0 Travessia Serra do Caparaó - Blog da Ana - 1000 dias

Travessia Serra do Caparaó - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Travessia Serra do Caparaó

Brasil, Minas Gerais, Alto Caparaó, Espírito Santo, Pedra Menina

Pico do Cristal ao fundo, na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

Pico do Cristal ao fundo, na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES


Pico da Bandeira, com 2895m é o terceiro maior do Brasil e já foi considerado o ponto mais alto do país no período do Império. Seu nome surgiu quando D. Pedro II ordenou a colocação de uma bandeira no seu cume. No começo da década de 70 o Pico da Bandeira perdeu o seu posto de maior montanha brasileira para o Pico da Neblina e o 31 de Março, primeiro e segundo lugares consecutivos. Ele estava na minha lista há muito tempo e hoje finalmente consegui realizar mais este sonho.

Cartaz na portaria Capixaba do Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

Cartaz na portaria Capixaba do Parque Nacional do Caparaó - MG/ES


Seis e meia da manhã e já estávamos em pé nos preparando para a subida ao Pico da Bandeira. Como o Rodrigo já havia subido mais duas vezes, eu estava tranqüila, mas ele também não conhecia a trilha pela portaria capixaba. O Parque Nacional Serra do Caparaó fica exatamente na divisa entre o estado de Minas Gerais e o Espírito Santo. A portaria da cidade mineira é a mais antiga e por isso também a mais utilizada. A caminhada por começa na Tronqueira, de onde se segue em torno de 4,5km até o Terreirão, ponto de acampamento com uma bela infra-estrutura. Nosso plano inicial era fazer esta caminhada, dormindo no primeiro dia no Terreirão e no segundo dia de madrugada caminharíamos os outros 4,5km até o pico para ver o sol nascer e retornaríamos para a Tronqueira. Eu já estava preparada para isso, inclusive imaginando uma subida pesada, afinal estamos falando da terceira maior montanha do Brasil.

Placa indicativa na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

Placa indicativa na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES


Ontem, a caminho da cidade de Alto Caparaó para realizar este plano passamos pela cidade de Pedra Menina, onde vimos a placa de portaria do parque. Eu estava curiosa, pois havia visto no mapa que havia esta portaria por ali, resolvemos verificar e descobrimos que ali era a portaria onde começava a tão conhecida subida ao Pico da Bandeira pelo lado capixaba. Assuntamos com Wellington e Ricardo e acabamos definindo por encarar a subida mais íngreme, mas com promessa de uma vista mais bonita. Subindo por este lado economizaríamos muito tempo e vimos que conseguiríamos fazer a travessia da Serra do Caparaó através do Pico da Bandeira! Querem algo melhor? Assim conseguimos conhecer os dois lados em apenas um dia, perfeito. Acertamos com o Ricardo para ele ir até Alto Caparaó nos buscar com a Fiona enquanto fazíamos a travessia a pé.

Com o Wellington e o Ricardo na portaria Capixaba do Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

Com o Wellington e o Ricardo na portaria Capixaba do Parque Nacional do Caparaó - MG/ES


Chegamos na portaria as 8h e subimos de carro até a Macieira, onde encontramos duas cachoeiras, a Sete Pilões que fica há apenas 150m por uma trilha. Enquanto eu resolvia os últimos detalhes o Rodrigo foi praticar seu hobbie predileto, correr na trilha da Cachoeira do Aurélio e retornar. Eu não fui, pois não queríamos demorar para iniciar a subida.

Cachoeira dos Sete Pilões, na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

Cachoeira dos Sete Pilões, na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES


Subimos mais um pouco de carro e chegamos à Cachoeira da Farofa, onde o Rodrigo já aquecido pela corrida tomou um banho gelado para “relaxar”.

Cachoeira da Farofa, na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

Cachoeira da Farofa, na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES


Dali seguimos pela estrada e ainda paramos no mirante, onde conseguimos pela primeira vez avistar a trilha por onde subimos, o Pico do Cristal, o Pico do Calçado e as Duas irmãs, pedras idênticas que referenciam a trilha. Perdemos um pouco de altitude seguindo a estrada em direção à Casa Queimada, onde começamos a caminhada. Eram 11h quando começamos a subir, eu estava um pouco preocupada, pois muito falaram da inclinação da trilha. A Casa Queimada fica a 2180m, eu confesso que a temporada de praia no nível do mar deixou meu organismo menos acostumado com a altitude, mas devagarinho fomos subindo e vencendo cada trecho da trilha.

Fiona na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

Fiona na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES


Sempre achei que o Pico da Bandeira seria mais exigente, que seria uma trilha difícil, longa e cansativa. Mas mesmo com uma subida mais íngreme fiquei surpresa positivamente, que trilha gostosa! Depois das Duas Irmãs, subimos o Pico do Calçado e seguimos pela crista até o Pico da Bandeira.

Enfrentando o forte vento na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

Enfrentando o forte vento na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES


No cume do Pico do Calçado, na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

No cume do Pico do Calçado, na trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES


Vistas lindas o tempo todo, tanto do lado mineiro, quanto do lado capixaba. O tempo amanheceu chuvoso, mas quando começamos a andar ele começou a abrir e tivemos céu azul, nuvens passageiras e muito vento praticamente o tempo todo. Foi um belo presente de São Pedro para esta conquista. Fomos tranquilos, no meu ritmo, chegamos ao cume em apenas 2h de caminhada, enquanto a portaria informa que normalmente levaria de 3 a 4h para o mesmo trecho.

Trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

Trilha capixaba de acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES


Já do Pico do Calçado, também entre as 10 maiores do Brasil, conseguimos avistar completamente o paredão imenso de rocha do Pico da Bandeira, lindo e imponente, uma das montanhas mais bonitas que já vi, ainda mais com o tempo nos ajudando. Ventava absurdamente lá em cima, quase virei um balão quando vesti a minha jaqueta. Lá encontramos um cruzeiro, uma torre e um mini-Cristo Redentor, mas confesso que eu preferia encontrar apenas o velho e bom livro de pico em uma caixinha parafusada à pedra.

Avistando o Pico da Bandeira, na trilha capixaba de acesso ao pico, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

Avistando o Pico da Bandeira, na trilha capixaba de acesso ao pico, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES


Depois de um lanche e muitas fotos, iniciamos a descida pela trilha mineira, seguindo em direção ao Terreirão. Até a Tronqueira são pouco mais de 9km em uma trilha menos íngreme (meus joelhos agradecem), com muitas pedras soltas e com uma vista também muito bacana do outro lado da serra. Chegando ao Terreirão, lugar onde o Rodrigo tem boas lembranças de seus acampamentos passados, quem encontramos? O Ricardo! Já estava lá! Além de dirigir a Fiona nos 44km de terra entre Pedra Menina e Alto Caparaó ele já havia andado 4,5km acima par anos encontrar, foi uma ótima surpresa primo! Continuamos a caminhada com sua ótima companhia, histórias e contos sobre a região, o parque e a vida. Saímos do pico em torno das 13h40 e chegamos à Tronqueira as 16h30, mesmo sendo descida estes 9km são custosos, parece que não vão chegar nunca!

A famosa Casa de Pedra, no Terreirão, na trilha mineira de acesso ao Pico da Bandeira, no PN do Caparaó - MG/ES

A famosa Casa de Pedra, no Terreirão, na trilha mineira de acesso ao Pico da Bandeira, no PN do Caparaó - MG/ES


Uma pausa para água, entramos na Fiona e quando estamos começando a descer vimos um senhor bem velhinho explorando a área e em seguida dois homens curiosos que nos pararam para perguntar sobre a viagem. Começamos a contar nossa história para Cícero e Ademar, que também eram bons de papo, assim não paramos mais de falar! Logo o Cícero chamou o seu pai, o senhor que tínhamos visto subindo.

Pico do Cristal e Pico do Calçado vistos do cume do Pico da Bandeira, PN do Caparaó - MG/ES

Pico do Cristal e Pico do Calçado vistos do cume do Pico da Bandeira, PN do Caparaó - MG/ES


O Prof. Jaber Werner veio lá de cima, venceu obstáculos e desceu as escadas em trote até nos alcançar. 94 anos! O Prof. Já subiu a trilha do Pico da Bandeira 41 vezes, sendo que 39 chegou ao pico e duas foi ao Pico Cristal, montanha vizinha mais distante desta entrada e um pouco mais baixa. A primeira vez que o Prof. Jaber subiu o pico ele tinha 14 anos, estava com seu pai, mais 3 homens e uma mula que ajudou a carregar lá da cidade até o Terreirão toda a comida, roupa, água, barraca, cobertor, etc. Lembrando que da cidade até a Tronqueira devem ser mais uns 9km, haja perna! O Professor contou que quando subiu a primeira vez ainda não havia nada no cume e que em 1930 foi que um padre da cidade mandou colocar uma bandeira e um livro protegido em uma caixa de pedra, para que assinassem todos que lá chegassem.

No cume do Pico da Bandeira, PN do Caparaó - MG/ES

No cume do Pico da Bandeira, PN do Caparaó - MG/ES


Mais tarde foi colocado o Cruzeiro, quando rezaram uma missa no alto da montanha em homenagem a um fazendeiro conhecido da região. A última vez que o Prof. Jaber chegou ao cume foi em 1994, quando tinha 77 anos. A julgar pela sua disposição, saúde física e mental ele poderia subir o pico ainda hoje, mas resolveu ser mais cuidadoso desde que foi operado de um aneurisma na aorta no mesmo ano. Que exemplo! Sem dúvida depois de conhecermos um homem como este nosso grau de exigência em relação à nossa saúde e expectativa de vida aumentam!

Com os novos amigos, Cícero, Ademar e o nonagenário Jaber Werner (esbanjando saúde), na Tronqueira, na trilha mineira de acesso ao Pico da Bandeira, no PN do Caparaó - MG/ES

Com os novos amigos, Cícero, Ademar e o nonagenário Jaber Werner (esbanjando saúde), na Tronqueira, na trilha mineira de acesso ao Pico da Bandeira, no PN do Caparaó - MG/ES


Nos despedimos desta turma especial e ainda decidimos correr para conhecer a Cachoeira Bonita e o Vale Verde, estrada abaixo. Ambas tinham pouca água, mas na segunda pudemos nos refrescar e garantir um bom banho, já que pegamos estrada até Ipanema, MG. Foram 40 km de Caparaó até o Paraíso, distrito de Pedra Menina onde nos despedimos do Ricardo, nosso primo, guia e novo amigo.

Chegando à Tronqueira, na trilha mineira de acesso ao Pico da Bandeira, no PN do Caparaó - MG/ES

Chegando à Tronqueira, na trilha mineira de acesso ao Pico da Bandeira, no PN do Caparaó - MG/ES


De lá retornamos pelo mesmo caminho e seguimos mais 150km até Ipanema, onde vamos conhecer a RPPN Feliciano Abdala. A chegada aqui em Ipanema também não foi nada fácil, além de longos 200km a noite, super cansados, ainda chegamos e não encontramos um hotel com vaga na cidade! Quem diria que aqui longe de tudo teríamos este problema? Pois bem, cidade em pleno desenvolvimento e expansão, não havia quarto. Quando eu estava quase me acostumando com a idéia de dormir na Fiona, achamos o Hotel do Teixeira, que é quase como uma pensão dentro da casa do próprio Célio Teixeira. Pelo menos tivemos um chuveiro quente e uma cama para esticar o corpo depois de um dia como este.

1000dias no cume do Pico da Bandeira, PN do Caparaó - MG/ES

1000dias no cume do Pico da Bandeira, PN do Caparaó - MG/ES

Brasil, Minas Gerais, Alto Caparaó, Espírito Santo, Pedra Menina, Montanha, Pedra Bonita, Pico da Bandeira, Parque Nacional Serra do Caparaó, travessia

Veja todas as fotos do dia!

A nossa viagem fica melhor ainda se você participar. Comente!

Post anterior Tecnotruta, em Ibitirama - ES

Trutas e Fumaça

Post seguinte Visão próxima dos Muriquis, maior primata das Américas, na RPPN Feliciano Abdalla, Reserva dos Muriquis, em Ipanema, próximo a Caratinga - MG

Preserve o Muriqui

Blog do Rodrigo Reverenciando o Pico da Bandeira, na trilha capixaba de acesso ao pico, no Parque Nacional do Caparaó - MG/ES

Cruzando a Serra do Caparaó

Comentários (11)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 20/06/2014 | 17:09 por Tony Thomaz

    Olá Ana. Adorei o relato da Travessia Serra Caparaó e ficaram lindas suas fotos. Saiba que fiquei ainda mais motivado de fazer essa expedição, pois sou do litoral norte de SP, e estarei indo pra lá em julho rever um antigo amigo que trabalha no parque, subir o pico e fazer a travessia. Abraços.

    Resposta:
    Demais Tony, essa travessia é linda e vale super a pena, ainda quero voltar para acampar lá, subir os picos laterais e aproveitar mais o parque. Aproveite muito! Bjs!

  • 25/12/2013 | 16:21 por ALEXANDRE POLAR

    Belas fotos. Acompanho suas viagens pela Internet e já recebi dicas suas sobre o Pico do Itambé/MG.Tenho um grupo que se chama TREPATORS ADVENTURE.Poderia nos indicar um guia para a subida pelo lado capixaba? Quanto cobram em média? Abraços.

    Resposta:
    Oi Alexandre! Nós fizemos essa travessia sem guia, mas se você ligar lá na portaria do parque eles poderão lhe indicar um bom guia, com certeza. O próprio Ricardo (guarda-parque das antigas) pode guiar nos dias de folga.
    ps: desculpe a demora na resposta.
    Abraços!
    Ana

  • 26/02/2013 | 12:43 por luiz claudio verissimo de sa

    boa tarde, a minha mae ficou muito feliz em ver estas fotos, ela participou da primeira missa no alto do pico em homenagem ao aniversario de um fazendeiro que mandou colocar este cruzeiro, ela fala que a missa nao terminou, começou a chover e a gelar muito, todos desceram a serra correndo, muitos perderam no caminho, hoje ela esta enferma e tem muita saudade daquele dia e o sonho dela é voltar no local, e em manhumirim, onde foi criada em um colegio de freira, o nome dela é CARMELITA DE SOUZA,segundo ela , ela conheceu a madre beatriz, a irma flavia, irma maria gema e irma salomé, peço se alguem a conheceu na época pode ligar para ela 31-37622869 na cidade de conselheiro lafaiete, hoje minha mae está 72 anos. abraços

    Resposta:
    Olá Luiz Cláudio, esse pessoal que conhecemos lá na entrada da serra nos contou sobre essa missa, se duvidar o Prof Jaber Werner, o mais velho deles esteve lá! Sorte na sua busca e muita saúde para a sua mama. Abraços! Ana

  • 02/09/2012 | 18:25 por LELEY

    PRIMEIRAMENTE GLORIFICO A DEUS PELA OBRA CRIADA,PENSA EM UMA PESSOA ALIENADA AO MONTANHISMO,CONHEÇO BOA PARTE DO BANDEIRA,TUDO E QUASE IMPOSSIVEL,ESSA REGIAO E FANTASTICA,POVO HOSPITALEIRO ,ACOLHEDOR E ORDEIRO,COM CERTEZA VALE A PENA O SACRIFICIO, RESISTIR O FRIO,E DESFRUTAR ESSA SUPER AVENTURA,PARABENS PELA CONQUISTA,OBRIGADO PELA VISITA .PU4WFB CARATINGA MG.

    Resposta:
    Imagina Leley! Sempre há tempo de descobrir novas paixões e aventuras, montanhismo é uma delas, vida saudável e perto da natureza, tudo de bom! O Caparaó é lindo demais, ainda voltaremos!

  • 29/08/2012 | 17:34 por Sergio Goes

    Muito, mas muito boa sua matéria sobre a travessia. Excelentes fotos!! Parabéns!!!!
    Eu precisaria de um favor, eu estou para fazer a travessia e precisaria do contato da pessoa que leva o carro para efetuar o resgate em Caparaó, ou como achá-lo na Pedra Menina.

    Obrigado e parabéns pelo blog!!

    Resposta:
    Oi Sergio!
    Quem levou o nosso carro foi o Ricardo, que estava na portaria do parque lá do lado do Espírito Santo, acabamos ficando sem o telefone dele... Talvez o jeito mais fácil de conseguir falar com ele seja ligando para o telefone do próprio parque que vc deve achar na internet. Ele foi ótimo e super de confiança. Senão conseguir, o pessoal das pousadas de lá podem te indicar alguém.
    Boa sorte e boa caminhada!
    Bjs
    Ana

  • 11/07/2012 | 14:57 por dilei

    Cara que coisa maluca, mas de tão maluca dá vontade de fazer igual e ver este mundão de meu DEUS bem de perto
    Parabens

    Resposta:
    Dilei, não fica só na vontade não! Viajar é a melhor coisa do mundo! Bjs e boas viagens!

  • 25/03/2012 | 01:08 por elecir leal lima

    nasci em caparaó novo e adoro o alto caparaó pois o
    clima é maravilhoso e a paisagem é linda, parece até
    europa. estive aí há tres anos depois de mais de cin
    co décadas longe e revivi boas lembranças de minha in
    fancia ingenua e descuidada, tomando banhos de rio e
    sonhando com aventuras na selva na única mata que existia mas que foi dizimada pela ignorância dos ho
    mens.

    Resposta:
    Caparaó é lindo demais, adoramos a região, o povo, gente querida, receptiva e amistosa. Espero que o blog te ajude um pouquinho a matar as saudades! Bjs =)

  • 01/06/2011 | 08:31 por Cálio Ricardo Machado

    Parabéns pelas fotos e lugares lindos sou daqui de Espera Feliz MG a cidade do Pico do Cristal e da Cachoeira do Chiador quero convidar para fazer a travesia ao contrario e de uma forma diferente escalando o pico do cristal pelas quedas de água que se forma.

    Resposta:
    Olá Cálio! Eu queria muito ter feito o Cristal, mas nao tivemos tempo suficiente, infelizmente. Com certez voltaremos aí após os 1000dias, demora um pouco, mas qdo formos tentaremos entrar em contato contigo! Obrigada! Bjs

  • 20/04/2011 | 11:53 por wilson pacheco

    OLá Ana!
    Encontrei sua página na net.
    Vi que voçê já foi pro Pico da Bandeira e gostaria de umas informações!
    Sou da cidade de Petrópolis- Rio de Janeiro e por aqui o point é a travessia Petrópolis- Teresópolis.
    Gostaria de saber como é a subida para o Pico? é em estimlo de travessia ou é bate e volta??
    Por que sede voçê subiu?
    Foi de carro ou ônibus?

    meus perfis
    wilson_pacheco_brazil@hotmail.com (orkut)
    wilson_pacheco_carvalho@yahoo.com.br (facebook)

    obrigado

    Resposta:
    Oi Wilson! Andamos com a internet meio ruim, mas vamos la: a travessia do Pico da Bandeira é linda. É mais simples que a Petrópolis-Teresópolis, subimos pelo lado Capixaba, mais ingreme mas com vistas lindas e descemos pelo lado mineiro, travessia mesmo, só tem que armar alguém para te levar o carro. Fizemos em umas 6 horas, e sem peso, indo em cachoeira (portaria de pedra bonita) e curtindo o caminho e o pico. Vale a pena!
    Bjs!
    Ana

  • 07/10/2010 | 20:48 por Daniela Borges de Souza

    Os profs quase me matam aqui no colegio pois fico mandando esses recados pra vcs toda hora e toda vez que entro na net...
    Mas eu ñ me emporto poiseu gosto de ver essas fotos lindas que vcs postam fico maravilhada,toda vez que eu falo com meu pai que eu mandei recado pra vcs ele me pergunta se eu já vi a foto dele...
    só ele mesmo tá todo empolgado,e feliz por ter conhecido gente tão legal como vcs, se vcs ñ tiver sabemdo que é meu pai é o RICARDO !!!!

    BJSSS ^^...

    Resposta:
    Olá Dani! Não tem problema ver o blog se não for no horário da aula, né? rsrsrs! Manda os recadinhos mesmo, adoramos ver vc por aqui! Beijos!

  • 07/10/2010 | 20:28 por Daniela Borges de Souza

    Que emoção meu PAI tá na net,tÔ muito orgulhosa do meu paisão!!!
    Ele falou muito bem de vcs eu queria ter conhecido vcs mas quem sabe outra hora né?
    Voltem mais vezes ai pra gente se conhecer!!!

    beijos da Dani ^^ !!!

    Resposta:
    Estamos orgulhosos dele também! O trabalho que ele faz lá no Parque é muito bacana, além dos filhos ótimos que tem! Parabéns, obrigada! Bjs

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet