0 San Blás - O Paraíso dos Kunas - Blog da Ana - 1000 dias

San Blás - O Paraíso dos Kunas - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

San Blás - O Paraíso dos Kunas

Panamá, San Blás, Portobelo

Mais uma das ilhas de San Blás, na costa do Panamá

Mais uma das ilhas de San Blás, na costa do Panamá


Após a tormenta sempre tem a calmaria... ou seria ao contrário? Enfim, 38 horas de navegação depois chegamos a San Blás!

Uma das ilhas paradisíacas do arquipélago de San Blás, na costa do Panamá

Uma das ilhas paradisíacas do arquipélago de San Blás, na costa do Panamá


Arquipélago na costa do Panamá com 378 ilhas, sendo apenas 49 delas habitadas. É uma província autônoma gerida pelos índios Kuna, que mantém suas tradições, costumes, língua e artesanatos, já adaptaram e modernizaram parte do seu estilo de vida.

Índias Kuna se aproximam do nosso veleiro para vender artesanato, em San Blás, na costa do Panamá

Índias Kuna se aproximam do nosso veleiro para vender artesanato, em San Blás, na costa do Panamá


Convivendo com o “homem branco” desde a chegada dos espanhóis na América, passando pela construção do Canal do Panamá e Segunda Guerra Mundial, os Kunas já estão um tanto quanto escolados e sabem bem defender o seu espaço. Um bom exemplo é a histórias de um gringo que construiu uma casa em uma das ilhas paradisíacas, com a ajuda e o conhecimento dos Kunas, até que quando ficou pronta os indígenas tomaram a casa e o expulsaram dali.

Indígenas Kuna, os habitantes das ilhas de San Blás, na costa do Panamá

Indígenas Kuna, os habitantes das ilhas de San Blás, na costa do Panamá


A sociedade é matriarcal, a mulher é o pulso firme, quem organiza e define os rumos de cada família e sociedade. Cada família possui uma ilha, que as vezes podem ser habitadas por mais até 3 ou 4 famílias. A pesca, o coco, o artesanato e o turismo são as principais atividades econômicas, podendo ser encontrados em algumas ilhas hotéis e áreas de camping. Os hotéis seguem o estilo e a arquitetura Kuna, são simples, feitos de madeira, bambus, redes no lugar de camas, luz e banheiro comunitário.

Moradias Kuna em San Blás, na costa do Panamá

Moradias Kuna em San Blás, na costa do Panamá


O artesanato é vendido de barco em barco pelas mulheres, que só se deixam ser fotografadas por 10 ou 15 dólares ou se você comprar uma de suas peças. Longas pulseiras multicoloridas, feitas de miçangas e mola-molas, coloridos tecidos trabalhados com uma técnica de recorte, sobreposição e bordados maravilhosos. É claro que eu não agüentei e acabei levando um com a representação de um cão com asas kuna.

Índia Kuna, representante da tribo que há séculos habita San Blás, na costa do Panamá

Índia Kuna, representante da tribo que há séculos habita San Blás, na costa do Panamá


As ilhas são um pedaço de areia com dezenas, quiçá centenas, de coqueiros. A maioria das vezes você pode dar a volta a pé em menos de 20 minutos. As suas águas esmeralda, areias brancas são a tradução perfeita do paraíso.

Muito sol e mar esverdeado no nosso segundo dia no arquipélago de San Blás, na costa do Panamá

Muito sol e mar esverdeado no nosso segundo dia no arquipélago de San Blás, na costa do Panamá


Sob as águas quentes do mar do Caribe, encontramos arraias chitas, naufrágios e toda espécie de vida marinha. Algumas ilhas possuem fundo de areia e plantas aquáticas que contribuem para o verde intenso da água.

Barco afundado em uma das ilhas de San Blás, na costa do Panamá

Barco afundado em uma das ilhas de San Blás, na costa do Panamá


Outras possuem costas rodeadas por arrecifes com diferentes formações e espécies de peixes. O scuba dive é proibido no arquipélago, mas só com uma máscara e um snorkel a diversão é garantida. No naufrágio encontramos milhares de christmas trees, nudibranchs e até um cardume de lulas, difícil de ser encontrado normalmente.

Banho de mar nas paradisíacas ilhas de San Blás, na costa do Panamá

Banho de mar nas paradisíacas ilhas de San Blás, na costa do Panamá


Explorando barco afundado em uma das ilhas de San Blás, na costa do Panamá

Explorando barco afundado em uma das ilhas de San Blás, na costa do Panamá


O veleiro aportou na primeira ilha no nosso terceiro dia pela manhã, aproveitamos o dia nadando e explorando as ilhas e as águas nos arredores. Una barbacoa de pollo na praia deserta e uma noite maravilhosa sob o céu de estrelas. No dia seguinte navegamos para a próxima ilha, onde encontramos os kunas e nadamos para a praia, onde tomamos a nossa primeira Balboa no barzinho da pousada. Nosso último dia nos reservava ainda uma surpresa.

Churrasquinho no fim de tarde em uma das ilhas de San Blás, na costa do Panamá

Churrasquinho no fim de tarde em uma das ilhas de San Blás, na costa do Panamá


O encontro com a Dana, mineira de Guaxupé, radicada em San Blás. Após alguns anos vivendo na Espanha, Dana e seu marido decidiram comprar um veleiro e hoje operam charters em San Blás. O barco é lindo, super confortável e o cardápio preparada pela chef deve ser de comer ajoelhado! Pena que só descobrimos no último dia... Mas fica a dica para quem quiser conhecer o arquipélago com boas companhias e um serviço especial!

Encontro fortuito com a brasileira Dana, que está morando e trabalhando em San Blás, na costa do Panamá

Encontro fortuito com a brasileira Dana, que está morando e trabalhando em San Blás, na costa do Panamá


Velejamos a ultima noite em direção à Porto Belo, noite tranquila, primeira em que não choveu e que pudemos dormir com janela e ar condicionado natural funcionando a noite inteira. Noite especial para ficarmos com as melhores memórias dessa aventura no paraíso na costa do Panamá.

Uma das ilhas paradisíacas do arquipélago de San Blás, na costa do Panamá

Uma das ilhas paradisíacas do arquipélago de San Blás, na costa do Panamá


Explorando uma das praias paradisíacas de San Blás, na costa do Panamá

Explorando uma das praias paradisíacas de San Blás, na costa do Panamá

Panamá, San Blás, Portobelo, Veleiro, Comarca Kuna, Indígendas, Kunas

Veja todas as fotos do dia!

Participe da nossa viagem, comente!

Post anterior Adeus à Cartagena, na Colômbia. Próxima parada: Arquipélago de San Blás, no Panamá

Diário de Bordo - Travessia

Post seguinte Veleiros na baía de Portobelo, no Panamá

Terra Firme

Blog do Rodrigo Muito sol e mar esverdeado no nosso segundo dia no arquipélago de San Blás, na costa do Panamá

San Blás

Comentários (3)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 22/11/2015 | 14:20 por rickpadilha@hotmail.com

    INACREDITÁVEIS estas imagens... parece tudo que tenho em mente para realização de um sonho.
    Que bom que existe este relato para me apresentar um local assim tão incrível... mal posso esperar para ir para la...

  • 13/09/2014 | 09:52 por bruno

    como faço pra chegar nesta linda ilha?
    e quanto vou gastar?

    Resposta:
    Oi Bruno! San Blás é um paraíso, você vai amar. Existem várias formas de chegar até lá, tours em veleiros privados saindo da Cidade do Panamá/ Porto Belo (pode ver um charter com a Dana, da Anima Mare - https://www.facebook.com/pages/ANIMA-MARE-Sailboat-Charter-in-San-Blas-Panam%C3%A1/120462691376283, ou vindo de Cartagena num esquema mais mochileiro, que saía de Cartagena e ia até Portobelo, passando por San Blás. 5 dias com comida (boa, mas simples) e foi 450 dólares por pessoa. Outra forma é ir até Porvenir, que já é no território Kuna no continente e de lá pegar os barcos para algumas ilhas com hotéis Kunas em San Blás. A blogueira Luciana Misura foi para lá com os filhos neste último esquema e descreveu o planejamento saindo da Cidade do Panamá, dá uma olhada no link. http://luciana.misura.org/2013/11/21/viajando-pro-panama-com-criancas-o-meu-planejamento/
    Espero ter ajudado, e boa viagem!

  • 07/03/2012 | 18:15 por Paulinha Ribas

    que lugar!

    Resposta:
    ao vivo é ainda melhor!

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet