0 Manágua - Blog da Ana - 1000 dias

Manágua - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Manágua

Nicarágua, Manágua

Silhueta gigante de Sandino, líder revolucionário do país (em Manágua, capital da Nicarágua)

Silhueta gigante de Sandino, líder revolucionário do país (em Manágua, capital da Nicarágua)


Manágua foi definida capital da Nicarágua em 1852 quando ainda era uma pequena vila. O motivo? Disputa de poder entre as famílias nobres e mais influentes das cidades de León e Granada. Cada uma delas se sentia mais digna de ser a capital da nova Nicarágua, assim, após os conflitos e uma guerra civil que se armou em meados de 1850, definiu-se que um território neutro seria a sede política do país, Manágua.

Estátua de revolucionário em Manágua, capital da Nicarágua

Estátua de revolucionário em Manágua, capital da Nicarágua


Capital marcada por grandes desastres, Manágua foi destruída por um grande incêndio em 1931 e outro 5 anos mais tarde, a cidade foi totalmente reconstruída. Novamente em 23 de Dezembro de 1972 um imenso terremoto matou mais de 6 mil pessoas e deixou 300.000 desabrigados.

A antiga Catedral de Manágua, semi-destruída pelo grande terremoto de 1972 em Manágua, capital da Nicarágua

A antiga Catedral de Manágua, semi-destruída pelo grande terremoto de 1972 em Manágua, capital da Nicarágua


Na nossa primeira uma visão geral a sensação é que Manágua é uma cidade um tanto quanto esquisita. A antiga catedral, os prédios históricos e inclusive as ruas do centro antigo permaneceram em pedaços até os dias de hoje. Ao redor do centro, casas populares construídas em um mesmo padrão arquitetônico e coloridas de rosa, azul e amarelo dão ao centro da capital uma aparência de periferia.

Fotos de duas reverenciadas personagens do país: o poeta Dario e o revolucionário Sandino (em Manágua, capital da Nicarágua)

Fotos de duas reverenciadas personagens do país: o poeta Dario e o revolucionário Sandino (em Manágua, capital da Nicarágua)


Pelo menos para nós, que estamos acostumados a ver esses conjuntos habitacionais nos arredores da cidade. A exposição sobre o Sandino na praça principal, os murais sandinistas e a estátua ao soldado relembram que a revolução que acabou em 1979, historicamente foi ontem.

Famosa frase de Sandino, em Manágua, capital da Nicarágua

Famosa frase de Sandino, em Manágua, capital da Nicarágua


Enquanto a história recente está pintada em muros vai sendo ditada pouco a pouco pelo novo presidente Daniel Ortega, que pinta de rosa, amarelo e azul um país majoritariamente rubro e negro, cores da bandeira da FSLN (Frente Sandinista para Libertação Nacional). Talvez para alegrar o povo tão marcado pela história, talvez para afastar de sua imagem um passado sangrento de luta contra a ditadura da Família Somoza.

Bandeiras do país e da FSLN tremulam em Manágua, capital da Nicarágua

Bandeiras do país e da FSLN tremulam em Manágua, capital da Nicarágua


Uma passagem rápida pela capital, sua nova catedral, que mais parece um bunker e um almoço às margens do Lago de Manágua, ou Xolotlán na língua indígena, onde foram encontrados uns dos vestígios mais antigos neste país. Pegadas petrificadas de mulheres e crianças em direção ao lago com 6.000 anos de idade.

A moderna Catedral de Manágua, capital da Nicarágua

A moderna Catedral de Manágua, capital da Nicarágua


Reza a lenda que o Lago de Manágua teria surgido das lágrimas da “La Llorona”. A chorona era uma índia super guapa que foi estuprada por um espanhol e engravidou. A violência, porém a teria enlouquecido e assim que deu a luz, ela afogou o seu filho no rio. Desde então, a índia passava todos os dias e noites chorando por seu filho às margens do rio, foram tantas as lágrimas despejadas aí nasceu o Lago de Manágua.

O grande lago de Manágua, capital da Nicarágua

O grande lago de Manágua, capital da Nicarágua


Hoje, às margens do lago poluído, existe um Malecón com opções de restaurantes e bares populares e o moderno Puerto Salvador Allende, com uma infra-estrutura muito mais agradável, restaurantes e inclusive tours de barco que levam os turistas à Ilha do Amor. Foi uma passagem rápida pela cidade mais violenta do país, que por este motivo foi contra-indicada por todos os nicaragüenses que encontramos no caminho, porém que nos deu uma boa visão sobre a história deste povo e deste país.

Homenagem à Salvador Allende em Manágua, capital da Nicarágua

Homenagem à Salvador Allende em Manágua, capital da Nicarágua

Nicarágua, Manágua, Revolução Sandinista, Lenda, Lago Manágua

Veja todas as fotos do dia!

Faz um bem danado receber seus comentários!

Post anterior Secagem de café na finca Magdalena, na Isla Ometepe, no Lago de Nicarágua

Finca Magdalena

Post seguinte Mural no Museu dos Revolucionários, em León, na Nicarágua

A História Revolucionária

Blog do Rodrigo A moderna Catedral de Manágua, capital da Nicarágua

Passeio na Capital

Comentários (1)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 15/03/2017 | 00:00 por dolores

    Me gusta saber sobre lo que visitar en Managua en n5 dias

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet