0 Guayasamin - Blog da Ana - 1000 dias

Guayasamin - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

Guayasamin

Equador, Quito

Um dos muitos quadros retratando Quito, de Guayasamin, na Capilla del Hombre, em Quito, no Equador

Um dos muitos quadros retratando Quito, de Guayasamin, na Capilla del Hombre, em Quito, no Equador


A cada quilômetro que passa fico mais indignada com a distância que existe entre a cultura dos países da América Espanhola e a brasileira. Ok, eu não sou a pessoa mais culta e informada deste país e todos os dias descobrimos coisas, que mesmo no mundo globalizado de hoje, nós não fazíamos ideia de que existiam. Inclusive, é por isso mesmo estamos fazendo esta viagem. Mas nunca ter ouvido falar de Oswaldo Guayasamín para mim foi uma vergonha!

Retratos de Guayasamin na Capilla del Hombre, em Quito, no Equador

Retratos de Guayasamin na Capilla del Hombre, em Quito, no Equador


Considerado o Picasso latino-americano, um dos maiores pintores contemporâneos em todo o mundo! Guayasamín (1919 – 1999) é o primeiro de 10 filhos de mãe mestiça (espanhola e indígena) e pai equatoriano de origem quéchua. Demonstrou interesse pelas artes desde pequeno, se graduou em artes na Escola de Belas Artes em Quito como escultor e pintor e teve a sua primeira exposição aos 23 anos.

Capilla del Hombre, em Quito, no Equador

Capilla del Hombre, em Quito, no Equador


O tema central de sua obra é a violência contra o homem e revelam seu sofrimento e indignação perante o sofrimento do povo em episódios marcantes como guerras, ditaduras e desigualdades sociais. Ele se destacou por ser o primeiro pintor a retratar o homem indígena, seus traços, seus anseios e seus medos.

“...pintar é ao mesmo tempo uma forma de oração e um grito. É quase uma atitude fisiológica e é também a grande conseqüência do amor e da solidão. Portanto, quero que tudo seja nítido e claro e que a mensagem seja simples e direta. Não quero deixar nada ao acaso. Quero que cada figura e cada símbolo sejam essenciais, porque a obra de arte é uma busca incessante para sermos como os outros e de não nos parecermos com ninguém.”

As pinturas de Guayasamin passaram por 3 principais fases, sendo a última a mais colorida e suave, falando sobre ternura e esperança. Durante a pesquisa descobri que neste ano que estivemos fora houve uma exposição no MON em Curitiba, de março a setembro/2011, com 98 obras do artista e curadoria de seu irmão Pablo Guayasamín. O site do Museu Oscar Niemeyer tem um ótimo descritivo sobre sua obra e sua vida, muito interessante.

Admirado com o maior dos quadros na Capilla del Hombre, em Quito, no Equador

Admirado com o maior dos quadros na Capilla del Hombre, em Quito, no Equador


Como esta exposição já foi e assumindo que todos que estão por aqui gostam de viajar, o melhor lugar para conhecer sua obra e sua história é a Capilla del Hombre, em Quito. Fundado em 2002, o museu formado pela Fundación Guayasamín sempre foi um sonho deste artista, que está enterrado ali mesmo, no jardim de sua antiga casa localizada ao lado do museu.

Túmulo de Guayasamin na Capilla del Hombre, em Quito, no Equador

Túmulo de Guayasamin na Capilla del Hombre, em Quito, no Equador


Nós e Maria ficamos imersos em arte e história dentro do templo criado por Guayasamin e saímos de lá meio atordoados pelo que vimos, sem noção do tempo que havia passado. Já era final da tarde e precisávamos buscar a Fiona na concessionária antes que esta fechasse. Enquanto Rodrigo resolvia os últimos detalhes, eu e Maria, nossa amiga sueca que conhecemos no live aboard em Galápagos, continuávamos sem ver o tempo passar, falando sobre o mundo, nossas histórias, viagens e amores.

Com a Maria, visitando a Capilla del Hombre, em Quito, no Equador

Com a Maria, visitando a Capilla del Hombre, em Quito, no Equador


Enquanto isso, estamos tentando marcar um encontro com Christian, nosso amigo equatoriano que conhecemos em Montañita. Ele havia nos introduzido Guayasamin e também colocou como obrigatório o jantar no La Choza, delicioso restaurante de comida típica equatoriana, com apresentação de música tradicional e um ambiente super aconchegante. É outra coisa conhecer cidades grandes como Quito, com dicas dos seus moradores mais apaixonados.

Capilla del Hombre, em Quito, no Equador

Capilla del Hombre, em Quito, no Equador

Equador, Quito, Ecuador, Capilla del Hombre, Guayasamin, Artes

Veja todas as fotos do dia!

Diz aí se você gostou, diz!

Post anterior Laura e Rafa pegando o táxi para o aeroporto em Quito, no Equador

Hasta la vista baby!

Post seguinte Quito, capital americana da cultura (Equador)

Old Town Quito

Blog do Rodrigo Admirado com o maior dos quadros na Capilla del Hombre, em Quito, no Equador

Capilla del Hombre

Comentários (0)

Participe da nossa viagem, comente!
Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet