0 Ver o peso - Blog da Ana - 1000 dias

Ver o peso - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Ver o peso

Brasil, Pará, Belém

Venda de peixe no Mercado Ver-o-Peso, em Belém - PA

Venda de peixe no Mercado Ver-o-Peso, em Belém - PA


Belém foi fundada em 1616, porta de entrada para os Portugueses na Amazônia. Cresceu com base no trabalho escravo, exportando matérias primas para a Europa, como o cacau, peles de animais e outras riquezas amazônicas. Passou por altos e baixos econômicos, quando passou a ser uma das maiores exportadoras de látex, na época áurea do Ciclo da Borracha. Foi nesta época que foram estruturados os portos da capital paraense, que permanecem até hoje escoando produtos como estanho, soja, peixe, camarão, castanhas, entre outros.

Região do Mercado Ver-o-Peso, em Belém - PA

Região do Mercado Ver-o-Peso, em Belém - PA


Hoje fomos conferir um dos lugares mais antigos de Belém, o mercado municipal, também conhecido como Ver o Peso. Este nome surgiu pois era ali que os portugueses conferiam o peso dos produtos vendidos para calcular os impostos cobrados pela Coroa.

Região do Mercado Ver-o-Peso, em Belém - PA

Região do Mercado Ver-o-Peso, em Belém - PA


Ontem a noite retornamos ao hotel e continuamos trabalhando até tarde, aproveitando bem a internet rápida para zerar as pendências. Fui dormir às 3 da manhã e hoje as 6h30 já estávamos em pé para “Ver o peso” no melhor horário do dia. Logo cedo, quando os feirantes estão com as suas barracas recém montadas com produtos fresquinhos e o movimento está começando a esquentar.

Venda de camarão no Mercado Ver-o-Peso, em Belém - PA

Venda de camarão no Mercado Ver-o-Peso, em Belém - PA


O mercado é todo organizado, dividido por tipo de produtos. Em um prédio fica o mercado de peixes, de todos os tamanhos e espécies imagináveis. Filhote, raia, tainha, dourado, pargo e até uns pequenos tubarões. Logo ao lado encontramos as verduras, legumes e temperos.

Banca de temperos no Mercado Ver-o-Peso, em Belém - PA

Banca de temperos no Mercado Ver-o-Peso, em Belém - PA


Mais adiante grãos como a farinha de mandioca e milho, feijão, arroz, e as frutas. Ali também há uma sessão inteira de Castanha do Pará, onde os descascadores demonstram sua prática em retirar aquela casca dura, deixando só a semente. Um copinho de 200ml da castanha custa 5 reais.

A famosa Castanha-do-Pará, no Mercado Ver-o-Peso, em Belém - PA

A famosa Castanha-do-Pará, no Mercado Ver-o-Peso, em Belém - PA


O mercado tinha um furdúncio ainda maior acontecendo hoje, pois uma equipe da Record estava lá filmando cenas para os primeiros capítulos da próxima novela que irá estrear na emissora. Todos queriam aparecer, tirar fotos com a atriz (não me pergunte quem era) e xeretar o trabalho dos técnicos.

Patos e galinhas dividem a mesma gaiola no Mercado Ver-o-Peso, em Belém - PA

Patos e galinhas dividem a mesma gaiola no Mercado Ver-o-Peso, em Belém - PA


É impressionante a mistura de sabores, cores, texturas e também o lado ruim que sempre acompanha este universo, o lixo, sujeira e os maus odores das gaiolas animais. Eu me perderia por horas ali, mas ainda tínhamos coisas a serem resolvidas, prazo para entregar a Fiona no porto e o tempo era escasso.

A Praça da República e o Teatro da Paz, em Belém - PA

A Praça da República e o Teatro da Paz, em Belém - PA


Enquanto o Rodrigo ficou no hotel desembaraçando a situação da Fiona, eu passei a manhã toda batendo perna no centro atrás do que precisávamos. Lavamos roupas na lavanderia a quilo perto do cemitério, imprimimos as fotos e coloquei no correio para os nossos amigos da Ilha de Lençóis, etc, etc. Almoçamos em um grill delicioso, daqueles com bastante salada e carne grelhada e fomos explorar um pouquinho a principal praça da cidade, a Praça da República.

Estação das Docas, em Belém - PA

Estação das Docas, em Belém - PA


A praça é rodeada de edifícios antigos e monumentos pomposos que lhe dão um ar um tanto quanto europeu. Lá fica também o Teatro da Paz, famoso teatro municipal de Belém, que parecia fechado para visitação.

Teatro da Paz, em Belém - PA

Teatro da Paz, em Belém - PA


Durante a tarde o Rodrigo foi ao porto e ao barbeiro enquanto eu arrisquei um corte de cabelo em um salão do centro. Não levei muita sorte, o rapaz era empenhado, mas pouco experiente. Foi um exercício de desprendimento e paciência, mas acho que passei no teste. Depois dessa correria resolvemos ir conhecer um restaurante bem indicado em nosso guia, o Xícara da Silva. Ambiente bem aconchegante na na Av. da Doca e cardápio atrativo da cozinha “italiana contemporânea paraense”. Vale a visita, mesmo que estiver dormindo sentada.

Brasil, Pará, Belém, Ver o Peso, Tags: América, mercado municipal, Praça da República

Veja todas as fotos do dia!

Diz aí se você gostou, diz!

Post anterior Noite, na Estação das Docas, em Belém - PA

Fomos rumo à Belém

Post seguinte Paisagem de muita mata, água e ilhas no ferry entre Belém e Marajó - PA

Ilha de Marajó

Blog do Rodrigo A Praça da República e o Teatro da Paz, em Belém - PA

Passeando e Planejando

Comentários (3)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 06/06/2014 | 18:13 por lia

    ana boa tarde,mulher pelo amor de Deus me arranje o telefone desse pessoal que vende camarao ai na feira do mercado ver o peso por favor,moro em Rondonia,entende ne?obrigado lia

    Resposta:
    Entendo muito Lia, mas infelizmente não tenho o numero deles aqui, estou em Curitiba agora. Mas tem alguns sites e blogs de Belém que talvez possam de ajudar, veja aí no google que você acha. Boa sorte! Desculpe não poder ajudar melhor. Bjs!

  • 18/02/2014 | 17:32 por liodete pereira alves

    ola Ana,gostaria de saber se tem como voce me passar alguns contatos,do mercado ver o peso,pois preciso comprar camarao e azeite de dende,moro em rondonia,tudo que vem pra ca custa caro.faço acaraje,aqui,pra piorar,moro no interior,em jiparana.fico feliz,se me passar um contato serio.obrigado

    Resposta:
    Oi Liodete! Infelizmente não tenho contato do Ver o Peso, mas boa sorte aí na sua procura. Bjs!

  • 28/02/2011 | 08:33 por Tatiana Queiroz

    Oi, Ana. O Mercado parece ser um lugar fantástico que merece ser explorado com bastante paciência. Quanto ao cabelo, esses exercícios de desprendimento fazem bem de vez em quando. Bjs

    Resposta:
    É verdade, tenho que desprender mesmo, já que fora do Brasil pode ser ainda mais difícil! rsrsrs! No mercado tem que ir com aquele espírito exploratório e olhos preparados, vale a pena! Bjs =)

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet