0 Nas Trilhas do Death Valley - Blog da Ana - 1000 dias

Nas Trilhas do Death Valley - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Nas Trilhas do Death Valley

Estados Unidos, Califórnia, Death Valley

Magnífica vista da Badwater Basin, ponto mais baixo do continente, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA

Magnífica vista da Badwater Basin, ponto mais baixo do continente, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA


O dia amanheceu após a longa e desconfortável noite em que dormimos na Fiona. Não quero ser injusta, a Fiona é super confortável, podemos passar horas dirigindo sem problema algum, mas dormir em uma cama é outra coisa! O sol estava nascendo sobre as dunas vizinhas, os trailers começando a ganhar vida. Famílias, cachorros, crianças e vovôs preparando seus cafés da manhã e se preparando para mais um grande dia.

A caminho do Mosaic Canyon, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA

A caminho do Mosaic Canyon, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA


Uma passada rápida na Stove Pipe Wells General Store e já tínhamos nosso café da manhã em mãos para comermos a caminho do Mosaic Canyon. Apenas um dos vários cânions formados nos arredores do Death Valley, suas formações rochosas são belíssimas, a parte inicial em mármore branco e amarelado, formando um mosaico de cores deslumbrante.

Mosaic Cannyon, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA

Mosaic Cannyon, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA


Começamos a caminhar pensando que seria algo rápido, mas o cenário foi nos hipnotizando e nós continuamos, alongando as pernas, o corpo e a mente naquela paisagem sensacional. Caminhamos em torno de uma hora pelo leito do rio, agora seco, até o final da trilha que dá em um paredão, antiga cachoeira.

Escalando uma parede no Mosaic Canyon, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA

Escalando uma parede no Mosaic Canyon, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA


Ficamos imaginando a quanto tempo a água não passa por ali, serão meses, anos, décadas? Fato é que em um dos desertos mais secos do mundo, um dia a água esculpiu toda essa maravilha por onde estamos andando hoje.

Fim do caminho no Mosaic Canyon, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA

Fim do caminho no Mosaic Canyon, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA


Após despertar nessa longa caminhada, tomamos rumo para as Mesquite Dunes e colocamos o pé na trilha mais uma vez. Objetivo, chegar à duna mais alta! Não fomos só nós que pensamos nisso, aos poucos os turistas que estão espalhados pela imensidão de areia começa a afunilar e adotar a mesma rota rumo ao cume da duna.

Mesquite Dunes vistas de longe no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA

Mesquite Dunes vistas de longe no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA


Uma camelada e tanto no deserto dos sonhos, clima fresco, vista linda, um paredão de areia imenso e convidativo para aquela corrida, com passos de gigante, como um astronauta na lua!

Crianças se divertem em duna nas Mesquite Dunes, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA

Crianças se divertem em duna nas Mesquite Dunes, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA


Fizemos um pit stop no Furnace Creek Visitor Center, super estrutura bem organizada, uma loja cheia de livros interessantes, camisetas, bonés e badulaques, essas coisas que os turistas geralmente adoram. Nós não, então ficamos com o filme sobre o parque, com duração de uns 20 minutos conta a história do parque e tem imagens aéreas fantásticas do Death Valley, vale a pena!

Turistas caminham nas Mesquite Dunes, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA

Turistas caminham nas Mesquite Dunes, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA


Próxima parada: Badwater Basin. O ponto mais baixo do continente americano é um salar a 83m abaixo do nível do mar. É um lago super raso, que no período de chuvas recebe os sais minerais das montanhas nos seus arredores, que se acumulam formando cristais de sais de diversos formatos.

Muito sal na Badwater Basin, a - 86 m de altitude,  no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA

Muito sal na Badwater Basin, a - 86 m de altitude, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA


Muito doido imaginar que estamos 83m abaixo no nível do mar, no meio de um deserto e sobre um lago salgado seco. Estamos abaixo do nível da Corveta de Noronha, um dos lugares mais profundos que já mergulhamos! Animal!

Badwater Basin, a - 86 m de altitude, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA

Badwater Basin, a - 86 m de altitude, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA


No retorno pela mesma estrada fizemos algumas paradas estratégicas, como na Natural Bridge, uma ponte de pedra lindíssima de onde temos uma vista maravilhosa da Badwater Basin e da imensidão que é o Death Valley.

A 'Natural Bridge', ou Ponte Natural, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA

A "Natural Bridge", ou Ponte Natural, no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA


Seguimos para uma estrada cênica batizada de Artists Palette, não é a toa, as montanhas formadas por diferentes minerais dá as mais diversas cores para a paisagem. Vermelho, terracota, laranja, rosa, amarelo, bege, verde claro, verde escuro e todos os meios tons que você imaginar! Alguns mirantes no caminho dão as melhores vistas e paradas para foto.

Muitas cores na 'Paleta dos Artistas', no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA

Muitas cores na "Paleta dos Artistas", no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA


Retornamos ao Furnace Creek, agora para a pequena vila formada ao redor do resort, um oásis no meio do deserto. Eles possuem uma general store onde se encontra de tudo, além de 3 restaurantes, um bar, mini-golfe, piscina aquecida, canchas de tênis, etc. Nós compramos os passes para banho e piscina e aproveitamos as águas quentinhas para ver o nascer da lua cheia no meio do vale da morte. Após uma pizza e um bom papo com um professor de matemática no bar fomos ao camping, lotado. Acabamos tendo que ir para o camping de RV´s e Trailers, onde o Rodrigo decidiu dormir na Fiona e eu não sosseguei enquanto não montei a barraca, mesmo que capenga, para poder dormir na horizontal. Noite clara e iluminada no Death Valley, boa noite.

O sol se põe no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA

O sol se põe no Death Valley National Park, na Califórnia - EUA

Estados Unidos, Califórnia, Death Valley, Trekking, deserto, Furnace Creek

Veja todas as fotos do dia!

A nossa viagem fica melhor ainda se você participar. Comente!

Post anterior Solo desértico do Death Valley National Park, na Califórinia - EUA. É o lugar mais seco do país.

Red Rocks e Death Valley

Post seguinte Leito seco de antigo lago na parte norte do Death Valley National Park, na Califórnia - EUA

Tümpisa: O Vale da Vida

Blog do Rodrigo Death Valley National Park, na Califórnia - EUA

Canyons, Dunas e a Badwater

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 25/04/2012 | 15:49 por Oscar | MauOscar@gmail.com

    Que legal.. Nao tinha ideia que o Death Valley estava abaixo do nivel do mar... :D

    Resposta:
    Death Valley tem todos os superlativos e recordes que você imaginar, o lugar mais baixo, o mais seco, o mais quente... e por aí vai! =) Beijos!

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet