0 A casa do Lago - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A casa do Lago - Blog do Rodrigo - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

Arquitetura Bichos cachoeira Caverna cidade Estrada história Lago Mergulho Montanha Parque Patagônia Praia trilha vulcão

paises

Alaska Anguila Antártida Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Falkland Galápagos Geórgia Do Sul Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Islândia Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Uruguai Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Rio De Janeiro Há 2 anos: Rio De Janeiro

A casa do Lago

Estados Unidos, Massachusetts, Cape Cod, Connecticut, Lakeville

Hora do mergulho na lago em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos

Hora do mergulho na lago em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos


Ainda no dia 20, depois de visitarmos Martha’s Vineyard, pegamos estrada novamente. Enquanto saíamos da península de Cape Cod, sexta-feira de tarde, deu para ter uma ideia dos famosos congestionamentos de verão, que tanta má fama tem por aqui. Cape Cod é uma espécie de “litoral norte” dos bacanas de Nova York e Massachusetts. O problema é que há um gargalo para entrar na península, uma única ponte ligando ela ao continente. Enquanto passávamos tranquilos de um lado, do outro eram vinte quilômetros de estradas paradas. Dessa vez, nosso timing foi perfeito: nosso fim de semana seria no interior e não na praia!


Nosso caminho entre Cape Cod e Lakeville

Estávamos a caminho de Connecticut. Da última vez que falei desse estado, eu o defini como “um grande subúrbio de Nova York”. Minha irmã, ex-moradora daqui, me deu uma dura por isso, pela injustiça cometida. Então, estava na hora de reparar o erro, hehehe! E a oportunidade ideal para isso apareceu há poucos dias, quando a Íris, minha cunhada e mãe da Bebel, falou com uns amigos que tem uma linda casa no estado, bem na beira de um lago. Eles prontamente nos convidaram para passar o fim de semana com eles, para a alegria da Bebel, que não só tinha ótimas lembranças da tal casa no lago, como é muito amiga das duas filhas do casal, com idades bem parecidas com a sua, a Matilde e a Lola.

Almoço com a Rise e a Quentin, na sua casa em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos

Almoço com a Rise e a Quentin, na sua casa em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos


A família só chegaria à casa no sábado pela manhã, então decidimos já dormir lá por perto na sexta de noite, para também chegarmos na casa logo na manhã de sábado e, assim, aproveitar ao máximo o final de semana. Seria uma longa viagem desde Cape Cod e quebrá-la em duas parecia uma boa ideia. Assim fizemos, atravessando todo o estado de Massachusetts, de leste a oeste, para dormirmos bem perto da fronteira de Connecticut e da cidade de Lakeville, onde está a casa.

A 'frota' de veículos aquáticos na Casa do Lago, em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos

A "frota" de veículos aquáticos na Casa do Lago, em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos


Bem Inocentes, imaginamos que iríamos encontrar um hotel bem baratinho. Afinal, quem estaria naquele lugar perdido no mundo? Santa ignorância! A região é concorridíssima nesta época do ano, lugar cheio de festivais de música e de dança. Coisa de alto nível, atraindo artistas super conceituados, assim como público exigente. O mais famoso desses festivais é o Tanglewood, quase vizinho do lugar onde paramos, imaginando ser os únicos turistas nas últimas décadas. Vivendo e aprendendo. Agora já sabemos do Festival de Jazz, da residência de verão da Orquestra Sinfônica de Boston, do festival de dança moderna, entre outros. Mais uma vez, descobrimos o quanto não sabemos de nada e, por fim, outra vez mais, vamos embora de um lugar morrendo de vontade de ficar. Programação não iria faltar. Fica aí a dica: Tanglewood no verão, para quem gosta de boa música e boa comida!

Assistindo a filmagem subaquática feita no lago (em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos)

Assistindo a filmagem subaquática feita no lago (em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos)


Bem, a gente acabou achando um hotel não tão barato assim e, ontem de manhã, deixamos os festivais para trás, sem mesmo conhecê-los, e seguirmos para o nosso “compromisso” com o lago. Me desculpe a cultura, mas um fim de semana de muito ócio e comida saldável nos esperava, num paraíso em frente a um lago, na companhia de uma incrível família que nos recebeu de braços abertos.

O Quentin leva as meninas para passear no novo veleiro da família, em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos

O Quentin leva as meninas para passear no novo veleiro da família, em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos


Quando chegamos à casa do Quentin e da Rise, eles já nos esperavam, em companhia da Lola e da Matilde. O irmão mais velho, o Theo, chegaria apenas no final do dia. O sol estava radiante e assim permaneceu por todo o fim de semana. A propriedade é ainda mais bonita do que a Babel havia nos descrito, uma casa de arquitetura simples e inteligente em frente a um grande jardim e, logo adiante, um lago tranquilo com temperatura ideal para um bom mergulho.

A Bebel e a Matilde se divertem no lago em frente à casa, em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos

A Bebel e a Matilde se divertem no lago em frente à casa, em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos


Nesses dois incríveis dias na “Casa do Lago” a Bebel esteve todo o tempo com suas amigas Matilde e Lola, ora nadando no lago, ora navegando pela internet. Enquanto isso, eu e a Ana tínhamos uma gostosa convivência com a Rise e o Quentin. Gostoso e saldável também era a comida, pão, queijos e vinho da melhor qualidade e um saboroso churrasco preparado pelo Quentin. Melhor ainda, tudo isso era servido a beira do lago, em meio ao jardim. Difícil imaginar ambiente mais agradável...

Café da manhã com a Matilde a a Lola, na deliciosa 'Casa do Lago', em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos

Café da manhã com a Matilde a a Lola, na deliciosa "Casa do Lago", em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos


Aproveitando a vida mansa no fim de semana na 'Casa do Lago', em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos

Aproveitando a vida mansa no fim de semana na "Casa do Lago", em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos


Por duas vezes, atravessamos o lago nadando, uma distância de pouco mais de 1,5 quilômetros. A Rise nos levava de carro para o lado de lá e voltávamos nadando. Na primeira vez, Bebel e Matilde vieram conosco, valentes que são. No caminho, além de aproveitar a belíssima paisagem ao nosso redor, ainda brincava de mergulhar no lago, tentando chegar ao fundo. O problema maior não era a profundidade, mas a temperatura da água. Enquanto na parte de cima, tínhamos confortáveis 26 graus, 10 metros abaixo chegava à congelantes 15 graus. Eu voltava “correndo” para o calor agradável da superfície!

A Bebel e a Matilde se divertem no lago em frente à casa, em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos

A Bebel e a Matilde se divertem no lago em frente à casa, em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos


Outra diversão era navegar ou remar no lago. A família tinha acabado de comprar um novo veleiro e o Quentin deu várias voltas com as meninas. Eu preferia ficar ali no píer, observando de longe, apenas curtindo a brisa que batia, o calor do sol e a paisagem à frente, tomando chá e conversando com a Rise.

refrescando-se no lago em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos

refrescando-se no lago em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos


Enfim, foi um maravilhoso fim de semana em Connecticut, muito mais que um mísero subúrbio de Nova York. Ao contrário, tem paisagens belíssimas, principalmente nessa época do ano quando os lagos ficam todos “nadáveis”. No inverno, congelam-se todos e aí, ao invés de nadar, a diversão é patinar! Para nós, que só estivemos aqui no verão, é difícil imaginar tudo branquinho. Um outro mundo e outra razão para, um dia, voltarmos à Connecticut. Rise e Quentin, muito obrigado pelo convite e pelo inesquecível final de semana que nos proporcionaram!

Tomando sol na pequena plataforma flutuante no lago em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos

Tomando sol na pequena plataforma flutuante no lago em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos

Estados Unidos, Massachusetts, Cape Cod, Connecticut, Lakeville, Lago, Tanglewood

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior Cottages centenários de antigo acampamento metodista em Marta´s Vineyard, ao sul de Cape Cod, litoral de Massachusetts, nos Estados Unidos

Martha's Vineyard

Post seguinte Philadelphia, em Pennsylvania, nos Estados Unidos

Phinalmente, Philadelphia...

Blog da Ana O Quentin leva as meninas para passear no novo veleiro da família, em Lakeville, estado de Connecticut, nos Estados Unidos

The Lake House

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet