0 Um Domingo em Toronto - Blog da Ana - 1000 dias

Um Domingo em Toronto - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Um Domingo em Toronto

Canadá, Toronto

Visita ao charmoso Distillery District, em Toronto, no Canadá

Visita ao charmoso Distillery District, em Toronto, no Canadá


A quinta maior cidade da América do Norte, Toronto possui uma população de 5,5 milhões de habitantes. A sua grandeza não está apenas na população, mas na diversidade cultural sendo considerada uma das capitais mais multiculturais do mundo. O Canadá tem a maior taxa de imigração per capta do mundo e apenas Toronto recebeu mais de um milhão de imigrantes italianos, chilenos, portugueses, gregos, chineses, indianos e sul- asiáticos depois da Segunda Guerra Mundial. Hoje vemos nas ruas a segunda e até terceira geração destes imigrantes, canadenses de todas as feições, culturas e religiões vivendo pacificamente. É curioso por que aqui o sentimento é que essas pessoas adotaram o Canadá, realmente pertencem ao lugar. A sensação é diferente em Nova Iorque, por exemplo, onde vemos a mesma diversidade e pluralidade misturadas, alguns por mais de 30, 40 anos, mas sem pertencerem.

CN Tower, marca registrada de Toronto, no Canadá

CN Tower, marca registrada de Toronto, no Canadá


O bonito estádio do Blue Jays, time de beisebol de Toronto, no Canadá

O bonito estádio do Blue Jays, time de beisebol de Toronto, no Canadá


A pequena Cidade de York foi fundada em 1793 como capital da colônia britânica de Upper Canada. A mais inglesa das cidades do leste canadense, chegou a ser invadida pelos americanos na Guerra de 1812, foi renomeada Toronto em 1834 e devastada por um grande incêndio em 1904. Este imenso “ponto de encontro”, significado do nome Toronto do aborígene Seneca, nunca foi levado tão a sério. Hoje Toronto recebe dezenas de milhares de imigrantes anualmente e em torno de 49% dos seus habitantes nasceram fora do Canadá.

Vista do alto da CN Tower, em Toronto, no Canadá

Vista do alto da CN Tower, em Toronto, no Canadá


Não tem melhor lugar para ter uma primeira visão da cidade que a gigantesca CN Tower. Construída inicialmente como uma estrutura para antenas de rádio e televisão com 553m de altura a CN Tower é a mais alta torre e está entre as mais altas construções do mundo. Hoje o seu observation deck recebe mais de 2 milhões de visitantes por ano e a vista 360° de toda a cidade de Toronto, Lago Ontário e arredores é imperdível. Nós esperamos uma hora na fila com o ticket mais básico de 24 dólares, quem estiver disposto a pagar 10 dólares a mais fura a fila e chega lá em apenas 15 minutos.

Admirando a vista do alto da CN Tower, em Toronto, no Canadá

Admirando a vista do alto da CN Tower, em Toronto, no Canadá


Sobre uma placa de vidro, a 350 metros de altura, 'flutuando' sobre Toronto, no Canadá, na CN Tower

Sobre uma placa de vidro, a 350 metros de altura, "flutuando" sobre Toronto, no Canadá, na CN Tower


Descemos da torre impressionados com a quantidade de gente com a camisa do Blue Jays, time de baseball com o estádio ao lado da CN Tower, domingão é dia de jogo! Enquanto homens, mulheres e crianças chegavam para lotar o estádio, todos devidamente uniformizados, nós caminhamos contra a corrente cruzamos o Financial District em direção ao St. Lawrence Market. No caminho encontramos o Hockey Hall of Fame, esporte nacional que aqui reconhece seus heróis da longa temporada de inverno.

Escultura em frente ao Hall of Fame dedicado ao esporte nacional, o Hockey sobre gelo, em Toronto, no Canadá

Escultura em frente ao Hall of Fame dedicado ao esporte nacional, o Hockey sobre gelo, em Toronto, no Canadá


Arquitetura diversificada bos prédios de Toronto, no Canadá

Arquitetura diversificada bos prédios de Toronto, no Canadá


O St Lawrence Market é o mercadão da cidade de Toronto, com restaurantes, bares, açougues e lojas de produtos finos. No domingo o mercado está fechado, deixa apenas as portas abertas para os turistas poderem ter um gostinho de como ele é por dentro. Porém, do lado de fora é que está a diversão, uma deliciosa feirinha de antiguidades, quinquilharias e badulaques de todas as épocas e cantos do mundo! A feirinha está no prédio em frente ao St Lawrence e nos dias de verão se espalha pelas calçadas com um clima mesclado de Feirinha Hippie com Praça Espanha de Curitiba.

O charmoso prédio do Mercado, em Toronto, no Canadá

O charmoso prédio do Mercado, em Toronto, no Canadá


Folheando LPs antigos em feira de quinquilharias em Toronto, no Canadá

Folheando LPs antigos em feira de quinquilharias em Toronto, no Canadá


Feira de antiguidades em Toronto, no Canadá

Feira de antiguidades em Toronto, no Canadá


Seguimos por mais algumas quadras e logo chegamos ao Distillery District. Esta área de antigas fábricas e destilarias abandonadas foi revitalizada e se tornou o hot spot para amostras e galerias de arte, bons restaurantes, bares e bistrôs. As ruas estreitas entre os tons terracota das paredes dos antigos galpões são o cenário para uma exposição de fotos incríveis do nosso Planeta Terra.

Exposição de fotos tiradas do espaço por Guy Laliberte, fundador do Cirque do Soleil, em rua de Toronto, no Canadá

Exposição de fotos tiradas do espaço por Guy Laliberte, fundador do Cirque do Soleil, em rua de Toronto, no Canadá


Praça principal do Distillery District, em Toronto, no Canadá

Praça principal do Distillery District, em Toronto, no Canadá


O tema é a água e o fotógrafo é o Guy Laliberté, fundador do Cirque du Soleil e o sétimo turista espacial do mundo a visitar a Estação Espacial Internacional, por uma bagatela de 35 milhões de dólares. Pois é, mas o cara não foi só a passeio. Lá do espaço, além de dirigir um espetáculo concomitante em 14 cidades nos 5 continentes chamado “Da Terra às estrelas pela Água”, ele registrou os principais rios, desertos e as mais incríveis massas de água do mundo. Essas imagens e exposições fazem parte de um projeto filantrópico ainda maior, chamado One Drop, com o objetivo de chamar a atenção aos problemas mundiais relacionados à água, ou à falta dela.

Arte nas ruas de Toronto, no Canadá

Arte nas ruas de Toronto, no Canadá


Embasbacados com as fotos, nos mordendo de inveja da viagem espacial e das imagens do nosso planetinha azul, nós resolvemos fazer uma parada prolongada para almoço na Mills Street Brewery, uma cervejaria artesanal deliciosa e super indicada pelo casal Dani e Alê.

Degustando cervejas  em restaurante do Distillery District, em Toronto, no Canadá

Degustando cervejas em restaurante do Distillery District, em Toronto, no Canadá


A parada prolongada tinha uma razão, hoje a minha irmã Juliane dançou na Cerimônia de Encerramento das Olimpíadas de Londres! O show com o melhor da música britânica celebrou este momento de união dos cinco continentes em torno do esporte, foi maravilhoso. Me diverti com George Michel, Beady Eye, a volta das Spice Girls e até uma aparição emocionante do Fred Mercury. Só faltou colocá-lo no telão cantando “We are the Champions!”, é chavão, mas aí eu chorava. Eu não desgrudei os olhos do show de abertura procurando pela Juliane, mas a TV Canadense cortou bem na hora! Sorte que internet existe e a coruja aqui pôde ver fotos da irmã arrasando no estádio olímpico para milhares de pessoas. Linda!

Falando com o papai, via Skype e Ipad, em restaurante no Distillery District, em Toronto, no Canadá

Falando com o papai, via Skype e Ipad, em restaurante no Distillery District, em Toronto, no Canadá


Na caminhada de volta passamos pelo City Hall, todo o Theater District e até uma voltinha de Fiona nos arredores da Universidade de Toronto. Foi uma boa amostra da metrópole para apenas um dia de explorações. Os museus e outras vizinhanças terão que ficar para a próxima.

O solene prédio da antiga sede da prefeitura, em Toronto, no Canadá

O solene prédio da antiga sede da prefeitura, em Toronto, no Canadá

Canadá, Toronto, CN Tower, Capital, Distillery District, St Lawrence Market

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior Despedida do Alê, Dani e Lucas, na casa deles em Markham, subúrbio de Toronto, no Canadá

Amigos!

Post seguinte As impressionantes cataratas de Niagara, em Niagara Falls, na fronteira do Canadá e Estados Unidos

Niagara Falls

Blog do Rodrigo A bela e singular skyline de Toronto, no Canadá

Toronto

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 10/04/2013 | 18:26 por Rota Terrestre

    Imagino que no minimo pensou em comprar aquele LP (capa preta com um plisma) na feira
    do pink floyd, meu álbum preferido

    abraço

    Resposta:
    Com certeza, um clássico! Não só pensei como até calculei que quero herdar o LP player da minha mãe! kkk! Não levei pq mais tantos dias de estrada dentro da Fiona iria quebrar... enfim, pelo menos tenho o cd! Bjs!

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet