um mundo perdido, nadar em águas verde escuras por entre enormes paredes de pedra. Finalmente, chegamos à área dos saltos, uma profunda piscina natural cerdada de paredes por todos os lados formando plataformas ideais para quem gosta de pular. Pontos com 5, 10 e até 15 metros de altura (até um pouco mais!)

O Canyon de Somoto, na Nicarágua

O Canyon de Somoto, na Nicarágua


Uma bela cachoeira no Canyon de Somoto, na Nicarágua

Uma bela cachoeira no Canyon de Somoto, na Nicarágua


O nosso guia saltou do ponto mais alto, para delírio que quem assistia. Eu subi lá, ensaiei, ensaiei e acabei desistindo. Estava com algum mal pressentimento. Desci e saltei de pontos mais baixos, cerca de 10-11 metros de altura. Aí foi a vez da Ana. De uma altura de cerca de 8 metros, foi saltar e acabou escorregando na "decolagem". Chegou na água meio de lado, mas ao final foi só mesmo o susto e um bom tapa na perna. Estava explicado o meu pressentimento anterior...

Escalando rochas no Canyon de Somoto, na Nicarágua

Escalando rochas no Canyon de Somoto, na Nicarágua


Saltando de 10 metros de altura em piscina natural no Canyon de Somoto, na Nicarágua

Saltando de 10 metros de altura em piscina natural no Canyon de Somoto, na Nicarágua


Seguimos em frente, sempre nadando, e chegamos a outro ponto de salto, ainda mais bonito que o anterior. Como o pressentimento já tinha se realizado, achei que agora não teria mais problemas. E lá fui eu saltar de quase 15 metros, visual absolutamente maravilhoso. O salto foi ótimo, mas a nossa querida Sony deixou de funcionar outra vez. Que uruca! Salto devidamente filmado, mas não fotografado. Algum dia teremos chances de mexer nesses filmes...



Voltamos para a casa do Roibin onde fomo muito bem tratados por sua enorme família. Ficou até a promessa de pararmos aqui na volta, daqui a uns 7 meses. Se viermos por esse caminho...

A bela paisagem ao final do Canyon de Somoto, na Nicarágua, perto da fronteira com Honduras

A bela paisagem ao final do Canyon de Somoto, na Nicarágua, perto da fronteira com Honduras


A decisão só vai ser feita na época. Mas a passagem por essa fronteira, amanhã, vai nos ajudar a decidir. Dizem que esta é uma das mais tranquilas fronteiras entre Nicarágua e Honduras. Veremos!

Com a família do Roibin, nosso guia, ao final da travessia do Canyon de Somoto, na Nicarágua, perto da fronteira com Honduras

Com a família do Roibin, nosso guia, ao final da travessia do Canyon de Somoto, na Nicarágua, perto da fronteira com Honduras

Nicarágua, León, Somoto, trilha, Parque, vulcão, Canyon

Veja todas as fotos do dia!

Diz aí se você gostou, diz!

Post anterior 1000dias no Cerro Negro próximo, à León, na Nicarágua.

O Incrível Cerro Negro

Post seguinte Chegando à fronteira entre Honduras e El Salvador. Lá vem o cara correndo para nos 'ajudar' nos trâmites...

Fronteiras

Blog da Ana A bela paisagem ao final do Canyon de Somoto, na Nicarágua, perto da fronteira com Honduras

Canyoning em Somoto

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 27/12/2011 | 21:41 por Lina

    Oi Ro,

    Feliz Natal para voce e a Ana!!! A Lalaue o Gera+criancas chegam amanha por aqui, espero que o tempo ajude um pouco. Compre um MAC!!!

    Bjs Lina

    Resposta:
    Oi Lina!!!

    Feliz natal e um ótimo ano novo para vc e suas visitas! espero que em breve seja a nossa vez de te visitar por aí, com direito a fim de semana em Paris também!!! E vc, vem nos encontrar em USA?

    Beijos do Ro e da Ana

    P.S MAC? Não tem disso aqui não!!!

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet