1 DistanTeresina - Blog da Ana - 1000 dias

DistanTeresina - Blog da Ana - 1000 dias

A viagem
  • Traduzir em português
  • Translate into English (automatic)
  • Traducir al español (automático)
  • Tradurre in italiano (automatico)
  • Traduire en français (automatique)
  • Übersetzen ins Deutsche (automatisch)
  • Hon'yaku ni nihongo (jidö)

lugares

tags

arqueologia cachoeira Caribe cidade histórica Estrada mar Mergulho Montanha parque nacional Praia Rio roteiro Trekking trilha

paises

Alaska Anguila Antígua E Barbuda Argentina Aruba Bahamas Barbados Belize Bermuda Bolívia Bonaire Brasil Canadá Chile Colômbia Costa Rica Cuba Curaçao Dominica El Salvador Equador Estados Unidos Galápagos Granada Groelândia Guadalupe Guatemala Guiana Guiana Francesa Haiti Hawaii Honduras Ilha De Pascoa Ilhas Caiman Ilhas Virgens Americanas Ilhas Virgens Britânicas Jamaica Martinica México Montserrat Nicarágua Panamá Paraguai Peru Porto Rico República Dominicana Saba Saint Barth Saint Kitts E Neves Saint Martin San Eustatius Santa Lúcia São Vicente E Granadinas Sint Maarten Suriname Trinidad e Tobago Turks e Caicos Venezuela

arquivo

SHUFFLE Há 1 ano: Há 2 anos:

DistanTeresina

Brasil, Piauí, Teresina

O Restaurante Flutuante, em Teresina - PI

O Restaurante Flutuante, em Teresina - PI


Fundada em 1851, Teresina foi a primeira cidade planejada do Brasil. Recebeu este nome em homenagem à esposa de D. Pedro II, Teresa Cristina, a então imperatriz brasileira. Localizada entre os rios Poty e Parnaíba é uma das únicas cidades que visitamos que respeita as margens dos rios dando espaço para a elasticidade natural que existe. A mata ciliar é tão respeitada que quase não se vê o rio, ficamos até na dúvida se não seria uma boa usar a área para quadras esportivas, pista de corrida e ciclovias, como uma área de lazer “alagável”. Rsrsrs!

Caminhando em parque de Teresina - PI

Caminhando em parque de Teresina - PI


A cidade é grande, bem espalhada e possui avenidas largas que facilitam a circulação rápida na cidade. Além do centro, onde ficamos hospedados, é dividida por zonas, norte, sul, leste e oeste, sendo a zona leste a mais rica em vida social, bares, restaurantes, shoppings, etc. Eu estava super curiosa sobre esta região, pois é para lá que fica a UFPI e é também onde ficava o Nós & Elis (cenas dos próximos capítulos).

Visitando o encontro dos rio, em Teresina - PI

Visitando o encontro dos rio, em Teresina - PI


Teresina é considerada a capital mais quente do Brasil e o calor é um dos assuntos preferidos dos teresinenses. Eu já havia lido a respeito, porém pude confirmar pessoalmente ontem quando fui ao banheiro no Planeta Diário. Uma teresinense muito simpática olhou pra mim e logo perguntou “você não é daqui, é? Por que não tem jeito mesmo.” Rsrsrs! Eu percebi que as mulheres me olhavam diferente, não sei se querendo entender de onde sou, as roupas que uso... enfim, coisas de mulher. Aí ela desandou a falar do calor, que eu tinha muita sorte de estar aqui no inverno, que está fresco, pois se chego “em setembro, outubro, novembro ou dezembro, MEU DEUS, é um calor do B-R-O Bró!”. Eu já havia comentado essa expressão aqui no blog, acho ela ótima! Ela foi retirada justamente nos meses do ano em que o calor fica insuportável! Importante: a expressão é assim mesmo, ela deve ser soletrada antes de ser falada B-R-Ó Bró!

Corredeiras no rio Poty, em Teresina - PI

Corredeiras no rio Poty, em Teresina - PI


Só imagino o calor que deve ser! Agora no inverno a noite até que é suportável, mas durante o dia são 30 graus desgraçados de abafados! Bem, falando em calor, tivemos que dar uma saidinha do nosso ar condicionado no hotel para conferir as atrações da cidade. O turismo aqui é voltado apenas a negócios, mas existem alguns lugares obrigatórios na visita à capital piauiense. O Encontro dos Rios Poty e Parnaíba, fica na parte noroeste da cidade, o acesso é através de um pequeno parque, onde se encontram lojas de artesanato local e o Museu do Peixe, uma mostra das espécies de peixes que habitam os rios, simples, mas bacana para as crianças curiosas. Lá a dica é logo conseguir um bom lugar no Restaurante Flutuante que fica aportado bem no encontro e degustar as suas peixadas ou moquecas dos variados tipos de peixes. Nós, com pouca fome, provamos o delicioso bolinho de peixe e uma cervejinha para refrescar. Lá conhecemos também a lenda do Cabeça-de-Cuia, uma lenda regional super “do mal” sobre um menino que mata a mãe a pancadas e tem uma praga rogada, vira um monstro que vive nos rios Poty e Parnaíba. Ele só se livrará da maldição depois que comer 7 marias virgens, já foram 3!

Monumento no encontro dos rios, em Teresina - PI

Monumento no encontro dos rios, em Teresina - PI


O segundo atrativo muito conhecido na cidade é a Floresta Petrificada, fósseis de árvores encontrados ali mesmo, no centro da cidade de Teresina. Às margens do Rio Poty e vizinha do Shopping Teresina, a Floresta foi meio difícil de ser encontrada. Estacionamos no shopping, como haviam nos sugerido, mas as duas casas que parecem ser um centro de visitantes estavam fechadas. Domingão, não poderíamos esperar muito também. Saímos andando pelas trilhas que o segurança do shopping indicou, dentro da área verde que margeia o rio. Achamos tudo muito esquisito, um dos principais atrativos da cidade não ter placa alguma? Fomos lá mesmo assim e acabamos encontrando alguns fósseis imensos de madeira expostos sem qualquer explicação, placa ou sinalização. O segurança nos falou que as casinhas de informação foram desativadas há pouco tempo. Não sei se nós é que chegamos no dia errado ou se foi a falta de informações ou ainda o quanto é abandono do governo, espero que sejam as primeiras opções.

Visitando a Floresta Petrificada, em Teresina - PI

Visitando a Floresta Petrificada, em Teresina - PI


Sem mais, acabamos nos mandando para o ar condicionado novamente, mas desta vez do Shopping e do cinema. Nada mal ter uma vida urbana de vez em quando. Assistimos o filme 72 horas com o Russel Crowell, confesso que achei meio fraquinho, mas valeu para distrair e mudar um pouco a rotina.

Admirando uma rede, em Teresina - PI

Admirando uma rede, em Teresina - PI


Várias pessoas nos perguntaram no caminho, por que vocês vão à Teresina? Não é muito fora do caminho? Sim, Teresina é mesmo distante de tudo, mas justamente por não ser uma cidade turística foi que me senti tão à vontade. Além do que seria uma grande injustiça, pois seria a única capital brasileira que deixaríamos de conhecer. É gostoso entrarmos em uma cidade e conhecermos as pessoas normais, vivendo suas vidas e podermos fazer coisas normais também, ir e vir sem sermos abordados por guias turísticos, bugueiros e ambulantes. Fiquei ainda mais curiosa de conhecer e participar da vida desta cidade e destas pessoas, pois em cada esquina eu lembrava das cenas e histórias descritas no livro que li sobre a DistanTeresina, mas esta história merece um post à parte.

Brasil, Piauí, Teresina, Rio Poty, Rio Parnaíba, Encontro dos Rios, Floresta Petrificada

Veja todas as fotos do dia!

Não nos deixe falando sozinhos, comente!

Post anterior Formações rochosas no Parque Nacional de Sete Cidades - PI

Sete Cidades

Post seguinte Dedicatória de Joca Oeiras no livro que organizou

Nós & Elis, a gente era feliz - e sabia.

Blog do Rodrigo Monumento no encontro dos rios, em Teresina - PI

Em Teresina

Comentários (3)

Participe da nossa viagem, comente!
  • 12/03/2019 | 12:05 por Danielle

    Olá, sou de Teresina e fiquei feliz ao ler sua postagem e indignação quanto a falta de estrutura e proteção que o gestor local dá a esse patrimônio paleontológico. Venho estudando sobre esse sítio desde minha graduação, espero contar com vcs mais vezes em minha cidade.

    P.S. li sobre a Floresta Petrificada do Arizona e fiquei encantada, gostaria de conhecer um dia.
    Abraços!!

  • 09/02/2011 | 10:50 por Paulinha Ribas

    goriamm, agora eu e o Rô tb somos motorizados 4x4!!
    nosso carnaval vai ser na lamaaaa, uhuuuuu!!

    Resposta:
    Caramba que chiques! Qual, como, quando e onde??? Venham fazer a transamazônica consoco! rsrsrs! Beijos! saudades =)

  • 09/02/2011 | 09:00 por Tatiana de Queiroz

    Olá, Ana. Estou curiosa sobre "Nós e Elis" e também sobre "DistanTeresina". Abraços

    Resposta:
    Oi Tati! Teresina realmente parece uma cidade para ser descoberta, o que é uma delícia para quem gosta de explorar. Acabei de postar sobre o Nós & Elis, espero que goste! Beijos!

Blog da Ana Blog da Rodrigo Vídeos Esportes Soy Loco A Viagem Parceiros Contato

2012. Todos os direitos reservados. Layout por Binworks. Desenvolvimento e manutenção do site por Race Internet