0 Antígua Sem Barbuda - Blog do Rodrigo - 1000 dias

Antígua Sem Barbuda - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

Antígua Sem Barbuda

Antígua E Barbuda, Darkwood Beach, English Harbour, Saint Johns

Fim de tarde na tranquila Darkwood Beach, no sudoeste de Antígua, no Caribe

Fim de tarde na tranquila Darkwood Beach, no sudoeste de Antígua, no Caribe


Hoje era o dia de deixarmos Barbados para trás e iniciar nova etapa desse tour pelo leste do Caribe. Voamos pela manhã com a Liat, a principal companhia aérea da região, para Antígua. O próximo voo está marcado para o dia 6, de Antígua para a francesa Guadalupe. Nesse meio tempo, nossa ideia era visitar também as ilhas de Barbudas, a irmã menor de Antígua, e Montserrat, a nação que quase desapareceu sob um vulcão nos últimos vinte anos. É possível ir de barco para essas duas ilhas a partir de Antígua e era esse o nosso plano.

Chegando ao aeroporto de Antígua, no Caribe

Chegando ao aeroporto de Antígua, no Caribe


Assim, chegamos ao aeroporto de Antígua, pegamos alguns mapas na oficina turística e seguimos de táxi para a capital, a cidade de St John’s. A cidade não é das mais atrativas e os turistas costumam seguir diretamente para algum dos resorts nas belas praias do país. Mas é da capital que saem os barcos para as ilhas vizinhas e nós precisávamos armar nosso roteiro para esses poucos dias até aqui. A gente se instalou num hotel bem no centrinho, perto dos piers onde chegam os cruzeiros durante a temporada e corremos para o porto, em busca de informações.

Mapa mostrando Antígua, Barbuda e Montserrat e suas posições relativas, no Caribe

Mapa mostrando Antígua, Barbuda e Montserrat e suas posições relativas, no Caribe


Pois é, uma coisa é a teoria e a outra é a prática. Fora de temporada turística (estamos agora é no início da temporada dos furacões!), o movimento cai muito e, consequentemente, diminuem os barcos para Barbudas e para Montserrat. Essa última é nossa prioridade faz tempo, desde a primeira que que a sobrevoamos, há mais de um ano, e vimos seu vulcão ativo lá de cima, soltando fumaça. Além disso, a ilha tem fama de ótimo ponto para mergulhos, uma de nossas paixões.

Caminhando pela tranquila orla de St John's, a capital de Antígua, no Caribe

Caminhando pela tranquila orla de St John's, a capital de Antígua, no Caribe


Enfim, para lá queremos ir de qualquer maneira. Tinha um ferry hoje de tarde e outro para amanhã de tarde. Depois, só daqui a 5 dias. Para voltar, se formos hoje, poderíamos voltar amanhã de manhã. E se formos amanhã, só poderíamos voltar na próxima quinta. As duas opções eram completamente inviáveis, já que precisamos de pelos menos 24 horas por lá e temos de estar de volta aqui até quarta. Restou o plano B: ir de ferry e voltar de avião.

Saída de escola em St John's, a capital de Antígua, no Caribe

Saída de escola em St John's, a capital de Antígua, no Caribe


Aí, começou outra corrida. Os aviões que fazem a linha são bem pequenos, para apenas 6 passageiros. Depois de muito trabalho em encontrar uma agência de viagens que trabalhasse com a SVG, a empresa que faz a linha, descobrimos que os voos estavam todos reservados. Com muito trabalho, conseguimos marcar e comprar passagens de volta para terça de noite. Assim, Montserrat estava garantida. Em compensação, a depopulada Barbudas dançou...

O simpático e irriquieto filho da agente de turismo na oficina do porto de St John's, a capital de Antígua, no Caribe

O simpático e irriquieto filho da agente de turismo na oficina do porto de St John's, a capital de Antígua, no Caribe


É... teríamos o resto do dia de hoje e amanhã até o final da tarde aqui em Antígua. Voltamos na terça, no final do dia e, já na quarta bem cedo, voamos para Guadalupe. Em Barbudas, vamos perder uma colônia de fragatas (que atrai os amantes de pássaros; nós preferimos os peixes) a alguma praias desertas, que também existem aqui em Antígua, até mais bonitas. Acho que, no final, não ficou tão ruim...

Em reforma, a bela Catedral Anglicana de St John's, a capital de Antígua, no Caribe

Em reforma, a bela Catedral Anglicana de St John's, a capital de Antígua, no Caribe


Então, sem perder mais tempo, alugamos um carro e partimos para a exploração da ilha. Antígua, como quase todas as ilhas do Caribe, foi descoberta e nomeada por Colombo, no final do século XV. E assim como as outras ilhas pequenas, não recebeu muita atenção dos ibéricos, que se concentraram nas maiores, depois de escravizar os índios das menores e levá-los para trabalhar em suas colônias. Deste modo, foi só na metade do séc XVII que a ilha foi ocupada pelos ingleses, a nova potência colonial.

Influência inglesa em St John's, a capital de Antígua, no Caribe

Influência inglesa em St John's, a capital de Antígua, no Caribe


Depois do algodão e do tabaco, foi a cana que se estabeleceu, no regime de plantations. Como se sabe, com muita mão-de-obra negra vinda da África e que, hoje, é predominante na população local. Com exceção de uma breve ocupação francesa, os eternos inimigos dos ingleses, a ilha permaneceu britânica até a década de 60 do século passado, tornando-se então independente, mas ainda dentro do Commonwealth (a Rainha Elizabeth é a Chefe de Estado).

A bela praia de Darkwood Beach, no sudoeste de Antígua, no Caribe

A bela praia de Darkwood Beach, no sudoeste de Antígua, no Caribe


Nós seguimos para a praia de Blackwood Bay, na costa sudoeste da ilha. Das melhores praias, é a mais próxima da capital, que está na costa noroeste de Antígua. Como queríamos chegar logo para ainda aproveitar o mar, foi a escolha óbvia. E assim foi, não demorou muito e já estávamos deitados na areia, um delicioso mar de águas azuis à nossa frente. Caminhamos, nadamos, bebemos uma cerveja e desfrutamos desse paraíso caribenho enquanto o sol abaixava no horizonte.

Celebrando o sol e o mar na praia de Darkwood Beach, no sudoeste de Antígua, no Caribe

Celebrando o sol e o mar na praia de Darkwood Beach, no sudoeste de Antígua, no Caribe


Foi preciso muita força de vontade para deixar a praia e seguir para o próximo destino, English Harbour, na costa sul da ilha. Queríamos ver ruínas de um forte ali e também jantar, pois a região era muito recomendada gastronomicamente falando, pelo nosso guia. No caminho, ainda passamos pelo interior de Antígua, montanhoso e com diversas plantações de banana. Não demora muito para perceber que estamos numa ilha tropical!

Plantação de bananeiras próximo à Darkwood Beach, no sudoeste de Antígua, no Caribe

Plantação de bananeiras próximo à Darkwood Beach, no sudoeste de Antígua, no Caribe


English Harbour era a principal base de proteção da ilha, no período colonial. Chegamos bem em tempo de, com uma rápida caminhada, chegar até o alto da península onde estava o forte. Uma vista lindíssima do mar à nossa frente e da baía ao nosso lado, uma espécie de mini-fiorde, tomado por marinas e veleiros de gente bacana.

A histórica English Harbour, no sul de Antígua, no Caribe

A histórica English Harbour, no sul de Antígua, no Caribe


Ao pé do forte, hoje, há um hotel mais chique. Estava se preparando para a celebração do jubileu da rainha, o grande evento dos próximos dias em toda a comunidade britânica. Na pequena cidade aqui do lado, bons restaurantes e bares, cheio dos turistas que não tínhamos visto na capital St John’s. Não podemos culpá-los pelo bom gosto que têm!

A histórica English Harbour, no sul de Antígua, no Caribe

A histórica English Harbour, no sul de Antígua, no Caribe


Já na noite escura e muito bem alimentados, dirigimos de volta para o nosso hotel, lá em St John’s. Atravessamos o país! Tudo bem que só demorou 30 minutos, mas o fato é que atravessamos o país, hehehe. Estou craque na tal mão inglesa. Só falta parar de confundir o pisca-pisca com o limpador de para-brisa...

Visitando as ruínas do forte de English Harbour, no sul de Antígua, no Caribe

Visitando as ruínas do forte de English Harbour, no sul de Antígua, no Caribe


Amanhã, temos o outro lado de Antígua para explorar. Dizem que as praias ainda são mais bonitas. Nosso limite é ter de estar de volta, no porto, até às quatro da tarde. De novo, atravessaremos o país, ida e volta. Ainda bem que é uma ilha pequena...

Fim do dia nas ruínas do antigo forte em English Harbour, no sul de Antígua, no Caribe

Fim do dia nas ruínas do antigo forte em English Harbour, no sul de Antígua, no Caribe

Antígua E Barbuda, Darkwood Beach, English Harbour, Saint Johns, Praia, história

Veja todas as fotos do dia!

Gostou? Comente! Não gostou? Critique!

Post anterior Preparando-se para fazer snorkel ma maravilhosa Carlisle Bay, ao sul de Bridgetown, em Barbados

Mar do caribe e Oceano Atlântico

Post seguinte Half Moon Bay, uma miragem na costa sudeste de Antígua, no Caribe

As Praias do Paraíso

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet