0 Santuário do Caraça - Blog da Ana - 1000 dias

Santuário do Caraça - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Santuário do Caraça

Brasil, Minas Gerais, Caraça

Céu noturno no Caraça - MG

Céu noturno no Caraça - MG


Ontem chegamos ao Caraça já eram quase 20h. Fomos à espera do famoso lobo-guará, amigo dos padres do Caraça que o alimentam todos os finais de tarde. A comida fica em uma bandeja atrás da igreja do Santuário do Caraça, mas infelizmente ele não apareceu. Acho que já tinha comido o suficiente um pouco mais cedo.

A Ana esperando a aparição dos lobos no Caraça - MG

A Ana esperando a aparição dos lobos no Caraça - MG


O Santuário do Caraça foi fundado em 1774 pelo Irmão português Lourenço de Nossa Senhora. Quando ele morreu deixou o santuário em seu testamento à Coroa Portuguesa que mais tarde doou para a Congregação da Missão, responsável hoje pela RPPN – Reserva Natural do Patrimônio Particular Santuário do Caraça. Lá funcionou um Colégio e Seminário durante 150 anos, um dos melhores do país, formando diversos Presidentes de Província e 2 Presidentes do Brasil. Em 1968 aconteceu um incêndio do colégio, 90 crianças estavam no prédio, no entanto nenhuma ficou ferida. Desde então o colégio deixou de funcionar, toda a estrutura antiga foi restaurada e hoje é utilizada para receber visitantes e peregrinos.

Igreja do Santuário do Caraça - MG

Igreja do Santuário do Caraça - MG


Vitrais no Interior da Igreja do Santuário do Caraça - MG

Vitrais no Interior da Igreja do Santuário do Caraça - MG


O Caraça possui uma área com mais de 10 mil hectares preservados, onde se encontram cachoeiras, piscinas naturais e diversos picos, dentre eles o mais alto da Serra do Espinhaço. Aqui devo fazer uma observação importante! Quando estivemos em Milho Verde soubemos que o Pico do Itambé seria o mais alto do Espinhaço com 2055m. Agora, com novas informações recebidas aqui no Caraça, descobrimos que esta informação estava errada. A montanha mais alta desta serra é o Pico do Sol, com 2072m de altitude.

Um dos vales do Caraça - MG

Um dos vales do Caraça - MG


Deixamos o pico para a volta, conhecemos apenas uma das cachoeiras, a Cascatona, a 6km da sede. A Cascatona é linda, imensa e a trilha muito gostosa. A volta é um pouco cansativa, uma bela subida, mas quase sempre na sombra.

Parte de baixo da Cascatona, no Caraça - MG

Parte de baixo da Cascatona, no Caraça - MG


No retorno ainda esticamos para o Cruzeiro, conhecemos o museu e o calvário onde esteve D. Pedro II em uma de suas incursões ao Caraça. Existem relatos de D. Pedro II em seu diário sobre o Caraça e suas lembranças de quando seu pai D. Pedro I esteve aqui, já o achando muito antigo. Andou por todas as trilhas, teve aulas em grego, latim, francês, espanhol e discutiu com o professor de Direito Canônico, alegando que muitas vezes havia abuso de autoridade por parte dos eclesiásticos. Além de um patrimônio natural o Caraça também é patrimônio histórico mineiro e nacional!

Santuário do Caraça - MG visto do Cruzeiro

Santuário do Caraça - MG visto do Cruzeiro


“Só o Caraça vale toda a viagem à Minas Gerais.” - D. Pedro II.
Continuamos no nosso cronograma de viagem infelizmente acelerados, para podermos fazer a América caber nos 1000dias. Finalizamos o dia viajando para Mariana e jantando em Ouro Preto. Lá encontramos o Lulu, nosso sobrinho que está viajando com a escola em um roteiro muito parecido com o nosso nos últimos 3 dias. Ao final os 30 jovens fizeram um ensaio em coro de duas músicas que serão apresentadas na peça de final de ano. Fiquei até emocionada! Nossa próxima aventura: um mergulho na Mina da Passagem aqui em Mariana.

Com o sobrinho Luís Paulo em Ouro Preto - MG

Com o sobrinho Luís Paulo em Ouro Preto - MG

Brasil, Minas Gerais, Caraça, Santuário do Caraça

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior Arte em Inhotim, Brumadinho, próximo à Belo Horizonte - MG

O Contemporâneo Inhotim

Post seguinte Lago da Mina da Passagem em Mariana - MG

Mina da Passagem

Blog do Rodrigo Com o sobrinho Lulu, em Ouro Preto - MG. Ao final da viagem ele já será mais alto que eu?

Mundo Pequeno

Comentários (5)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 18/01/2012 | 15:43 por Nilson Soares

    Prezada,

    Parabéns pelas fotos e relatos.

    Estou planejando ir este ano para o Santuário, parece um lugar muito lindo, sobretudo, tranquilo.

    Meu desejo é ir de moto e tirar muitas fotos, sobretudo, meditar muito...

    abs,

    Nilson soares
    www.baiaodeideias.blogspot.com

    Resposta:
    Olá Nilson! Vale muito a pena a visita ao Caraça, é sem dúvida um lugar de contemplação, meditação e descanso. Aproveite bastante sua passagem por lá! Beijos!

  • 01/07/2011 | 18:44 por João Victor Vasconcelos

    Ana,

    Vi suas fotos e li seus comentários a respeito dos lugares que você foi na serra do cipó,especificamente lapinha da serra e tabuleiro.Ja conheço a lapinha,lugar maravilhoso e perfeito.Estou indo agora dia 17 de julho fazer a travessia lapinha-tabuleiro e queria saber se você tem algumas dicas a respeito dessa travessia.Gostei demais dos seus comentários e dos lugares,um mais bonito que o outro!

    Resposta:
    Oi João! Você deve agora estar na travessia, quero muuuito saber como foi! Infelizmente não pudemos fazer a travessia, pois não tínhamos tempo suficiente, ficou para a lista "tudo o que queríamos fazer e não fizemos". hahaah! A informação que temos é que tem algumas casas/hospedagens no caminho mais especiais que outras, não lembro o nome da senhorinha, mas dizem que a sua comiga é a melhor... dá uma ligada pro Gustavo lá do Eco Hostel em Tabuleiro, ele pode te dar a dica. Obrigada, bem vindo. Beijos!

  • 21/09/2010 | 22:12 por Luis

    E mais um dado pra colocar no seu livro: A imensa tela da Santa Ceia com as figuras "abobalhadas"que está no interior do templo, foi pintada pelo Manoel da Costa Ataíde, o mestre Ataíde. Vou tentar localizar aonde guardei o nome do artista que fez os vitrais.
    E vcs fizeram o Pico do Sol e o Inficionado?

    Resposta:
    Só tínhamos um dia e optamos por conhecer a Cascatona, lugar preferido de D. Pedro II. O cara tem bom gosto, resolvemos seguir as dicas dele! rsrsrs! Bjs! =) Mas o Pico do Sol ficou engasgado, até pq é o pto mais alto da Serra do Espinhaço, ainda vamos fazê-lo! Bjs

  • 18/09/2010 | 20:32 por Luís

    Ana, vc sabia que os vitrais do Caraça são franceses e foram doados por D.Pedro II?

    Resposta:
    Puxa, não sabia Luiz! Sabe que eu lembrei muito da Sacré Coeur e seus vitrais quando entrei lá na Igreja do Caraça mesmo... são maravilhosos! D. Pedro tinha um ótimo gosto, tanto para vitrais, quanto para aventura. Este lugar devia ser ainda mais místico naquela época!
    Obrigada!
    Bjs

  • 29/08/2010 | 10:24 por Ju

    Que delicia! Quanta cultura irma!!!! E o livro no final dessa viagem? :)

    Saudades!!!!!!! xxx

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet