0 Sucre - Blog da Ana - 1000 dias

Sucre - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Sucre

Bolívia, Sucre

Mirante ao lado da Igreja de La Recoleta, em Sucre - Bolívia

Mirante ao lado da Igreja de La Recoleta, em Sucre - Bolívia


Sucre, primeira capital da Bolívia, perdeu seu posto para La Paz quando esta se tornou um ponto estratégico para o escoamento da produção do minério extraído em Oruro e Potosí. Ainda é a capital constitucional, porém La Paz é que abriga de fato todo o poder político do país. Fundada em 1538, a cidade trocou de nome algumas vezes, La Plata, Chuquisaca, Simón Bolívar até chegar à homenagem final ao primeiro presidente eleito pelo congresso, o General Antonio José de Sucre.

Homenagem ao grande nome da independência da américa espanhola, em Sucre - Bolívia

Homenagem ao grande nome da independência da américa espanhola, em Sucre - Bolívia


Nos idos de 1824, Sucre lutou ao lado de Simón Bolivar na Guerra pela Independência do Perú, do qual a Bolívia ainda fazia parte. Um ano mais tarde no Alto Perú foi proclamada a República da Bolívia. O primeiro presidente aclamado pelo congresso foi Simón Bolívar, que estava distante do país. Assim sendo Sucre assumiu o comando da nova república em dezembro de 1825 até o abril de 1828. Toda esta história nos foi contada em detalhes no Museu da Independência, por um guia muito esclarecido e apaixonado pela história do seu país. (Entrada: 15 bolivianos - 2,2 dólares aprox.).

Simon Bolivar entre todas as bandeiras da história da Bolívia, na Casa de La Libertad, em Sucre - Bolívia

Simon Bolivar entre todas as bandeiras da história da Bolívia, na Casa de La Libertad, em Sucre - Bolívia


Conhecida como “A cidade branca”, Sucre possui como lei a pintura das casas e prédios do centro histórico todos os anos, de branco, obviamente. Atingida por uma grande peste nos idos de antigamente, acreditava-se que as paredes caiadas diminuíam a disseminação da doença. O que antes era uma necessidade pela limpeza e higiene, hoje se tornou um marco arquitetônico da cidade.

Entrada do museu eclesiástico, em Sucre - Bolívia

Entrada do museu eclesiástico, em Sucre - Bolívia


A visita ao Mercado Municipal, independente da cidade, é sempre obrigatória. Ali vemos a cara do país, trabalhadores e consumidores, além de toda a qualidade de artesanatos, frutas, verduras, legumes, cereais, carnes e comidas típicas. Confesso que a área de restaurantes e lanchonetes não nos apeteceu muito o estômago, muitas carnes, embutidos e frituras, mas a apresentação de dança de um maluco borracho até que foi engraçada.

Abundância de frutas no mercado em Sucre - Bolívia

Abundância de frutas no mercado em Sucre - Bolívia


Outro lugar bacana de conhecer é a Casa de Cultura, pertinho da praça principal. Está acontecendo esta semana uma amostra de cinema e artes com a temática “Direitos Humanos”. Um concurso fotográfico foi lançado pelo Departamento de Imigrações da Espanha em parceria com o Governo Boliviano, mostrando a realidade e a ilusão dos processos migratórios. A exposição mostrou os trabalhos premiados, a maioria abordando a decisão das mulheres migrarem do campo para a cidade, ou mesmo da cidade para outros países, em busca de melhores condições para a sua família.

Exposição fotográfica em Sucre - Bolívia

Exposição fotográfica em Sucre - Bolívia


Nessa mesma onda, fomos ao Teatro 3 de Fevereiro para assistir ao média metragem de produção espanhola “Diversidad”. Ele fala sobre a cidade de Nova Iorque como principal receptora de imigrantes de todo o mundo, como essas diferentes culturas e religiões convivem. Bacana, mas eu esperava algo mais “latino”, aí ficamos para assistir a segunda sessão, filme documentário peruano “Operación El Diablo”.

Cholas descansam no mercado em Sucre - Bolívia

Cholas descansam no mercado em Sucre - Bolívia


O filme documentou toda a luta dos campesinos peruanos para salvar uma montanha, sua água e o seu estilo de vida, que estavam prestes a ser destruídos por uma mineradora americana. Um padre foi elegido como mediador entre a comunidade campesina e os órgãos governamentais que liberavam a exploração do monte. Esta luta teve vários desdobramentos e inclusive se iniciou uma perseguição, com requintes do serviço de inteligência militar e espionagem, aos chefes campesinos e a todos os que lutaram ao seu lado. Descobre-se que uma prática terrível havia sido implementada pelas empresas de segurança contratadas por estas mineradoras, que torturaram e até mataram vários dos ambientalistas.

Exposição fotográfica em Sucre - Bolívia

Exposição fotográfica em Sucre - Bolívia


Aqui conhecemos uma Bolívia melhor e mais desenvolvida. São muitos museus, casas culturais, universidades e claramente gente politizada e formadora de opinião. Além de capital constitucional, Sucre é o berço da história e da cultura boliviana.

Iluminação noturna da bela igreja de São Francisco, em Sucre - Bolívia

Iluminação noturna da bela igreja de São Francisco, em Sucre - Bolívia

Bolívia, Sucre,

Veja mais posts sobre

Veja todas as fotos do dia!

Diz aí se você gostou, diz!

Post anterior Estrada vai serpenteando moro acima, em direção à Sucre - Bolívia

Por La Carretera

Post seguinte A enorme encosta com centenas de pegadas de dinossauros, em Sucre - Bolívia

Juracique Parque!

Blog do Rodrigo Igreja em Sucre - Bolívia

Dia em sucre

Comentários (2)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 07/10/2013 | 14:53 por Joao

    Bolivia é muito interessante e os relatos mais interessantes ainda! Tudo de bom pra vcs!

  • 30/07/2011 | 00:22 por Mario Sergio Silveira

    Obrigado pela aula de história, querida filha. Abração!!!!

    Resposta:
    É muuuita história pai! Saudades! Bjs

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet